PESSOAL NESTE BLOG EU TRATO DE TUDO UM POUCO SOBRE INFORMÁTICA. ESTE BLOG SERVE EM PARTE PARA MIM COMO UM BLOCO DE NOTAS. PUBLICO AQUI MUITO ASSUNTO DE QUE ME PEDEM. ESPERO K APRECIEM ,

30
Nov 09

OUTRO EDITOR DE IMAGEM MT ENGRAÇADO E DIVERTIDO

 

publicado por jorgepc às 16:46

ja falei aki, como sacar video do youtube sem programa ,mas vou passar a explicar aki

nesta video aula

publicado por jorgepc às 16:41
sinto-me:
tags:

PAINT.NET KM PHOTOSCAP

efeito aspiral reflexo de texto

publicado por jorgepc às 16:28
sinto-me:

Neste momento, ñ ha editor melhor k o photoshop.

Mas temos varios editores de imagens e o paint net é um deles, vou passar aki algumas video aulas sobre os efeitos do paint net

EFEITO FOGO

EFEITO RAIO BOLA DE FOGO EFEITO NUVENS

publicado por jorgepc às 16:17
sinto-me:
tags:

Bem, registrado ou não, ele libera praticamente todos os recursos. WinZip? Que nada: o WinRAR é muito mais poderoso e pode extrair arquivos de diversos formatos de arquivos compactados. O formato de compressão "RAR" normalmente comprime um pouco mais do que o ZIP, mas a vantagem normalmente não é tão significante. o WinRAR extrai os arquivos rapidamente, compacta mantendo a estrutura de pastas, pode dividir em disquetes ou em volumes do tamanho que você quiser ou precisar, e criar arquivos auto-extraíveis (que não precisam de um descompactador, são executáveis e se auto-extraem, ideal para distribuição de softwares). Entre os programas do gênero, o auto-extrator dele é muito potente, pode até criar atalhos para os arquivos extraídos, extrair de forma oculta ou não, pode exibir uma licença de uso que você define... Bem melhor meeeesmo que o programa mais "popular" do gênero, pelo menos na opinião de muitos. Em programas compartilhadores de arquivos, como o e-Mule, por exemplo, é muito comum encontrar arquivos compactados no formato do WinRAR.

Algumas dicas de uso:

Divisão em disquetes
Para dividir arquivos ou pastas grandes em partes menores (que possam ser transportadas mais facilmente) selecione-os e clique com o botão direito num dos arquivos e a seguir em "Winrar > Adicionar para o arquivo...". Escolha o nome e local do arquivo clicando em "Procurar", normalmente escolha a compressão "Ótima", e no campo "Tamanho do volume, em bytes" escolha a opção "1.457.664 - 3.5". Veja:



Ele cria os arquivos normalmente, no local selecionado, numerados (nome.part1.rar, nome.part2.rar, nome.part3.rar, etc.). Cada um deles terá o tamanho de um disquete vazio e completo, basta copiar os arquivos gerados para os disquetes. Na hora de extrair, copie todos os pedaços para uma mesma pasta e clique com o botão direito em um deles (normalmente no primeiro), e então escolha "Extrair aqui", ou "Extrair para..." e defina um local.

No entanto, escolher o tamanho "1.457.664 - 3.5" traz alguns inconvenientes. Os disquetes usados deverão estar 100% vazios, sem erros. Disquetes com problemas verificados pelo scandisk (ou chkdsk) ficam com a capacidade reduzida, e o pedaço não vai caber no disquete. Nestes casos, escolha o item "Auto-detectar" no campo "Tamanho do volume", ao gerar o arquivo comprimido, clique no botão "Procurar" e salve o arquivo diretamente no disquete. O WinRAR vai usando o espaço livre (sem apagar nada do disquete) e, quando o mesmo estiver cheio, ele pede outro disco, e assim por diante. AVISO: Nunca retire ou coloque o disquete no drive com a luzinha (led) do mesmo acesa, isso facilmente danifica ficisamente o disquete, fazendo com que alguns dados sejam perdidos e/ou que o disquete seja inutilizado.
Na hora de extrair, se faltarem algumas partes o WinRAR extrai o que conseguir das primeiras, desde que os arquivos estejam inteiros e não faltem partes de alguns deles (isso não funciona se você escolher a opção de compressão "Sólida", pois aí todos os arquivos são unificados num arquivo só).

Auto-Extraível?
É só marcar a opção "Criar arquivo SFX", na tela da geração do arquivo compactado. Ele gera um executável, que pode ser executado em qualquer computador com Windows, sem precisar ter o WinRAR nem nenhum outro programa especial instalado.

Auto-Extraível avançado?
Na primeira aba, marque a opção "Criar arquivo SFX". Na guia "Avançado", clique no botão "Opções SFX..." e configure o que puder: mostrar um texto personalizado na tela de extração, criar atalhos, executar um programa automaticamente após a extração, exibir uma tela de progresso ou deixar um instalador oculto, definir a pasta padrão de extração, criar atalhos para arquivos extraídos, etc. O WinRAR não cria um desinstalador para os seus programas ou arquivos, ele não é um gerador de programas de instalação. Para isso use programas específicos, como o meu freeware
Mep Installer, oInno Setup, o NSIS, etc.

Arquivo criptografado?
Você pode colocar uma senha, mesmo nos arquivos auto-extraíveis (executáveis) ou nos divididos em partes. Na guia "Avançado" da tela da geração dos arquivos, clique no botão "Configurar senha...". É bom marcar a opção "Codificar nomes de arquivos", assim os nomes dos arquivos dentro do pacote compactado também ficam escondidos e protegidos. Mas cuidado, se esquecer a senha, bau bau, já era. Veja a tela de definição da senha:



Extraia apenas os arquivos que você quer!
O WinRAR pode, assim como a maioria dos programas do tipo, abrir um arquivo compactado e listar seus arquivos, sem extrai-los. Então você seleciona os desejados e extrai apenas eles. Basta dar um duplo clique no arquivo compactado, ou então abrir o WinRAR, navegar até a pasta onde se encontra o arquivo (pelo WinRAR, veja que ele tem uma barra de endereços) e dar um duplo clique nele. Para extrair apenas alguns, selecione-os (segure CTRL enquanto clica em cada um, se forem vários) e clique em "Extrair para". A seguir clique na pasta onde você quer colocar os arquivos extraídos.
Dica: no campo "Caminho de destino", após escolher a pasta desejada,
digite uma barra invertida seguida de um nome qualquer, para criar uma pasta com esse nome. Por exemplo, escolha "Desktop" na lista de pastas, e no campo citado digite "\teste", para colocar os arquivos nessa pasta. Se ela não existir, o WinRAR a criará automaticamente. Isso é bom fazer quando os arquivos no pacote compactado não estão em subpastas, pois se forem vários, ao extrair diretamente para a área de trabalho, eles poderão lotar os seus ícones ou confundir você, ao se misturarem aos seus outros arquivos que já existirem na pasta. Veja:



Recebeu um arquivo auto-extraível, mas desconfia dele?
O WinRAR pode extrair arquivos de um pacote auto-executável, mesmo que ele não tenha sido criado com o WinRAR (é claro, desde que use um formato de arquivo padrão também e reconhecido pelo WinRAR, como o próprio RAR, ZIP, CAB, etc). Para isso, com o WinRAR associado aos arquivos, clique com o botão direito no ícone do executável e escolha "WinRAR > Abrir com o WinRAR". Ele abre o arquivo dentro dele, sem executá-lo, e então extraia o que você quiser conforme a dica logo mais acima. Fazer isso é bom porque, sendo um executável, o programa poderia conter um vírus ou spyware embutido que seria executado ao abri-lo. Mas é claro, se os arquivos compactados que você extraír estiverem contaminados, aí a história é outra. Evite rodar programas e executáveis de desconhecidos. Ao receber algo assim ou um arquivo compactado auto-extraível, confirme com a pessoa que te mandou.

Extraia para uma pasta diretamente
Ao clicar com o botão direito do mouse num arquivo compactado, se o WinRAR estiver devidamente associado aos arquivos, ele mostrará opções como: "Extrair arquivos...", "Extrair aqui" e "Extrair para algumacoisa\". A primeira opção abre a tela de extração, já comentada mais acima. A segunda extrai para a mesma pasta onde estiver o arquivo compactado. E a terceira (a que fica com o nome do arquvivo seguido de uma barra) cria uma pasta na pasta atual com o nome do arquivo, e extrai o conteúdo dele para a pasta criada. Se você extrai arquivos freqüentemente usando o botão direito, usar essa terceira opção é o mais recomendável, pois os mesmos ficarão numa nova pasta, sem confundir nem se misturar com os arquivos já existentes na pasta atual. Isso é extremamente útil ao extrair arquivos salvos na área de trabalho.

O WinRAR está instalado, mas não abre os arquivos ZIP/RAR quando dou um duplo clique!
Isso ocorre porque os tipos de arquivos compactados não estão associados ao WinRAR. Não precisa reinstalá-lo, abra o WinRAR (pelo "Iniciar > Programas > WinRAR"), vá ao menu "Opções > Configurações" e abra a guia "Integração". Selecione todos os itens desejados, e marque também as opções da seção "Integração ao shell", que adicionam os comandos do WinRAR no menu que se abre ao clicar com o botão direito nos arquivos e pastas. Dê OK e pronto, veja:



Você deve seguir estes passos se tiver instalado outro programa que trabalha com arquivos compactados depois do WinRAR, ou se algum outro programa modificar as associações (o que ocorrerá ao aplicar a dica dada logo a seguir, para usuários do Windows XP). Ao restaurar a associação, os ícones dos arquivos compactados serão representados por uns livrinhos agrupados com uma faixa. Note que para isso, é necessário ter direitos administrativos no computador, e vale para todos os usuários. A associação é feita também ao instalar o WinRAR. De qualquer forma, você sempre poderá abrir e extrair arquivos de pacotes compactados, abrindo primeiro o WinRAR, e então localizando-os pela barra de endereços e navegação do WinRAR.

Dica: recomendo ativar a opção "Menu de contexto em cascata", que vem desmarcada por padrão. Com ela marcada, os itens do WinRAR que aparecem no menu ao clicar com o botão direito nos arquivos, ficarão agrupados num item "WinRAR". Desas forma o menu fica menor e mais leve. Sem essa opção, os itens aparecem diretamente, deixando o menu enorme dependendo do tamanho do nome do arquivo clicado. Veja as diferenças (clique para ver no tamanho real):



Dica ++ para usuários do Windows XP ou superior
O Windows abre os arquivos ZIP diretamente, algumas vezes fazer ao fazer download isso pode ser ruim, pois você quer salvar o arquivo. Além disso, ao pesquisar arquivos usando a busca do Windows ("menu Iniciar > Pesquisar"), tudo fica mais lento, pois ele varre os arquivos zipados e procura arquivos dentro deles também. Se você usa um bom programa compactador/descompactador, mesmo que não seja o WinRAR, é bom desativar a integração aos arquivos ZIP do Windows. Além de não atrapalhar os downloads, a pesquisa de arquivos em pastas com arquivos zipados fica mais rápida. Para isso, clique em "Iniciar > Executar" e digite:

regsvr32 /u zipfldr.dll

Se você se arrepender e quiser que o Windows volte a abrir e pesquisar os arquivos ZIP, dê o mesmo comando mas sem o parâmetro "/u", assim:

regsvr32 zipfldr.dll

Usuários avançados e micreiros em geral recomendam altamente a desativação disso.

É isso por enquanto... Eu uso o WinRAR 3.40 em português, e estou satisfeito, nem preciso de outros compactadores/descompactadores.

Posted: 19 Oct 2009 03:13 PM PDT

412 dicas para windows xp fassa um bom proveito



publicado por jorgepc às 16:11
sinto-me:
tags:

Uma senha é simples de criar e garante a proteção de sua conta de usuário do Windows.

É bastante comum acontecer “invasões” quando se compartilha o computador com mais de uma pessoa. Desde o Windows XP, o sistema operacional da Microsoft oferece a possibilidade de se criar várias contas de usuário, para que cada um tenha um Windows do seu jeito.
Porém, estas contas podem ficar desprotegidas ou mesmo que haja uma conta única e o computador seja usado por uma só pessoa, qualquer um pode entrar e modificar o que quiser em seu sistema.
Para se proteger destes curiosos é que é possível criar uma senha, mesmo que o seu PC tenha uma única conta. Este processo é bastante simples e será explicado agora pelo Chrome dicas. Vamos lá!
Primeiramente, abra o Menu Iniciar, vá em Painel de Controle e então em Contas de Usuário.
Menu Iniciar > Painel de Controle > Contas de Usuário
Na nova janela que se abriu, você encontrará diversas opções para alterar sua conta de usuário do Windows. Para cadastrar uma senha para utilização do seu computador, clique em Criar uma senha para a conta.
Clique em
Agora é a hora de escolher a sua senha e leia nosso especial sobre criação de senhas 100% seguras). Informe no primeiro campo, confirme-a no segundo e no terceiro, digite uma frase ou algo que lhe ajude a lembrar sua senha em caso de esquecimento.
Crie uma senha segura e pronto!
Depois disso, clique em Criar senha e pronto! Agora, sempre que alguém for acessar o Windows ou então entrar em sua conta, precisará informar a senha, pois caso contrário não conseguirá.

Dicas do XP: agilizar a abertura do Windows Explorer

Dicas simples que podem ajudar o Windows Explorer a agilizar no momento de sua abertura.

Atualmente, devido a uma grande evolução no visual do Windows, alguns serviços simples do Sistema acabaram ficando um pouco mais lentos, pois tem uma série de recursos gráficos que precisam ser carregados juntamente com eles no momento de sua abertura. Desde a versão do Windows XP este aumento do tempo para algumas tarefas já podia ser observado.
Um destes serviços é a abertura do Windows Explorer, que às vezes demora uma quantidade relativamente grande de tempo para abrir após o clique. Como este gerenciador de arquivos do Windows oferece uma forma de localizar, visualizar e organizar as pastas que temos instaladas no sistema, não é algo incomum fazermos uso dele.
Existem duas alterações bem simples que podem ser feitas de modo a deixar este processo mais rápido. Se por algum motivo você não gostar do resultado, estes procedimentos podem ser desfeitos no mesmo local que será mostrado abaixo para efetuá-lo.
Primeiro, abra o Windows Explorer e entre no menu “Ferramentas” e “Opções de Pasta”.
Abrindo as configurações de pastas
Em seguida abra a aba “Modo de Exibição” e dentro desta aba desmarque a opção “procurar pastas e impressoras de rede automaticamente” e selecione a opção “Não armazenar miniaturas em cache”.
Alterando opções para deixar o Windows Explorer mais rápido
Confirme a operação e pronto. A partir desta alteração seu Windows Explorer apresentará um pouco mais de agilidade em sua abertura.

Alterando a letra da sua unidade de disco

C ou D? Aprenda a alterar a letra da sua unidade de disco.

Às vezes, por alguma razão, o Windows XP simplesmente inverte as letras das unidades de disco. Principalmente quando você coloca um novo HD em seu computador. Para evitar problemas, ou simplesmente deixar do jeito que você quer, é possível modificar a letra da unidade.
Ou seja, ao invés de ter uma unidade D ou E, você pode deixar X, J etc. É um processo bastante simples e rápido. Veja no tutorial logo a seguir:


1. Para começar, clique no botão iniciar e, depois, clique com o botão direito em Meu Computador. Selecione a opção Gerenciar.

Nota: Outra forma de fazer isso é clicando com o botão direito sobre o ícone Meu Computador que está localizado na sua área de trabalho.

2. Quando abrir a janela de Gerenciamento do Computador, clique no + ao lado de Armazenamento  (1) para expandir a lista. Depois, clique em Gerenciamento de disco (2).
Você verá todos os seus discos listados no lado direito da tela (HDs, partições etc.). Clique com o botão direito sobre aquele que você quer mudar a letra da unidade e selecione a opção Alterar Letra de Unidade e Caminho (3). (Nota: Não é possível alterar a letra da unidade que está sendo usada pelo Windows.)

3. Na janela que for aberta, clique na unidade e depois no botão Alterar.

4. Marque a opção Atribuir a seguinte letra de unidade. Depois, escolha qual a letra nova que você deseja utilizar para aquela unidade.

5. Quando já tiver escolhido a nova letra, basta clicar em Ok.

6. Aparecerá um aviso muito importante, dizendo que se você alterar a unidade, os programas instalados nela podem deixar de funcionar. Se você acha que não haverá nenhum problema, clique em Sim.

7. Depois, basta reiniciar o PC para que as alterações tenham efeito.

Alterando a letra da unidade de CD ou DVD-ROM
Para alterar a letra de um drive de CD ou DVD-ROM o procedimento é praticamente o mesmo. Basta clicar também com o botão direito em Meu Computador e ir em Gerenciar. Quando você ver os seus discos no lado direito da tela, procure pelo drive de CD/DVD na lista (é a de baixo). Clique com o botão direito na unidade e escolha a opção Alterar letra de unidade e caminho. O procedimento depois disso também é o mesmo.



Como foi possível perceber, é uma dica extremamente fácil de se fazer, não deixando também de ser muito útil. Até a próxima.

Dicas do Windows 7: como desabilitar os destaques de programas novos

Aprenda a desabilitar os avisos exibidos toda vez que um novo software é instalado.

Toda vez que um novo programa é instalado nas versões XP, Vista e 7 do Windows, por padrão o Sistema Operacional exibe um aviso que indica a presença de novos softwares. Isto pode ser útil para quem compartilha o computador com outros usuários e gosta de saber quando houve alguma modificação, porém pode se tornar uma verdadeira dor de cabeça, especialmente para quem acabou de formatar a máquina e está no processo de reinstalar aplicativos.
Como o aviso só desaparece depois que o programa é acessado ao menos uma vez, se livrar dele pode ser uma tarefa trabalhosa.

Este breve tutorial do Chrome dicas tem como objetivo ensinar o usuário a desabilitar os avisos exibidos quando um programa novo é instalado, com o objetivo de deixar a cara do computador menos poluída.
Windows Vista e 7
1) Clique com o botão direito do mouse em cima da Barra de Tarefas e selecione a opção Propriedades.

2) Selecione a aba “Menu Iniciar” e clique na opção “Personalizar”.

3) Em seguida, basta localizar a opção “Realçar programas recém-instalados” e deixar desmarcado campo correspondente para que os avisos sejam desabilitados.

Windows XP
No Windows XP o processo é um pouco diferente, mas segue a mesma lógica:
1) Clique com o botão direito do mouse em cima do botão Iniciar e selecione a opção Propriedades

2) Selecione a aba Menu Iniciar e clique em “Personalizar”

3) Em seguida, clique na aba “Avançado” e desmarque o campo “Realçar programas recém-instalados”, conforme a imagem abaixo.

Pronto, agora nenhum aviso será exibido quando um novo programa for instalado no computador, o que vai deixar mais limpa a cara do Sistema Operacional. Quem está começando no mundo da informática pode não achar esta opção muito atraente, já que os avisos facilitam a localização de determinados aplicativos.

Para habilitar os avisos novamente basta seguir novamente este tutorial e selecionar novamente a opção “Realçar programas récem-instalados”.

Como funciona uma impressora a laser?T

Assim como tudo no ramo da tecnologia evolui com muita rapidez, as impressoras não são diferentes. As impressoras mais antigas funcionavam, basicamente, com a utilização de tintas, de modo que a impressora possui cartuchos preto e colorido e equilibrava as cores conforme o necessário. Entretanto, com o decorrer do tempo surgiram novas impressoras e, obviamente, quem ficou muito confuso com tudo foi o consumidor.
A aparição das primeiras impressoras a laser foi há algum tempo atrás. Com preços exorbitantes e promessas de uma rapidez fantástica, as impressoras que utilizavam tecnologia laser deveriam ser os novos produtos para impressão. O tempo passou e as impressoras a laser não dominaram o mercado, aliás, elas tiveram de dividi-lo com as impressoras de jato de tinta. Hoje iremos mostrar um pouco sobre o funcionamento das impressoras a laser e o como elas conseguem ser tão rápidas.
Um longo processo dependente da energia eletrostática
O processo de impressão começa antes mesmo de o papel ser puxado para dentro da impressora. Antes de fazer qualquer coisa, a impressora carrega a imagem em sua memória e processa as partes que necessitam de cor e as que serão deixadas em branco. Internamente, a impressora carrega (através de um dispositivo chamado de “fio de corona”) um cilindro fotorreceptor com carga (energia eletrostática) positiva. Detalhe: algumas impressoras trabalham com carga negativa no cilindro.
Logo em seguida o laser da impressora começa a atuar — isso sem sequer ter puxado o papel. O laser irá descarregar certas partes do cilindro, para que a imagem, ou texto, que será impresso fique desenhado no cilindro. Até o momento não temos nada de tinta, apenas uma imagem eletrostática.
Laser desenha a imagem no cilindro
Agora o toner começa a atuar, jogando uma pequena película de pó sobre o cilindro. Este pó está positivamente carregado, por isso ele será aderido nas partes em que o laser retirou energia eletrostática, mas não irá grudar nas partes carregadas positivamente (a velha lei da elétrica que diz que cargas opostas se atraem). Aqui já temos uma imagem com tinta, porém esta tinta ainda não está no papel, o qual ainda nem saiu da bandeja.
Neste momento a impressora puxa o papel, que irá passar por baixo do cilindro. Contudo, antes de passar pelo cilindro, o papel passa por um dispositivo que lhe carrega negativamente (este procedimento é necessário para que a tinta seja atraída para o papel). O cilindro começa a rolar sobre o papel e passar o pó (tinta do toner) para o papel. Vale frisar que a esteira (onde o papel está passando) e o cilindro possuem a mesma velocidade, fator que permite que a imagem seja impressa com perfeição.
Papel recebendo tinta do cilindro
Enquanto o papel está recebendo tinta, o cilindro está sendo descarregado (a energia é retirada em fração de segundo), para que ele não atraía o papel posteriormente. Agora o papel continua rolando pela esteira até chegar no fusor.
O fusor é a última etapa da impressão, momento em que o pozinho do toner será fixado no papel. O fusor funciona com alta temperatura e ele passa sobre o papel fazendo com que a tinta que antes estava bem clara seja “queimada” sobre o papel, de modo que haja uma “fusão” (daí o nome fusor) entre as partículas de tinta e do papel. Obviamente, o fusor também aquece o papel, porém o papel não queima, pois a velocidade com que tudo acontece é muito rápida — aqui está o motivo pelo qual o papel sai bem quente da impressora.
O fusor aquece o pó do toner e produz a imagem final
Finalmente, o usuário recebe o documento na bandeja de saída. Enquanto isso, uma lâmpada de descarga está passando sobre o cilindro, o qual será totalmente descarregado. Após isso o dispositivo que carrega o cilindro joga carga positiva sobre ele, para que uma nova imagem possa ser processada e impressa.
Velocidade e alta precisão
Como é possível ver, o processo de funcionamento de uma impressora a laser é bem complexo. Na realidade, tudo o que explicamos aqui foi apenas um pouco do que acontece. A impressora faz muito mais do que isso, pois ao receber o documento (ou imagem), o dispositivo calcula todos os pontos da imagem e distribui para as partes internas que necessitam saber quais tarefas executar.
Todo esse trabalho exigiu que as impressoras ganhassem processadores velozes. As impressoras atuais contam com CPUs com velocidade superior a 200 e 300 MHz. Além disso, as impressoras a laser necessitaram de memória RAM, pois o processamento de imagem requisitou que os documentos fossem armazenados temporariamente enquanto o processador realiza o trabalho pesado.
Atualmente, temos impressoras que imprimem um documento em meros três segundos — ou até menos. Fora a incrível velocidade, as impressoras a laser possibilitaram uma precisão muito alta — com resoluções que ultrapassam facilmente os 1200pp (pontos por polegada).
Nova comunicação entre PC e impressora
Obviamente as impressoras a laser não funcionam sozinhas, de modo que necessitam do auxílio dos computadores para imprimirem os documentos. Com a criação das impressoras a laser, as fabricantes desenvolveram novos padrões para comunicação entre PC e impressora, isto porque, uma infinidade de fontes surgiu e a impressão de imagens com alta resolução não seria tão simples sem um novo método de comunicação.
Pensando na popularização das impressoras a laser, a HP inventou a PCL, para que a impressão fosse ainda mais rápida e com maior qualidade. Da mesma maneira, a Adobe investiu num método chamado Postscript. Estas duas invenções traduzem as imagens e fontes mais complexas para as impressoras. No computador visualizamos tudo em pixels, mas para a impressora este processamento fica muito demorado, por isso estes softwares transformam as imagens em vetores, para que as impressoras consigam interpretar e imprimir os documentos com maior velocidade e qualidade.
Diferenças entre marcas
Neste artigo mostramos um pouco do funcionamento básico de uma impressora a laser, porém elas possuem bem mais etapas para realizar a impressão de imagens. Evidentemente, este modelo básico não faz referência a nenhuma marca, contudo cada fabricante possui suas diferenças, seja no modo de carga ou nos dispositivos internos.

publicado por jorgepc às 16:05
sinto-me:

Dicas do Windows 7: saiba como obter a velha barra de inicialização rápida no Windows 7

 

Se as mudanças feitas pela Microsoft na barra de tarefas não lhe agradaram, volte a ter a barra do jeito que ela sempre foi: sem complicações.


Sempre que surge uma nova versão de sistema operacional o usuário custa a se acostumar com o novo esquema de links, janelas e funcionalidades que os desenvolvedores alteram. Uma das funções que mais faz falta para o usuário no Windows Seven é a tradicional Barra de Inicialização Rápida.
Esse recurso vem sendo utilizado desde o Windows 98 pela Microsoft e sempre teve o mesmo objetivo: iniciar qualquer atalho com um clique do mouse. Agora, no Windows Seven, ela se transformou em uma barra dinâmica que nem todos os usuários se acostumaram.
Se isso ainda é um problema para você, ensinaremos nesse artigo como voltar a usar a boa e velha Barra de Inicialização Rápida.
1. Em primeiro lugar, crie uma pasta qualquer em seu computador. Em nosso exemplo, criamos a pasta Atalhos no Desktop.
Crie uma pasta em algum lugar do computador.
2. Agora, clique com o botão direito do mouse em qualquer parte vazia da barra de tarefas e escolha a opção Toolbars > New Toolbar.
Selecione a opção para criar uma nova barra de tarefas.
3. Selecione a pasta que criamos no item 1 (Atalhos) e clique no botão Select Folder.
Selecione a pasta que criamos anteriormente.
4. Com isso, acabamos de criar um novo item em nossa barra de tarefas a qual chamaremos de Barra de Atalhos. Clique novamente com o botão direito em uma área vazia da barra de tarefas e desmarque a opção Lock the Taskbar.
Desmarque a opção indicada para movermos a barra pro lugar certo.
5. Em seguida, arraste a barra de atalhos para o lugar que a tradicional Barra de Inicialização Rápida ficava, ou seja, ao lado do botão iniciar.
Arraste o local indicado para o lado do botão Menu Iniciar.
6. Para deixar nossa barra do jeito que sempre estávamos acostumados, clique com o botão direito do mouse na barra de atalhos e desmarque as opçõesShow Text e Show Title.
Desmarque as opções para deixar como a forma original.




7. Assim, a barra ficará vazia para que possamos adicionar os atalhos que usamos com mais frequência. Para isso, simplesmente arraste os atalhos para esta barra. Veja que os itens também são adicionados automaticamente à pasta que criamos no primeiro item do nosso tutorial.
Arraste os atalhos para o lugar que criamos recentemente.
8. Para aumentar o tamanho dos ícones, clique com o botão direito do mouse na barra de atalhos e selecione a opção View > Large Icons.
Altere o tamanho dos ícones se preferir.
9. Como iremos utilizar o velho sistema de Inicialização Rápida, podemos eliminar os ícones padrões do Windows Seven. Para isso, clique com o botão direito em cada item e selecione a opção Unpin this program from taskbar. Dessa forma, só aparecerão na barra de tarefas os programas que realmente estão em funcionamento.
Retire os ícones do Windows 7.
10. Para completar nossa personalização, clique com o botão direito do mouse na barra de tarefas e selecione a opção Properties.
Altere as propriedades da barra de tarefas para completar a personalização.
11. Ao abrir a janela de propriedades, selecione a opção Lock taskbar e desmarque as outras duas abaixo. No campo Taskbar buttons, altere a caixa de opções para Combine when taskbar is full e clique em OK para salvar as alterações.
Altere as opções para deixar como as versões anteriores do Windows.

Pronto! Agora você pode desfrutar do velho sistema de inicialização rápida de atalhos de que estávamos acostumados até o Windows Vista.

Configurações terminadas. Eis o resultado final.

Afinal, qual desses sistemas você prefere? Dê sua opinião

Dicas do Windows 7: como modificar automaticamente os papéis de parede

Saiba como ativar o sistema nativo do Windows Seven que permite alternar as imagens do plano de fundo do seu Desktop automaticamente.


A maioria dos usuários gostam de personalizar a Área de Trabalho do computador frequentemente, afinal, são criadas diversas imagens e temas para o computador todos os dias. Contudo, sempre que queremos alterar o papel de parede é preciso abrir as configurações do Windows, o que é um tanto cansativo.
Para facilitar a vida dos usuários que usam versões antigas do Windows, foram desenvolvidos diversos programas que alternam as imagens de fundo do Desktop automaticamente, como o Any Wallpaper e o Just Another Wallpaper Changer.
A Microsoft percebeu que esse era um recurso que muitas pessoas procuravam e resolveu implementá-lo no Windows 7. Caso você já use este novo sistema operacional e ainda não conseguiu achar essa função, mostraremos nesse pequeno tutorial como configurá-lo.
1. Abra a janela de personalização do Windows através do menu de contexto. Para isso, clique em qualquer parte vazia do Desktop com o botão direito do mouse e selecione a opção “Personalize” (Personalizar).
Abra a janela de personalização pelo menu de contexto.
2. Em seguida, clique na opção “Desktop Background”, localizada na parte inferior da janela.
Selecione a opção Desktop Background.
3. Na próxima janela, clique no campo “Picture location” para selecionar a pasta em que estão seus papéis de parede. Repare que também é possível selecionar um álbum de fotos qualquer do computador.
Selecione a pasta das imagens.
4. Agora, passe o cursor do mouse sobre a miniatura e clique na caixa de seleção de cada imagem desejada.
Selecione os arquivos da pasta que gostaria de exibir.
5. Na parte inferior da janela, escolha como as imagens serão ajustadas na tela. Logo ao lado direito, escolha quanto tempo uma imagem ficará na área de trabalho antes de ocorrer a troca automática. Clique em “Save Changes” para  terminar a configuração.

Configure o estilo e o tempo de cada imagem.
6. O usuário ainda pode salvar as alterações que acabou de fazer para separar imagens com diferentes temas.
Salve o tema para separar imagens diferentes.
Com isso, o papel de parede será trocado automaticamente de acordo com o tempo que foi selecionado, o que deixa a área de trabalho mais dinâmica e menos enjoativa.

Dicas do Windows 7: desfragmentação de discos automática

Saiba como agendar a desfragmentação de discos do Windows e, assim, manter o computador sempre rápido e eficiente.

Desde os sistemas operacionais mais antigos o Windows oferecia ferramentas para a manutenção do computador, como a desfragmentação de discos. O problema é que nem todos os usuários usavam ou ao menos sabiam da existência deste recurso, que serve para melhorar o desempenho do sistema. Pensando nisso, foi desenvolvida uma forma para ativar a desfragmentação  automaticamente.
O que é?
Desfragmentar o disco é uma tarefa necessária para manter o sistema de arquivos do computador rápido e eficiente. Basicamente, esta ferramenta é responsável por organizar os dados no HD e permitir que o sistema encontre as informações de que precisa mais rapidamente, o que diminui o tempo de espera na hora de carregar um programa, por exemplo. Portanto, se o seu computador anda meio lento ultimamente, pode ser que esteja na hora de fazer uma desfragmentação de disco.
Para não ter que se preocupar mais com essa atividade, a própria ferramenta do Windows permite agendar a desfragmentação de disco de forma simples. Assim, é possível programar um dia e horário para que o sistema faça essa tarefa para você periodicamente. É isso que ensinamos a você no artigo de hoje.
1. Abra o Menu Iniciar do Windows e digite “desfr” (ou “defrag”, caso o sistema esteja em inglês). Com isso, a ferramenta de que precisamos aparecerá na lista acima. Clique nesta opção para abrir o Desfragmentador de Disco;

Busca rápida pela ferramenta através do recurso pesquisar.
2. Com a ferramenta aberta, verifique se o agendamento está programado. Se ela estiver desativada, clique no botão “Configurar agendamento...”, como mostra a imagem abaixo;
Gerenciamento do desfragmentador de discos.
3. Em seguida, uma janela surgirá para que possamos ativar e modificar o agendamento do Desfragmentador de Disco do Windows. Para isso, selecione a opção “Executar seguindo um agendamento (recomendado)” (1) . Logo abaixo dessa caixa de opções, selecione um horário para que o sistema faça a desfragmentação;
Lembre-se de que para utilizar o recurso de forma satisfatória, é recomendável desligar todos os programas em uso, tais como MSN, gerenciadores de download, gravadores, players de áudio/vídeo, etc. Portanto, selecione um dia e horário em que o computador esteja ligado, mas inativo;
Programe um horário para realizar a desfragmentação.
Caso o disco rígido esteja particionado, ou então, se o computador possuir mais de um instalado na máquina, clique em “Selecionar discos...” (2);
4. Na janela que aparecer, selecione os discos que deseja desfragmentar. Se você costuma instalar discos removíveis com frequência, como pendrives e HDs portáteis, marque a opção “Desfragmentar discos automaticamente”. Assim, o sistema identifica o volume e faz  a desfragmentação até mesmo nesse tipo de dispositivo;
Selecione os discos que serão desfragmentados.

Com tantos problemas e coisas para resolver, nossa memória fica comprometida e acaba esquecendo as tarefas mais importantes, o que é normal. Para a desfragmentação de disco, existem meios para nos ajudar a lembrar e, ainda, realizar essa tarefa por nós quando necessário. Portanto, verifique se o seu computador possui um agendamento ativado e fique mais tranquilo.

publicado por jorgepc às 15:56
sinto-me:


Dicas winamp

Veja aqui, 10 dicas para o Winamp, o mais conhecido tocador de áudio digital para o Windows

1 - Crie Playlists permanentes
Se você tem muitas
músicas em seu computador, pode criar um arquivodo tipo playlist. Com extensão .m3u, esse arquivo permite carregar todas as músicas listadas de uma vez só. Para isso, clique no botão ADD da caixa Winamp Playlist (se esta caixa não estiver aparecendo, clique com o botão direito do mouse sobre qualquer área do Winamp e marque a opção "Playlist Editor" - dependendo da versão, o nome pode ser um pouco diferente). Quando o botão ADD é acionado, surgem 3 opções:ADD URL, ADD DIR ADD FILE. A primeira opção serve para que seja indicado uma música que está em um site. A segunda opção serve para você adicionar um diretório. Assim, todas as músicas que estiverem dentro da pasta serão adicionadas ao playlist. A terceira opção serve para você adicionar apenas um único arquivo à playlist. Após você selecionar todas as músicas desejadas, clique no botão List Opts e, em seguida, em Save List. Dê um nome ao arquivo (por exemplo,Chrome dicas.m3u), escolha um local para armazená-lo e pronto! Agora, toda vez que você quiser executar a lista de músicas criadas, basta abrir este arquivo. Para acrescentar mais músicas, basta usar o botão ADD e a opção Save List novamente.
2 - Adicione músicas ao playlist através do Windows Explorer
Você pode adicionar músicas ao playlist através do Windows Explorer. Para isso vá ao diretório que contém as músicas desejadas, selecione-as e clique com o botão direito do mouse sobre a seleção. Em seguida, escolha a opção Enqueue in Winamp.
Adicionando músicas ao playlist
3 - Remova do playlist as músicas apagadas
Se você apagou de seu
computador algumas músicas que não gostava, é possível tirá-las de seu playlist. Para isso, clique no botão REM, escolha REM MISC e acione a opção Remove missing files from playlist. O Winamp tirará da lista todas as músicas que não conseguir encontrar.
4 - "Pule" para uma música rapidamente
Se você tem uma quantidade grande de músicas em seu playlist, pode querer ouvir uma determinada canção, mas procurá-la é trabalhoso. Há um meio muito eficiente de achá-la. Com o Winamp aberto, clique no botão J de seu teclado. Aparecerá uma caixa com a lista de todas as músicas carregadas atualmente. No campo Search for text, digite qualquer parte do nome do arquivo da música. Com isso, o Winamp vai mostrar na lista apenas as músicas que possuem o texto digitado no nome.
"Pulando" uma música
5 - Veja todas as informações de uma música
Clique com o botão direito do mouse sobre qualquer música carregada no Winamp. Selecione a opção View file info. O programa mostrará várias informações técnicas sobre a música escolhida.
Informações sobre a música
6 - "Pule" para um trecho da música
Suponha que você está ouvindo uma música com 5 minutos de duração e deseja ouvir um solo de guitarra que começa em 2 minutos e 36 segundos da música. Para isso, digite Ctrl mais J e digite o tempo que você quer ir na música.
Adiantando uma música
7 - Faça o Winamp mostra quanto tempo falta para a música acabar
Na caixa de execução do Winamp (Main Window), uma espécie de "relógio" mostra o tempo de execução da música. Clique neste visor e o Winamp passa a mostrar o tempo que falta para a canção terminar.
8 - Toque mais de uma música ao mesmo tempo
Apesar de isso não ter muita utilidade, você pode tocar mais de uma música ao mesmo. Para isso, abra o Winamp e digite Ctrl mais Alt mais N. O Winamp vai aparecer duas vezes, mas possivelmente com uma janela em cima da outra, dando a impressão de que há apenas uma. Arraste o Winamp para qualquer lado e a que estava atrás aparecerá. Agora, você pode executar uma música em cada janela. Elas tocarão ao mesmo tempo.
9 - Altere o visual do Winamp com skins
É possível alterar o visual do Winamp através de conjuntos de arquivos chamados skins (peles). Existem milhares disponíveis no site do Winamp. Para acessá-los clique com o botão direito do mouse sobre o Winamp e vá em Skins / Get more skins. Você será direcionado à página de skins do Winamp. Escolha qualquer um (você pode baixar quantos quiser) e clique em download. O skin será salvo num diretório do Winamp apropriado pra isso. Em seguida, basta ir na opção Skin novamente e escolher qualquer um dos que foram baixados. É importante frisar que alguns skins podem alterar o nome e a disposição de alguns itens, mas estes pernanecessem funcionando.
10 - Crie atalhos para suas músicas preferidas
Você criar atalhos para suas música preferidas através da opção Bookmark. Para adicionar uma música ao Bookmark clique com o botão direito do mouse sobre uma música carregada no Winamp. Em seguida, escolha a opção Bookmark Item. Outra forma é ir ao diretório onde se encontra a música e clicar com o botão direito do mouse sobre ela. Se for mais de uma música no mesmo diretório, basta selecioná-las e clicar com o botão direito do mouse sobre a seleção. O próximo passo é escolher a opção Add to Winamp's Bookmark List. Para acessar as músicas pelo Boomark, clique com o botão direito do mouse sobre o Winamp, escolha a opção Bookmark e selecione a música desejada na lista que aparecer.
Adicionando músicas ao bookmark
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Para baixar o Winamp, visite o site
www.winamp.com.
Winamp completo

publicado por jorgepc às 05:00
sinto-me:
tags:

Ultima Online: King Reborn

Guild Wars Nightfall

Gears of War 2
via TheWallpapers

Platforms

Who have not heard of Sonic the Hedgehog, Super Marios, Megaman and the likes? These are the earliest kind of games available in the video game industry before the 3D video games generation. Although the gameplay is simple, these games are so addictive that you could spend hours and hours trying to beat your last score!

Sonic the Hedgehog Series
via Wallpapers World

Sonic the Hedgehog
via Orioto

Megaman – City Borders

World of Illusion Starring Mickey Mouse and Donald Duck

Super Mario World

Kid Icarus

Donkey Kong Country

Super Aleste

Castlevania

Racing

For those of you old enough, did you remember how you try to move from side to side avoid all sorts of obstacles with a 2D-shaped car of some sort as you cruise along a 2D track? Well, that was two decades ago. Racing games of today have amazing 3D graphics (not to mention highly in-depth audio quaity) that not only allows gamers to race per se, but also enable them to uniquely customize their vehicles as well.

Need for Speed Undercover
via bestgamewallpapers

Need for Speed: Undergound

Driver: Parallel Lines

Need for Speed: Prostreet
via TheWallpapers

Race Driver: Grid

Burnout Dominator
via Wallpapers World

Real-time Strategy

This is a particular type of strategy games that allows the players to see an overhead view of a warzone so as to control the battle units. One of the most popular game of this particular genre is the Command & Conquer series, which was released in 1995. Other well-known ones include Starcraft, Warcraft and the Dune series.

Starcraft II
via TheWallpapers

Command & Conquer 3
via bestgamewallpapers

Tom Clancy’s EndWar

Simulation

Simulation games are games that try to mimic the real-life scenario as far as possible. Microsoft Flight Simulator series was a highly sophiscated and realistic simulation video game that even the a typical gamer may get frustrated playing them. Fortunately, most simulation games are less than realistic today, in order to fulfil their purpose as an entertaining game.

Ace Combat 5: The Unsung War
via bestgamewallpapers

Ace Combat 4: Shattered Skies

Brawlers

Gamers get to control a main character in the game and essentially destroy or beat up everything in his or her way. Simple enough?

God Hand
via Wallpapers World

Devil May Cry 4
via bestgamewallpapers

Devil May Cry 2

 

Music Video Games

Music video games are increasingly popular these days, and has even contribute a major role to the evolution of gameplay. New game controllers such as the guitar for the Guitar Hero series was developed to enhance the interactivity of gaming. The Rock Band series even came up with a full set of electronic drums, bass guitar, microphone and electronic guitar to compete against Guitar Hero.

Dance Dance Revolution: Mario Mix
via Wallpapers World

Guitar Hero III: Legends of Rock

Guitar Hero III: Legends of Rock
via bestgamewallpapers

 

All Stars

Last but not least, as a treat from us, the wallpapers below consist of different game characters across games in a single wallpaper. It’s always fun to see what happen when they cross games and maybe fight each other!

Super Smash Bros. Series
via Bonus-kun

Super Smash Bros.
via UdonCrew

Kingdom Hearts II
via creativeuncut

Mortal Kombat Armageddon
via DiLaRa94

Super Smash Bros
via Wallpaper Abyss

Ratchet & Clank: Up Your Arsenal

Street Fighter – Street Jam
via UdonCrew

publicado por jorgepc às 04:57
sinto-me:

Street Fighter IV
via creativeuncut

Street Fighter – Chun-Li VS Guile
via Orioto

Street Fighter – Chun-Li Style
via Artgerm

Dynasty Warrior
via bestgamewallpapers

Action Adventure

Combining intense action with intriguing adventure, action adventure games attracts gamers who seek not only the excitement but also a great storyline for the game. Today, most games from all genres have adopted the approach to include in a great story-telling element to make games more interesting than ever.

Assassin’s Creed
via creativeuncut

God of War II

Tomb Raider: Underworld
via AJMS

Bioshock
via Wallpapers World

Terminator 3: The Redemption

Peter Jackson’s King Kong: The Official Game of the Movie

Onimusha 3: Demon Siege

Prototype
via bestgamewallpapers

Ecco the Dolphin – Big Blue
via Orioto

Role-Playing Games (RPG)

This is the kind of games where the characters are essentially what makes or breaks the gameplay. Action makes up part of the game, but what motivates a gamer to continue on with the usually long gameplay of an RPG is a good storyline revolving around a group of intriguing characters. A famous example? The Final Fantasy series.

Final Fantasy X – Yuna
via creativeuncut

Phantasy Star IV – Group Work
via Orioto

Diablo 3
via TheWallpapers

First-Person Shooter

Gamers get to walk around in the game world with a view as if he or she is looking through the eye of the character. The earliest first-person shooters are Quake, Wolfenstein and Doom. Today, the Halo series is the most popular one.

Star Wars Battlefront II
via Wallpapers World

S.T.A.L.K.E.R.: Clear Sky

Unreal Tournament III

Halo 3: Finish the Fight

Tom Clancy’s Rainbow Six: Vegas 2
via bestgamewallpapers

Far Cry 2

Call of Duty 4: Modern Warfare

Turok

Half-Life 2

Fallout 3
via TheWallpapers

Multi-player Online

Multi-player online games is a more recent type of games that came about with the growing technology of the internet. World of Warcraft is one such games that most people would have heard of in the recent years. The critical success of multiplayer online games lies on the fact that the characters that one is interacting with online is real instead of artificial intelligence (AI).

World of Warcraft
via bestgamewallpapers

publicado por jorgepc às 04:51
sinto-me:

Escaneando seu computador com o Avira Antivir 9

Para fazer um scan, clique com o botão direito do mouse sobre o símbolo do Avira Antivir (aquele guarda-chuva vermelho aberto ao lado do relógio do Windows) e selecione a opção Start Antivir, como está mostrando a figura abaixo:
OBSERVAÇÃO: É SÓ CLICAR SOBRE AS IMAGENS QUE ELAS SERÃO MOSTRADAS EM TAMANHO MAIOR.


Então será aberta essa nova tela:


Se todas as opções estiverem em verde é porque está tudo normal. Mas se alguma das opções estiver em vermelho é porque é necessária a sua atenção sobre este ítem. Clique no link logo à frente do ítem em vermelho e siga as opções para normalizar a situação.

Se esta for a primeira vez que você está usando este antivírus, é normal que a opção Last complet system scan esteja em vermelho (porque você ainda não fez um escaneamento completo em seu computador usando o Avira Antivir). Para fazer um escaneamento completo é só clicar com o mouse na opção:Scan system now.

Aguarde até que o Avira escaneie 100% de seu computador.

O resultado do escaneamento dependerá da forma como você configurou o Avira Antivir. Caso você tenha escolhido o Modo Automático (Automatic) (conforme as instruções de nosso outro tutorial) surgirá uma tela como esta abaixo mostrando o resultado do escaneamento e mostrando a frase
The scan has finished! (ou seja: o escaneamento está concluído):


Veja que neste exemplo acima foram detectados 4 virus (detections: 4), por questões de segurança uma cópia de cada um destes arquivos contaminados foi enviada para a quarentena (Moved: 4) e após estes procedimentos os 4 arquivos contaminados foram removidos (Deleted: 4).

Neste ponto já terá acabado o escaneamento e você tem a opção de clicar no botão: End (que fecha essa caixa de diálogo) ou clicar no botão: Report(onde você terá acesso ao log do escaneamento mostrando os detalhes de tudo o que foi detectado pelo Avira Antivir durante o escaneamento e outras informações importantes sobre este escaneamento que acabou de ser realizado).

Escaneando manualmente arquivos e pastas com o Avira Antivir

Sempre que você quizer escanear um arquivo ou uma pasta de arquivos manualmente é só clicar sobre ele com o botão direito do mouse e selecionar a opção: Scan selected files with Antivir, como está demonstrado nesta imagem:


Caso o arquivo seja seguro e não existam vírus, aparecerá uma mensagem dizendo assim: The Scan has finished! (o escaneamento terminou) e mais embaixo há outra frase dizendo: No detection! (não houve detecção (de vírus)), então o resultado será como está nesta tela:


Mas caso haja um ou mais vírus no arquivo ou pasta que você escaneou, será mostrada uma tela como esta abaixo (caso você tenha configurado o Avira noModo Automático (Automatic):


E, da mesma forma que no escaneamento completo, será mostrado o resultado do trabalho efetuado pelo Avira, como neste exemplo acima em que foram detectados 4 virus (detections: 4), por questões de segurança uma cópia de cada um destes arquivos contaminados foi enviada para a quarentena (Moved: 4) e após estes procedimentos os 4 arquivos contaminados foram removidos (Deleted: 4).

Escaneando os arquivos baixados (downloads) com o Avira Antivir

Uma medida muito importante de segurança é escanear cada arquivo que baixamos da internet ou que nos chega por disquetes, pendrives, cds ou qualquer outra fonte com o antivírus antes de usá-lo. Caso você tenha configurado o seu Avira Antivir seguindo
as instruções de nosso outro tutorial este escaneamento será feito automaticamente sempre que você baixar algum arquivo ou programa da internet.

Isso evita que instalemos vírus ou outros malwares em nosso computador, pois caso exista um arquivo infectado neste download que está sendo feito, o antivírus nos alertará, permitindo assim bloquear o download deste arquivo contaminado (Deny Access), excluí-lo (Delete), enviar este arquivo para a quarentena (move to quarantine), Rename (renomear este arquivo para uma outra extensão inofensiva para anular os problemas que poderiam ser causados por este arquivo) e até mesmo ignorar este alerta (Ignore), mas é bom lembrar que esta opção de ignorar o alerta de virus (Ignore) é muito perigosa, pois ao fazer isto você está permitindo que o virus seja baixado para o seu PC.

Sendo assim, sempre que um item contaminado seja constatado em um download pelo Avira Antivir surgirá uma tela como esta abaixo na qual você poderá decidir qual opção o antivirus tomará:


O ideal nesta situação acima é deixar marcada a opção Deny access que é a opção que já vem marcada por padrão, e depois de marcá-la clique no botão OK. Assim você estará bloqueando o download deste arquivo contaminado.

Mas caso você queira, você também poderá escolher outra opção para eliminar este virus, como por exemplo estas abaixo:

Delete > Para excluir este arquivo contaminado.
Move to quarantine > Para mover este arquivo contaminado para a quarentena do Avira Antivir.
Rename >
Para renomear este arquivo para uma outra extensão inofensiva para anular os problemas que poderiam ser causados por este arquivo.

Lembre-se que após marcar a opção desejada é preciso clicar no botão OK para que o procedimento seja concluido.


Atualizando o Avira Antivir

Você tem duas maneiras de manter o seu antivírus atualizado. A primeira e mais recomendada é a atualização automática que já ensinamos no nosso primeiro tutorial e que está demonstrada nesta imagem abaixo:


Também existe a opção de atualizá-lo manualmente (clicando com botão direito do mouse sobre o símbolo do Avira Antivir (o guarda-chuva vermelho ao lado do relógio do Windows) e escolhendo a opção: Start Update. Aí é só aguardar até que ele seja atualizado. Este procedimento fica bem claro na imagem abaixo:


É muito importante manter o seu Avira Antivir sempre bem atualizado, pois só assim é que ele poderá manter o seu computador protegido contra os vírus e malwares existentes, pois sabemos que novos vírus são criados a cada dia e quando um antivírus está bem atualizado ele está preparado para detectar e eliminar essas ameaças.

Configurando o Avira para fazer um escaneamento completo e automático semanalmente em seu computador:

Uma ótima opção que o Avira Antivir oferece é esta de escanear o seu PC automaticamente no(s) dia(s) e horário(s) que você preferir. Para isto é só fazer o seguinte:

Clique com o botão direito do mouse sobre o símbolo do Avira Antivir (aquele guarda-chuva vermelho aberto ao lado do relógio do Windows) e selecione a opção Start Antivir, conforme mostra esta figura abaixo:


Clique então com o botão esquerdo do mouse sobre a opção Administration e depois clique na opção Scheduler, conforme mostra esta figura:


Clique então com o botão direito do mouse sobre a opção Complete System Scan e escolha a opção Edit job, conforme mostra esta figura:


Surgirá então outra tela, onde basta você clicar no botão Avançar > conforme mostra a figura abaixo:



Aparecerá mais outra tela. Certifique-se que a opção Scan job está selecionada e clique no botão Avançar > conforme mostra esta foto:


Aparecerá mais uma tela onde você deverá especificar quais as partes de seu computador deverão ser verificadas neste escaneamento. Clique na setinha voltada para baixo e selecione a opção Complete system scan. Depois disto clique no botão Avançar > conforme mostra esta imagem:


Após isto, surgirá mais uma tela onde você deverá especificar em quais dias e horários este escaneamento deverá ser realizado:


O ideal é que você programe o Avira para fazer o escaneamento semanalmente. Para isto é só clicar com o botão esquerdo do mouse sobre esta primeira setinha que aparece na imagem acima e escolha a opção Weekly (que significa semanalmente).

Logo mais abaixo há um pequeno quadro do lado esquerdo da tela com os dias da semana para você escolher em qual deles deseja fazer o escaneamento. Então é só clicar com o botão esquerdo do mouse no quadradinho referente ao dia escolhido.

Do lado direito da tela terá então a opção de escolher o horário em que será realizado este escaneamento. Clique com o botão esquerdo do mouse sobre as horas e digite o horário desejado, e depois clique com o botão esquerdo do mouse sobre os minutos e digite os minutos em que você deseja que seja feito este scan.

Marque também a opção Repeat job if time has expired (Repita o trabalho se o tempo tiver expirado). Isto é importante pois se você não puder ligar o computador naquele horário exato em que o escaneamento está programado, ele será feito assim que for possível.

No meu caso preferi que o escaneamento seja feito semenalmente aos sábados, às 13:30 h. Ficou configurado então assim:


Observação: Embora tenha preferido este dia e horário acima, você pode definir o dia e horário de sua preferência para que este escaneamento seja feito. Este foi só um exemplo.

Depois disto clique no botão Avançar > e surgirá esta nova tela:


Veja que nesta etapa acima você tem a opção de escolher o modo como este escaneamento irá aparecer, sendo disponíveis estas opções abaixo:

* maximized (o escaneamento será feito com a tela do Avira Antivir em tamanho grande, ou seja, maximizado).

* minimized (o escaneamento será feito com a tela do Avira Antivir em tamanho pequeno, ou seja, minimizado).

* invisible (o escaneamento será feito com a tela do Avira Antivir invisível, não aparecendo nenhuma tela do antivirus, somente aparecendo um aviso no caso de ser(em) detectado(s) algum(s) problema(s)).

Caso você queira, você tem também a opção de programar o computador para ser desligado logo após o término deste escaneamento do Avira. Para isto é só marcar a opção Shut down computer if job is done.

Depois de escolher as melhores opções de acordo com as suas preferências, clique no botão Concluir.

Aparecerá então uma tela como esta abaixo:


Agora é só marcar o quadradinho do lado direito da tela referente à opção Complete System Scan, ficando então configurado desta forma:


Removendo os virus da quarentena do Avira Antivir:

O ideal é sempre desinfectar os arquivos contaminados (repair) ou enviar os vírus para a quarentena (quarantine), sendo que esta quarentena funciona como uma prisão para os vírus. E no caso dos arquivos que forem enviados para a quarentena, depois de algumas semanas, se o seu computador estiver funcionando normalmente sem estes arquivos que foram para a quarentena, você pode ir na quarentena e excluí-los definitivamente.

Quando chegar o momento de excluir definitivamente estes virus é só clicar com o botão direito do mouse sobre o símbolo do Avira Antivir (aquele guarda-chuva vermelho aberto ao lado do relógio do Windows) e selecione a opção Start Antivir, conforme mostra esta figura abaixo:


Clique então com o botão direito do mouse sobre a opção Administration e depois clique na opção Quarantine, conforme mostra esta figura:


Aí então é só selecionar todos os virus que você deseja excluir e pressione a tecla Delete em seu teclado (ou Del em alguns modelos de teclado) . Ao fazer isto surgirá uma mensagem de confirmação, onde você deverá clicar na opção Sim, conforme mostra esta imagem:


Note que ao remover todos os virus da quarentena ela ficará totalmente limpa, conforme mostra esta imagem:


Dicas para se adicionar um arquivo à exceção do Avira (para ser ignorado no escaneamento):


Em alguns casos você pode possuir algum arquivo ou pasta e não quer que o mesmo seja detectado pelo Avira. Neste caso é só adicionar uma exceção em seu antivirus para que este(s) arquivo(s) não seja mais escaneado.

Para isto clique com o botão direito do mouse sobre o símbolo do Avira (aquele guarda-chuva vermelho aberto ao lado do relógio do Windows) e escolha a opção Configure Antivir - Marque a caixinha ao lado da frase Expert Mode - Clique no sinal de + ao lado da opção Scanner - Clique no sinal de + ao lado da opção Scan - clique na opção Exception - clique no botão com três pontos (...) e encontre o arquivo que você deseja que Avira não escaneie mais, quando encontrá-lo selecione-o e clique em OK. - Depois disso clique no botão Add>>

Depois disso clique no sinal de + ao lado da opção Guard - Clique no sinal de + ao lado da opção Scan - Clique em Exception - Repita o mesmo procedimento anterior: clique no botão com três pontos (...) e encontre o arquivo que você deseja que Avira não escaneie mais, quando encontrá-lo selecione-o e clique em OK. - Depois disso clique no botão Add>>

Caso você queira adicionar outros arquivos à exceção do Avira é só repetir os procedimentos acima e selecionar os outros arquivos desejados.

Depois disso clique no botão OK na parte de baixo da tela do Avira. Pronto! Agora ele já não deve mais acusar este arquivo de ser virus. Mas este procedimento deve ser feito somente se você tiver certeza que este arquivo seja seguro, pois fazendo este procedimento acima este(s) arquivo(s) não será mais escaneado(s) pelo Avira.

Não mostramos todas as opções disponíveis do Avira Antivir neste tutorial, mas com ele você já poderá manter o seu antivírus bem atualizado e fazendo um escaneamento semanal completo no seu computador para eliminar os vírus e outros malwares e também para impedir que eles contaminem o seu PC. Também é importante fazer este escaneamento quando você desconfiar que haja algo errado em seu computador e quando você suspeite que ele esteja infectado.

 


publicado por jorgepc às 04:50
sinto-me:

Requerimentos mínimos para a instalação do Windows Vista: CD ou DVD do Windows vista, 512MB de RAM, processador com 1GHZ e Leitor de DVD)

Primeiramente ligue o computador já com o Cd na unidade:



Depois pressione DEL (DELETE) várias vezes até que apareça uma tela semelhante à esta:



Agora usando as setas do teclado vá a Boot ou Advanced setup, dependendo do seu caso:



Procure Boot Device Priority, ou 1º sequency boot e mude para CD-ROM:



Pressione ESC, logo após pressione a tecla F10

Pressione Y e depois tecle ENTER para confirmar!

Logo o computador inicializará, aguarde até que apareça "Pressione uma tecla para iniciar do CD ou DVD" aperte rapidamente a tecla ENTER

O sistema irá carregar, logo irá aparecer esta tela:



Selecione o idioma e o fuso horário e clique no botão Avançar.

Clique em "Instalar agora", aparecerá uma tecla onde está escrito: "aguarde", então faça o que ela diz: (aguarde).

Depois disto o sistema irá te pedir o serial. Se você não quiser digitar o serial (como eu), não precisa. Apenas clique em Avançar, ou digite o serial:



Se você não digitar o serial, ele vai perguntar qual versão você comprou, selecione qual versão você comprou.

Depois de selecionar a versão do Vista que você comprou, marque a opção "Eu selecionei a edição do Windows que comprei" e clique em Avançar.

Se você quiser ler os termos de licença, leia. Mas eu não aconselho porque são muitas páginas. Depois marque "aceito os termos de licença" e avance.

Clique em Personalizada (avançada).

Logo ele irá te dar o particionador de disco. Se você tinha uma versão antiga do Windows selecione a partição em que o antigo Windows estava, clique emGerenciamento de disco (avançado) e clique em Excluir.

Logo após crie uma partição nova usando essa mesma opção de gerenciamento de disco:

Selecione o disco rígido que você pretende instalar o Windows:



E clique em Novo, logo ele te dá o tamanho máximo do disco. Clique em Aplicar:



Aguarde uns instantes, selecione a partição onde o Windows será instalado e clique em Avançar.

Aguarde ele fazer tudo que precisa e reiniciar o sistema:



Logo após reiniciar irá aparecer uma imagem de "Aguarde o Windows inicializar pela primeira vez".

Aguarde, como o próprio Windows diz.

Logo após ele vai concluir a parte de cópia e extração de arquivos.

Aqui você deve colocar um nome para um usuário do computador e, se quiser, uma senha.

Depois clique em Avançar, coloque um nome para o computador (servirá apenas para identificá-lo na rede).

E selecione o papel de parede que será colocado na área de trabalho (ele pode ser alterado depois em Painel de Controle > Personalização), e avance.

Selecione: Utilizar definições recomendadas, acerte o relógio, avance, ele vai agradecer e clique em Iniciar (está quase pronto).

Ele ficará um tempinho apenas exibindo o papel de parede, nem o mouse vai aparecer, parece que está travado, mais não está. Ele está apenas carregando a última etapa, logo após ele irá exibir uma parte que se parece com a instalação das versões anteriores do Windows.

Depois de esperar mais ainda, só falta se logar no computador.

E pronto, seu Windows Vista já esta instaladinho:

publicado por jorgepc às 04:48
sinto-me:

- Abra o ResHacker depois clique em file > open e abra o arquivo explorer.exe que está na pasta Windows.
Padrão
2 - Clique em String Table >37>1046 e troque pelo o "INICIAR" pelo texto que você quer.

3 - Quando acabar de modificar o nome clique em Compile Script.

4 - Clique em File > Save As e salve o arquivo em outra pasta qualquer,coloque outro nome arquivo(ex:explorer2.exe).

5 - Cole o arquivo modificado(o explorer2.exe)na pasta do C:\Windows.

6 - Clique em Iniciar , e selecionea opção Executar , e digite regedit .Localize a chave:

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\Winlogon

No painel da direita clique duas vezes na opçãp "Shell" e troque o nome explorer.exe para o nome que voce colocou no arquivo modificado(ex: explorer2.exe).

7 - Pressione Ctrl+Alt+Del ,clique em processos e finalize o processo explorer.exe,depois va na guia "Aplicativos" e "Nova Tarefa" e depois procure pelo novo "explorer.exe que voce modificou (ex:explorer2.exe) e de um OK.

8 - Parabéns !!! Seu INICIAR não é o mesmo.


Está aqui o programa ResourceHacker

http://delphi.icm.edu.pl/ftp/tools/ResHack.zip

Espero que gostem

publicado por jorgepc às 04:44
sinto-me:

Muitos se enganam em pensar que para se ter uma boa proteção contra as pragas virtuais, basta apenas instalar um software antivírus no computador. Atualmente, mesmo com as facilidades oferecidas pelos desenvolvedores, como programas pré-configurados, é imprescindível a atuação do usuário a fim de tornar a ação do software mais eficaz e adequada ao perfil de uso.

Neste guia, lhe ensinaremos como usar e configurar o Avast!, um dos mais populares antivírus gratuitos da atualidade. Para a felicidade de todos, o programa é totalmente em português, o que tornará a compreensão dos passos ainda mais fácil.

Índice

1. Instalação
2. Começando

3. O Antivírus



Instalação

A primeira etapa é instalar o software — veja o nosso guia de instalação para mais detalhes, clicando aqui. Como citado no guia Como Instalar, é recomendado efetuar um escaneamento completo após a instalação do software. Ele é efetuado durante a reinicialização do sistema e costuma demorar alguns minutos — dependendo da quantidade de arquivos em seu PC. Assim que terminar, o sistema é iniciado normalmente. Agora, vamos explorar o programa!

Voltar

Começando

O Avast! é iniciado, por padrão, automaticamente com o Windows. Como você pode ter notado, dois ícones azuis em forma de esfera passam a ser exibidos na systray (barra de sistema, ao lado do relógio). São eles:

Gerador do VRDB

É o ícone indicado pela letra “i”. Ele é responsável por remediar uma possível infecção de vírus, substituindo os arquivos infectados pelas suas últimas versões intactas. Para isso, o Avast! cria um banco de dados com informações sobre o estado atual dos arquivos, preservando sempre as três últimas versões. O banco é criado uma única vez e atualizado a cada três semanas durante a inatividade do computador.

Voltar

Proteção residente

Representado pelo ícone com a letra “a”, ele indica o estado em que se encontram os provedores de proteção em tempo real. Estes são responsáveis por manterem o seu computador protegido enquanto você executa suas tarefas habituais. Eis os provedores:

  • Proteção de e-mail: verifica mensagens e notícias, enviadas e recebidas, no seu cliente de e-mail.
  • Mensagens instantâneas: verifica os arquivos recebidos em mensageiros como o Windows Live MessengerYahoo! MessengerICQ etc.
  • Proteção de rede: previne sua máquina de ataques de worms pela rede.
  • Proteção P2P: verifica os arquivos enviados/recebidos em programas de compartilhamento como ShareazaLimeWireeMuleBitComet etc.
  • Proteção padrão: verifica os programas que são utilizados e os arquivos acessados.
  • Proteção da Internet: evita que o seu computador seja infectado por um vírus enquanto você navega pela Internet.
  • Outlook/Exchange: é como a proteção de e-mail, porém focada nos clientes Microsoft Outlook e Microsoft Exchange.



Cada um pode ser ajustado nos níveis de proteção Normal, Alta (recomendado) e Personalizado, onde neste você define manualmente os itens abrangidos por cada provedor. O painel de configurações é bem intuitivo, bastando um clique simples sobre o ícone da systray para acessá-lo.



Assim que uma ameaça é detectada, a proteção residente emite um alerta e apresenta as ações que o usuário pode tomar — as quais serão abordadas mais adiante.

Voltar

O Antivírus

O Avast! possui uma característica marcante em se tratando de visual: sua interface gráfica assemelha-se a de um player. Para alguns, isso foi ótimo, contribuiu e muito para a facilidade de uso do software. Já para outros, complicou ainda mais. É justamente para estes que estamos aqui!

Primeiro, devemos executar o programa. Para isso, utilize um dos atalhos criados (Área de Trabalho ou Menu Iniciar) ou clique com o botão direito sobre o ícone da Proteção residente e selecione a opção Iniciar o antivírus avast!.

Antes de carregar o antivírus, o Avast! realiza um escaneameanto completo da memória RAM do computador. É recomendado que você aguarde a execução dele.



A tela exibida na seqüência apresenta cinco pontos básicos para o usuário iniciar o uso do programa. Leia atentamente cada tópico e, caso queira que ela não apareça novamente na próxima vez que abrir o Avast!, marque a caixa de seleção na parte inferior da tela.



Voltar

Elementos da Interface

Como citado anteriormente, a interface gráfica do Avast! é muito parecida com a de um player comum. Vejamos agora a função de cada botão:



1. Menu de opções do programa.
2. Inicia o escaneamento das áreas selecionadas.
3. Pausa o escaneamento.
4. Abre a janela com os arquivos que estão em quarentena.
5. Ajusta o nível de sensibilidade da Proteção residente.
6. Inicia a atualização (manual) do banco de dados do Avast!.
7. Seleciona os discos rígidos para serem examinados.
8. Seleciona as mídias removíveis para serem examinadas.
9. Abre uma janela para que você selecione uma ou mais pastas específicas a serem escaneadas.
10. Janela com informações sobre as tarefas em execução ou o estado atual.

Voltar

Realizando um escaneamento

Agora que já conhecemos as principais ferramentas do Avast!, vamos ensinar como configurar e iniciar um escaneamento personalizado do computador :

O primeiro passo consiste em selecionar as áreas que serão examinadas pelo o antivírus. Para examinar o sistema por completo, clique na opção Discos Locais (1) (de modo que ele fique marcado como "Sim"), arraste a barrinha (2) para a direita a fim de definir o modo do scan como "Completo", marque a caixa "Conteúdo" (3) — para examinar arquivos compactados, por exemplo — e clique em "Iniciar" (4).



Há ainda um meio alternativo, e muito mais prático, para quem deseja analisar um único arquivo. Clique com o botão direito do mouse sobre o arquivo e aponte para "Escanear (nome do arquivo)". Aguarde o término do escaneamento. A seguir veremos as ações a serem tomadas, caso alguma praga seja detectada.

Voltar

CUIDADO: Um vírus foi encontrado!



Não há motivo para entrar em pânico quando esta janela é exibida. O alarme é emitido justamente para chamar a sua atenção. Nela, você deve definir a ação que será aplicada ao arquivo infectado. São elas:

  • Renomear/Mover: altera o nome de arquivo e/ou o move para uma pasta de sua escolha.
  • Excluir...: apaga o arquivo infectado.
  • Reparar: o Avast! elimina apenas o código mal-intencionado do arquivo, desde que este esteja registrado no Banco de Dados de Vírus.
  • Mover para Quarentena: o arquivo é isolado do sistema operacional. Sendo assim, ele não pode ser executado, tornando impossível a manifestação do vírus.
  • Sem ação: ignora o alerta.



Por via das dúvidas, caso não saiba qual ação tomar, siga as instruções do antivírus, apresentada na caixa Ação recomendada.



Vai dizer que agora não ficou fácil proteger o sistema? Você acompanhou o guia de uso básico do Avast!. Agora fica por sua conta explorar a fundo o potencial deste antivírus gratuito.

publicado por jorgepc às 04:42
sinto-me:

 

 


 

se tens hi5 aki tens alguns códigos para colocares em sobre mim
Códigos e Truques para Hi5

Ocultações

Ocultar Videos:

Código:
<style type="text/css">#videos {display:none;}</style>
Ocultar Grupos:

Código:
<style type="text/css">#groups {display:none;}</style>
Ocultar Diário:

Código:
<style type="text/css">#journalDetail {display:none;}</style>
Ocultar Álbum de Fotos:

Código:
<style type="text/css">#photoAlbums {display:none;}</style>
Ocultar Estilo de Vida:

Código:
<style type="text/css">#lifestyle {display:none;}</style>
Ocultar Escolas:

Código:
<style type="text/css">#_schools {display:none;}</style>
Ocultar Widgets:

Código:
<style type="text/css">#widgets {display:none;}</style>
Ocultar Menu de Perfil:

Código:
<style type="text/css">#profile-nav, #profile-name {display:none;}</style>
Ocultar Amigos:

Código:
<style type="text/css">#friends {display:none;}</style>
Ocultar Actualizações:

Código:
<style type="text/css">#recent-updates {display:none;}</style>
Ocultar Ultima Visita:

Código:
<style type="text/css">.box_profile_connections {display:none;}</style>
Ocultar Player de Musica:

Código:
Ocultar Topo:
<style type="text/css">#hifi5 {display:none;}</style>


Código:
<style type="text/css">#p_nav_header {display:none;}</style>
Ocultar Fim da Página:

Código:
<style type="text/css">#footer {display:none;}</style>
Ocultar Dados Gerais:

Código:
<style type="text/css">#background {display:none;}</style>
Ocultar Interesses:

Código:
<style type="text/css">#interests {display:none;}</style>
Ocultar Fives:

Código:
<style type="text/css">#user-fives {display: none;}</style>
Ocultar Comentários:

Código:
<style type="text/css">#comments {display:none;}</style>
Ocultar Detalhes do Utilizador:

Código:
<style type="text/css">#user-details {display: none;}</style>
Outros Códigos
Tipo de letra dos comentários:

Código:
<style type="text/css">.comment-text{font-face: Comic Sans;} </style>
Trocar as Colunas:

Código:
<style type="text/css">table{direction:rtl;}table table table{direction:ltr;}</style>
Caixa com Scroll nos Comentários: [ para colocar scroll noutra caixa, basta alterar o "#comments" para o nome ]

Código:
<style type="text/css">#comments { height: 300px; overflow: auto;}</style>
Alterar a Cor dos Comentários:

Código:
<style type="text/css">.comment-text {color: CÓDIGO_DA_COR;} </style>
Retirar Estatísticas:

Código:
 <style type="text/css">
#vanity-bars {display: none;} </style>
Colocar espaços:

Código:
<br>
Centrar Perfil:


Código:
<style type="text/css">#content-right { 
display: none;
}
table { empty-cells: hide; }
.bg_content table tbody tr td { width: 100%; }
#content-left { padding-left:250px; padding-right:250px; }</style>
Apagar o titulo do Estilo de vida:

Código:
<style type="text/css">#lifestyle .bg_title { display: none; }</style>
Apagar titulo que diz Sobre mim:

Código:
<style type="text/css">#lifestyle .box_profile_info_small_heading
{ display: none; }</style>
Centrar aquilo que está debaixo do nome e visitas:

Código:
<style type="text/css">#profile-nav {text-align: center;} </style>
Centrar nome/visitas:

<style type="text/css">#profile-name {text-align: center;} </style>
Código:
Alterar a cor da barra:

Código:
<style type="text/css"> #SITIO DA BARRA ex:#comments {scrollbar-face-color: CODIGO DA COR; scrollbar-highlight-color: CODIGO DA COR; scrollbar-shadow-color: CODIGO DA COR; scrollbar-3dlight-color: CODIGO DA COR; scrollbar-arrow-color: CODIGO DA COR; scrollbar-track-color: CODIGO DA COR; scrollbar-darkshadow-color: CODIGO DA COR;}</style>
Alterar a cor do nome dessa barra:

Código:
<style type="text/css">#profile-name {color:CÓDIGO DA COR QUE QUERES;}</style>
Link's do hi5

Citação:
Copiar o link e colar no caso de não der link directo .

Estilo de vida:
http://hi5.com/friend/account/displa...leLifestyle.do

Interesses:
http://www.hi5.com/friend/account/di...leInterests.do

Dados Gerais:
http://www.hi5.com/friend/account/di...eAppearance.do

Grupos:
http://www.hi5.com/friend/group/disp...s.do?userId=ID

Fives:
http://www.hi5.com/friend/fives/disp...geUserFives.do

Comentarios:
http://www.hi5.com/friend/book/displayBook.do?userid=ID

Album de Fotos:
http://www.hi5.com/friend/photos/dis....do?ownerId=ID

Personalizar Perfil:
http://hi5.com/friend/account/displa...stomization.do


Links Úteis
Tabela de Cores HTML

Código:
http://www.geocities.com/ensinandohtml/cores_html.htm
Marques Códigos

Código:
http://www.freefever.com/hi5/codes/hi5marqueecodes.php
Outros

Código:
http://www.omeumyspace.com/

Player de música : www.imeem.com/
Criar tabelas: Ex:
Código:
<select>
<option value ="TEXTO" selected="TEXTO">A ouvir d-_-b</option> --->Opção selecionada( que aparece selecionada automaticamente.)
<option value ="TEXTO1">Yelle</option> --->Opções seguintes que estão em baixo
<option value ="texto2">David Fonseca</option> --->Opções seguintes que estão em baixo

--->Para acrescentar mais linhas é só copiar e mudar apenas o texto ex:
<option value ="texto2">AC/DC</option>
Centrar texto, colunas etc:
Código:
<center>
Hiperligações:
Adcionar:
Código:
<a
href="http://www.hi5.com/friend/profile/enforceFriendRequestSecurity.do?userid=ID DO VOSSO HI5 ">(ADD) </a>
Fotos:
Código:
<a
href="http://www.hi5.com/friend/photos/displayMyPhoto.do?ownerId=ID DO VOSSO HI5 ">(Fotos) </a>
Comentarios ao perfil:
Código:
<a
href="http://www.hi5.com/friend/book/displaySignBook.do?userid=ID DO VOSSO HI5 ">(Comenta)</a>
Fives:
Código:
<a href="http://www.hi5.com/friend/fives/displayAddUserFive.do?userid=ID DO VOSSO HI5 "> (Fives)</a>
Mensagens:
Código:
<a href="http://www.hi5.com/friend/mail/displayComposeMail.do?toIds=ID DO VOSSO HI5 ">Mensagens </a>
Recortes:
Código:
<a href="http://www.hi5.com/friend/profile/displayScrapbook.do?userid=ID DO VOSSO HI5 ">(Recortes)</a>
Favoritos:
Código:
<a href="http://www.hi5.com/friend/addBookmark.do?userid=ID DO VOSSO HI5 "> (Favoritos)</a>

publicado por jorgepc às 04:27
sinto-me:

@
Em português dá-se o nome de ''arroba'' a este símbolo. A arroba é utilizada nos endereços de Email (redacao@truquesedicas.pt) e significa ''at'' (em).

 

Attachment
Em Português: Anexo. A frase ''esta mensagem de Email tem um attachment'' significa que a mensagem tem um ficheiro em anexo. Um ficheiro anexo a uma mensagem é normalmente representado por um ''clip''.

Backbone
Se traduzirmos livremente esta palavra para Português ficamos com ''espinha dorsal''. Podemos dizer, por exemplo, que as ligações entre todos os pontos de acesso de um fornecedor de acesso Internet formam um backbone uma vez que esse conjunto de ligações é essencialmente a ''espinha dorsal'' de toda a rede do fornecedor de acesso.

Bit (Binary Digit)
O BiT é a mais pequena unidade utilizada para medir quantidades de informação. Um BiT é um algarismo (0 ou 1) e a um conjunto de oito bits dá-se o nome de byte. Nos textos electrónicos, por exemplo, cada letra é representada por um byte, ou seja, um conjunto de oito bits.

Bookmark
Em português: Favoritos ou, e se traduzirmos à letra, marcador de livro. A função Bookmark (favoritos) encontra-se normalmente nos browsers (o Internet Explorer ou o Netscape Navigator) para marcar uma página que se pretende visitar mais tarde. A página ''marcada'' é adicionada à lista de favoritos que é acessível no menu correspondente.

Browser
O Browser é o nome genérico do programa que nos permite navegar na Internet. Os mais populares são o Internet Explorer e o Netscape Navigator (pode instalar as versões mais recentes de ambos a partir do seu IP-ROM).

Bug
Um bug é um erro num programa (software) ou mesmo num equipamento (hardware) que provoca uma acção inesperada. Um bug pode ser uma falha de segurança num programa, a incapacidade de lidar com datas posteriores a 31 de Dezembro de 1999, entre muitas outras falhas.

Byte
O Byte é uma unidade que permite medir a quantidade de informação e é, normalmente, o conjunto de oito bits. Uma letra num texto electrónico, por exemplo, ocupa um byte.

CGI (Common Gateway Interface)
CGI é a abreviatura de Common Gateway Interface, uma tecnologia utilizada para fazer a ''ponte'' entre o browser e as aplicações de servidor. Os programas de servidor a que damos o nome de CGIs são utilizados para desempenhar inúmeras tarefas, como por exemplo processar os dados inseridos em formulários, mostrar banners publicitários, permitir o envio de notícias para amigos, etc.

Cache
A cache é a parte da memória do computador ou do disco rígido que armazena dados frequentemente requisitados, de modo a aumentar a rapidez de acessibilidade. Os browsers mais populares (Internet Explorer e Netscape Navigator) criam um espaço no disco para utilizar como ''cache'' para que as páginas web já visitadas pelo utilizador fiquem guardadas e apareçam mais rapidamente quando as volta a visitar.

Comércio Electrónico
Este é o nome genérico que se dá à compra e venda de bens e serviços via Internet. A todo o tipo de comércio que ocorra na Internet dá-se este nome.

Cookies
Se traduzirmos à letra significa ''bolachas''. Os cookies são pequenos ficheiros criados pelo Internet Explorer (ou Netscape Navigator) a pedido do web site que se está a visitar. Um cookie contém normalmente um número de série. Quando se visita de novo o web site que gerou o cookie, o servidor do web site repara que já existe um cookie e assim percebe que o utilizador já visitou o site. O servidor apenas pode lêr o número de série contido no cookie e nada mais. O servidor não pode saber quem o utilizador é nem pode obter qualquer tipo de informações pessoais.

Correio Electrónico (Email)
O Email, também conhecido por correio electrónico, é o envio e recepção de mensagens electrónicas através de um programa apropriado. Para enviar uma mensagem para um amigo que possui um endereço de correio electrónico, basta utilizar um programa de Email (por exemplo o Outlook Express que pertence ao pacote de programas incluidos no Internet Explorer) e digitar o endereço do destinatário, o assunto e o texto da mensagem. Quando se efectua o envio da mensagem, ela demora, normalmente, poucos segundos a chegar à "caixa" de Email do destinatário. Da próxima vez que o destinatário se ligar à Internet e verificar a caixa de Email, recebe a mensagem.

Crash
Traduzido à letra ''crash'' significa ''choque'' ou ''acidente''. Quando o computador fica paralizado diz-se que ocorreu um ''crash''. Este termo pode também ser aplicado a um programa individualmente, isto é, se um dos programas ficou paralizado mas o resto do PC está funcional, diz-se que o programa ''crashou''. Muitos utilizadores já utilizam o verbo ''crashar'' embora esta palavra não faça oficialmente parte do vocabulário português.

Domínio
Também chamado sub-domínio, é o nome dado ao computador no qual está alojado o servidor das suas páginas. Este domínio pode ser real, se o computador apenas tiver um nome, ou pode ser virtual, se o computador for conhecido por diversos nomes, i.e., se nele residirem vários domínios. Em linguagem corrente, Domínio é utilizado muitas vezes como o nome que identifica uma entidade (organização, marca, produto) na Internet. O domínio é composto por um nome e por um sufixo (ex. ip.pt).

Download
Traduzido à letra significa ''carregar para baixo''. Quando se está a transferir um ficheiro de um web site para o computador está a fazer-se um download.

Encriptar
Procedimento que codifica o conteúdo de uma mensagem ou ficheiro, impedindo deste modo a sua leitura por utilizadores não autorizados. São técnicas muito utilizadas para proteger e assegurar a privacidade e segurança na transferência de dados confidenciais.

Endereço IP
Um endereço IP é uma sequência de algarismos (exemplo: 195.23.110.161) que representa o endereço de um computador que está ligado à Internet. A cada computador ligado à Internet corresponde um endereço IP. Os endereços sob a forma www.nome.pt são utilizados para não ser necessário decorar números. Ao endereço www.nome.com corresponde um endereço IP.

FAQ (Frequently Asked Questions)
Em Português: Perguntas Frequentes. Uma FAQ (Frequently Asked Questions), é um conjunto de respostas às perguntas mais frequentes, colocadas pelos utilizadores de determinado site, produto ou serviço.

FTP (File Transfer Protocol)
FTP significa "File Transfer Protocol". Através deste protocolo é possível efectuar a transferência de ficheiros pela Internet de uma maneira fiável. Actualmente existem programas que utilizam exclusivamente este protocolo, para que se possam efectuar transferências de ficheiros de uma forma prática. A função mais comum do FTP é o "download" de ficheiros, embora muitos programas já executem esta função, se bem que utilizem, normalmente, um protocolo mais lento e menos fiável do que o FTP. Com este tipo de programas também é permitido enviar ficheiros (upload) para áreas de FTP. O upload é mais utilizado para colocar páginas on-line.

Firewall
Traduzindo à letra Firewall significa ''Parede de Fogo''. Uma firewall é um programa, um equipamento ou uma combinação dos dois que protege uma rede de computadores (de uma empresa por exemplo) para que os utilizadores de internet não possam aceder a zonas confidenciais da rede protegida. Uma firewall consegue também limitar aquilo que os utilizadores da rede protegida conseguem fazer para fora (impedindo o acesso a determinados web sites, ou limitando o uso de programas de video-conferência, etc).

Freeware
Em português: programa (software) gratuito. Um programa do tipo Freeware pode ser utilizado sem qualquer pagamento e sem nenhuma restrição.

GIF (Graphics Interchange Format)
um tipo de ficheiro com formato de imagem. Muitas das imagens visualizadas nas páginas Web estão em formato GIF. Estes ficheiros têm a extensão .gif

HTML (Hyper Text Markup Language)
À linguagem utilizada para produzir páginas web dá-se o nome de HTML, ou seja, produzir um ficheiro html é sensivelmente a mesma coisa que produzir uma página web.

HTTP (HyperText Transfer Protocol)
O ''protocolo'' utilizado para navegar na web é o http, isto é, ao escrever ''http://www.nome.pt/index.html'' estamos a dizer ao browser para transferir o ficheiro index.html, que está no servidor www.nome.pt, com o protocolo http.

Hacker
Em termos gerais um hacker é alguém que gosta de explorar todos os aspectos dos sistemas informáticos, incluindo sistemas de segurança. Hackar é um verbo normalmente utilizado para descrever a violação de um sistema informático. A palavra ''hacker'' significa, para a maioria dos utilizadores, a pessoa que viola a segurança de sistemas informáticos.

Hiperligação
Esta é a tradução literal de ''Hiperlink''. As palavras ou imagens de uma página web nas quais é possível clicar chamam-se links, hiperlinks ou hiperligações.

Home Page
Este termo quer normalmente dizer ''página principal de um web site''. A Home Page de um web site é a sua página principal. A home page de um utilizador pode ser a sua página pessoal, mas pode também ser a página que carrega quando se abre o browser (Internet Explorer ou Netscape Navigator).

IRC (Internet Relay Chat)
O IRC (Internet Relay Chat) é o serviço que permite conversar com outros utilizadores em tempo real, em modo de texto. Ao utilizar um programa para este tipo de serviços (por exemplo o mirc) pode escolher um de muitos servidores de conversa disponíveis, um "nick" (pseudónimo) que pode ser o seu nome verdadeiro ou um nome inventado, e de seguida escolher um dos muitos canais (também chamados de salas) para conversar com os utilizadores que aí estiverem presentes. Tudo aquilo que escrever numa determinada sala pode ser lido pelos utilizadores da sala, e tudo aquilo que os outros utilizadores escreverem pode ser lido por si. É ainda possível conversar em privado com um só utilizador.

 

 

 

ISDN (Integrated Service Digital Network)
Em Portugal as linhas telefónicas do tipo ISDN são conhecidas pelo nome RDIS. Este tipo de linhas telefónicas permitem ligações à Internet a velociades de 64 kbits/segundo. Para ligar o computador a uma linha RDIS utiliza-se uma placa apropriada ou um ''modem RDIS''. As linhas RDIS têm outras utilizações (para além de serem utilizadas para fazer chamadas telefónicas normais) e têm uma assinatura mensal superior à linha telefónica tradicional. Na linha RDIS o preço dos impulsos e a sua duração é igual à linha telefónica tradicional.

 

ISP (Internet Serviçe Provider)
Em Português: Fornecedor de Acesso Internet. As empresas através das quais os utilizadores se ligam à Internet são Fornecedores de Acesso Internet.

Internet
A Internet é a rede das redes, que é formada por um vasto conjunto de redes independentes ligadas entr si. A Internet liga computadores de diferentes tipos e dimensões e permite a comunicação entre pessoas de diferentes países, raças e culturas.

Intranet
A uma rede interna (dentro de uma empresa ou residência) que tem um servidor web internet e outras ferramentas de comunicação dá-se o nome de Intranet. Esta rede pode, naturalmente, estar ligada à Internet, mas o facto de possuir um web site interno apenas disponível para os funcionários da empresa é o suficiente para se dizer que é uma Intranet.

JPEG (Joint Photograhic Experts Group)
É um tipo de ficheiro com formato de imagem. Muitas das imagens visualizadas nas páginas Web estão em formato JPEG. Estes ficheiros têm a extensão .jpg

Java
Linguagem de programação que possibilita criar interactividade em páginas Web. A utilização de pequenos programas em Java também designados por Applets, permite criar diversas funções, tais como, animações, cálculos e outros truques.

kbps
Abreviatura de ''kilobits per second'' ou seja, kilobits por segundo. Esta é a unidade de medida da velocidade de transmissão da informação. Quando se diz que um modem tem a velocidade de 33.6 kbps significa que ele é capaz de transferir 33.6 kilobits de informação por segundo.

Kilobyte
É uma unidade que permite medir a quantidade de informação. Um kilobyte equivale a 1024 bytes (e não a mil bytes como a palavra pode kilo pode sugerir).

Largura de Banda (Bandwidth)
Velocidade máxima que uma determinada ligação permite. Por exemplo: ao ligar o computador ao fornecedor de acesso internet com um modem de 33.6 kbps estabelece-se uma ligação cuja largura de banda é 33.6 kbps. Ao transferir um ficheiro a velocidade máxima que é possível atingir é de 33.6 kbits por segundo.

Mailing List
Em português: Lista para envio de Correio. Uma mailing list é uma lista à qual o utilizador pode adicionar o seu endereço de correio electrónico para receber mensagens do moderador da lista e/ou dos restantes membros. Alguns web sites têm mailing lists para manter os seus membros informados das novidades e nas quais o utilizador se pode inscrever digitando o endereço de Email numa pequena ''caixa'' presente no web site.

Megabyte
É uma unidade que permite medir a quantidade de informação. Um megabyte equivale a 1024 kilobytes.

Modem
Esta palavra resulta da junção das palavras modulador e desmodulador. Dá-se o nome de modem ao aparelho que transforma dados analógicos em digitais e vice-versa. O modem é o pequeno aparelho (ou placa) que liga o computador à linha telefónica para estabelecer a ligação com o fornecedor de acesso Internet.

Netiquette
Em português: Netiqueta (etiqueta na Internet). Ao conjunto de regras de boas maneiras para utilização da Internet dá-se o nome de Netiqueta.

Newsgroups
Em Português: grupos de notícias ou grupos de discussão. Os Newsgroups permitem, aos utilizadores de todo o mundo, trocar ideias entre si através de mensagens que todos podem ler. Imagine, por exemplo, um placard na cafetaria de uma escola que está visível a todos. Se colocar uma mensagem todos os alunos a podem ler. Qualquer um pode, da mesma forma, colocar uma mensagem em resposta à sua. Agora imagine que existe um placard para cada assunto diferente. Os newsgroups funcionam de uma forma muito semelhante.

POP (Point of Presence)
Em Português: Ponto de Presença. Um POP é, normalmente, um servidor de um fornecedor de acesso internet instalado numa determinada localidade para permitir a ligação por chamada local. Se um fornecedor de acesso Internet tem um POP em Coimbra isso quer dizer que os utilizadores de Coimbra se podem ligar ao fornecedor de acesso por chamada local.

Plug-in
Utilitário que aumenta a funcionalidade de um determinado programa. Para conseguir navegar em páginas web com funcionalidades especiais é necessário instalar os ''plug-ins'' no browser (Internet Explorer ou Netscape Navigator) correspondentes a essas funcionalidades.

Proxy
Um servidor proxy está encarregue de ''navegar'' nas páginas em nome do utilizador e guardar essas página no seu disco, ou seja, se o Internet Explorer do utilizador estiver configurado para navegar com o ''proxy'' do fornecedor de acesso, as páginas visitadas pelo utilizador ficam guardadas no proxy. Quando um outro utilizador pretende visitar a página que já foi visitada pelo primeiro utilizador, o acesso à página é mais rápido porque já estava guardada no proxy do fornecedor de acesso.

QuickTime
O QuickTime é o nome de um pequeno programa (também disponível em formato de plugin) que permite visualizar videos neste formato criado pela Apple. Da mesma forma que para ouvir músicas no formato RealAudio é necessário instalar o Real Player, para ver vídeos no formato QuickTime é necessário instalar o Quicktime ''player''.

RDIS (Rede Digital Integradora de Serviços)
Tipo especial de linhas telefónicas comercializado, em Portugal, pela Portugal Telecom. Este tipo de linhas telefónicas permitem ligações à Internet a velociades de 64 kbits/segundo. Para ligar o computador a uma linha RDIS utiliza-se uma placa apropriada ou um ''modem RDIS''. As linhas RDIS têm outras utilizações (para além de serem utilizadas para fazer chamadas telefónicas normais) e têm uma assinatura mensal superior à linha telefónica tradicional. Na linha RDIS o preço dos impulsos e a sua duração é igual à linha telefónica tradicional.

Router
Computador ou Software que interliga duas ou mais redes. Os Routers passam todo o seu tempo à procura dos endereços de destino dos pacotes que por ele passam, encaminhando-os para outros endereços de destino, de acordo com o protocolo utilizado. Para que uma rede de computadores, por exemplo de um escritório, se ligue à Internet é necessário instalar um router (o aparelho) ou um programa que desempenhe o papel de router (instalado no servidor da rede).

Servidor (Server / Host)
Computador central, que administra e fornece informação a outros computadores-clientes. Existem servidores Web que disponibilizam páginas online, servidores de mail que distribuem mensagens, etc.

Shareware
Tipo de programa (software) que é disponibilizado para que o utilizador o possa testar e que necessita de um registo (pagamento) para que se possa utilizar após o período inicial de testes. Existem muitos programs disponíveis na Internet que são deste tipo.

Spam
Correio electrónico ''lixo''. As mensagens publicitárias que são enviadas para muitos utilizadores ao mesmo tempo e que não foram pedidas por esses utilizadores são consideradas spam. A maioria dos fornecedores de acesso proíbe este tipo de práticas, e os utilizadores que enviarem mensagens publicitárias a muitos utilizadores que não as pediram podem ser banidos do fornecedor de acesso.

Streaming

Este termo tem origem na palavra ''stream'' que em português significa ''corrente'' (no sentindo de corrente de um rio por exemplo). Na Internet este termo aplica-se sobretudo ao vídeo e audio que o utilizador começa de imediato a ver mesmo quando o ficheiro não chegou todo ao computador. Ou seja, o vídeo/som começa a ''chegar'' ao computador do utilizador e é de imediato colocado no monitor, e à medida que o ficheiro continua a ser transferido o seu conteúdo continua a ser mostrado. O audio e vídeo dos eventos que são transmitidos em directo via Internet utilizam esta tecnologia.

TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol)
É o protocolo de comunicação básico da Internet, para interligar redes cujos componentes usam sistemas operativos distintos. Podemos dizer que o TCP/IP é o conjunto de regras técnicas que os computadores utilizam para enviar e receber informações na Internet e nas Intranets.

TIFF (Tag Image File Format)
É um tipo de ficheiro com formato de imagem. Este formato é muito pouco utilizado em páginas web mas é bastante popular por entre os designers e por aqueles que necessitam de gravar uma imagem com uma boa ''resolução''. Estes ficheiros têm a extensão .tif

Telnet
Este é um dos serviços da Internet menos conhecidos e permite efectuar a ligação a um computador em modo de texto e trabalhar nesse mesmo computador como se o utilizador estivesse sentado à sua frente. Ao utilizar um programa apropriado o utilizador efectua uma ligação Telnet ao computador pretendido e digita comandos (normalmente unix) para trabalhar no computador.

URL (Universal Resource Locator)
O endereço de uma página web que se escreve na barra de endereços do browser (Internet Explorer por exemplo) é um URL. Aos endereços de ftp completos (ftp://nomedoservidor.com/ficheiro.zip) também se dá o nome de URL. Um URL é composto pelo nome do protocolo (por exemplo 'http://') o nome do servidor (www.servidor.pt) e nome do ficheiro (/index.html). Quando o url não tem o nome do ficheiro (exemplo: http://www.servidor.pt/) o servidor assume que se está a pedir o ficheiro 'index.html'.

Upload
Upload é o processo inverso de download, isto é, consiste no acto de transferir ficheiros do seu computador para um computador remoto.

VPN (Virtual Private Network)
Quer dizer Rede Privada Virtual. Normalmente designa uma rede na qual existem pontos interligados que utilizam a Internet como base de comunicação. A comunicação entre estes pontos utiliza técnicas de encriptação de modo a que toda esta rede seja virtualmente privada. Por exemplo, uma empresa com dois escritórios em diferentes locais geográficos. Utilizando a Internet, os dois escritórios ligam as suas redes numa só, sem que os outros utilizadores da Internet possam ter acesso à sua Rede Privada.

WYSIWYG (What You See Is What You Get)
Abreviatura de ''What You See Is What You Get'' (Aquilo que você vê é aquilo que você terá). Quando se diz que um determinado programa é WYSIWYG, significa que aquilo que o utilizador está a ver no ecrá é aquilo que vai sair na impressora ou o resultado final do trabalho. Por exemplo: o Microsoft Word é WYSIWYG porque aquilo que se vê no ecrã é exactamente aquilo que sai na impressora. O Microsoft Frontapage é WYSIWYG porque aquilo que se vê na parte de editor de páginas web é o que se vai ver quando o programa produzir os ficheiros html finais.

World Wide Web (WWW)
World Wide Web, ou apenas Web, é o termo utilizado quando nos referimos à imensidão de páginas existentes em toda a Internet; Página web é o termo utilizado para nos referirmos a uma determinada página; E web site, também conhecido por "sítio" ou "sítio web" é o conjunto de páginas web num determinado endereço.

 

publicado por jorgepc às 04:20
sinto-me:

Lista de 'tags' comuns

'TAGS' BÁSICOS

<html></html>

Inicia/termina um documento em HTML.

<head></head>

Define a àrea de cabeçalho, com elementos não visualisáveis na página.

<body></body>

Define a área visível do documento.

CABEÇALHO

<title></title>

Coloca o nome da página na barra de título da janela.

ATRIBUTOS DO CORPO

<body bgcolor=?>

Cor de fundo.

<body text=?>

Cor de texto.

<body link=?>

Cor das links.

<body vlink=?>

Cor das links previamente visitadas.

<body alink=?>

Cor da link activa.

TEXTO

<b></b>

Texto carregado.

<i></i>

Texto em itálico.

<tt></tt>

Texto estilo máquina de escrever, monoespaçamento.

<font size=?></font>

Tamanho das letras.

<font color=?></font>

Cor das letras.

<font face=?></font>

Define a fonte utilizada.

 

LINKS

<a href="URL"></a>

Cria uma hiperligação.

<a href="mailto:EMAIL"></a>

Cria uma link para o envio de correio.

<a name="NOME"></a>

Cria um 'alvo' dentro de uma página.

<a href="#NAME"></a>

Faz a ligação a um 'alvo' presente dentro da mesma página.

FORMATAÇÃO

<p></p>

Define a área de um parágrafo.

<p align=?>

Alinhamento de um parágrafo.

<br>

Insere uma quebra de linha.

<div align=?>

'Tag' genérico utilizado para formatar blocos de texto.

GRAFISMO

<img src="FICHEIRO">

Insere uma imagem.

<img src="FICHEIRO" align=?>

Alinha uma imagem em relação ao resto do texto.

<img src="FICHEIRO" border=?>

Define a borda da imagem.

<hr>

Insere uma linha horizontal.

TABELAS

<table></table>

Cria uma tabela.

<tr></tr>

Linha de uma tabela

<td></td>

Célula individual numa linha.

ATRIBUTOS DAS TABELAS

<table border=#>

Borda à volta de cada célula.

<table cellspacing=#>

Espaço entre as células.

<table cellpadding=#>

Margem interior das células.

<table width=# or %>

Largura da tabela - em pixels ou percentagem.

<tr align=?> or <td align=?>

Alinhamento horizontal do conteúdo das células.quot;left", "center" ou "right")

<tr valign=?> or <td valign=?>

Alinhamento vertical do conteúdo das células.("top", "middle" ou "bottom")

<td colspan=#>

Numero de colunas 'percorridas' por uma célula.

<td rowspan=#>

Numero de linhas 'percorridas' por uma célula.

FRAMES

<frameset></frameset>

Define o conjunto de frames. Surge antes de <body> num documento com frames.

<frameset rows="valor,valor">

Define as linhas num conjunto de frames. Valor pode ser em pixels, percentagem ou * (o resto / proporção).

<frameset cols="valor,valor">

Define as colunas num conjunto de frames. Valor pode ser em pixels, percentagem ou * (o resto / proporção).

<frame>

Define uma unica frame. Surge dentro de <frameset>.

<noframes></noframes>

Área onde é inserido o conteúdo visivel em browsers que não suportam o uso de frames.

ATRIBUTOS DE UMA FRAME

<frame src="URL">

Especifica o documento HTML a ser exibido na frame.

<frame name="nome">

Dá um nome à frame de modo a poder ser 'linkada' a partir de outras frames.

<frame scrolling=VALOR>

Define se a frame tem barra de scroll. VALOR pode ser "yes", "no" ou "auto".

publicado por jorgepc às 04:17
sinto-me:

Para as pessoas que tem um Sony Ericsson e estão a procura de temas para celular Sony Ericsson. Hoje vou mostra 14 temas personalizados para Sony Ericsson que você não pode perder.

Vista Glass

temas para celular sony ercissonCompativel com os modelos: K750i, D750i, W800i, K600i e K608i

L’amour

amourCompativel com os modelos: k790, k800, k810, w830, w850

AquadromeXT

aquadromeCompativel com os modelos: K610i, K750i, V600i, V630i, W550i, W600i, W700i, W800i, W810i

Rihanna theme

rihannaCompativel com o modelo: W200i

aiPod theme

aipod Compativel com os modelos: K800i, K810i e familia W850i

The Simpsons

simpsonsCompativel com o modelos: w300

Windows Vista Aero

visaeroCompativel com os modelos: K810i/K800i

New Super Mario Bros

newsupCompativel com os modelos: k790/k800/k810/w830/w850

Glazz

glazzCompativel com os modelos: W550, W600, W810, Z550, Z558

Naruto Shippuden

narutoCompativel com os modelos: W550, W600, W810, Z550, Z558

The Future’s Orange

orangeseCompativel com os modelos: K790, K800, K810, S500, W580, W830, W850

Aero Glass

aeroseCompativel com o modelo: k750i

Crysis Theme 240×320

crysisCompativel com telas 240×320

Exus OSm Omega

omega

Compativel com os modelos: K800i, K810i e W850i

publicado por jorgepc às 04:15
sinto-me:

saites criação de blog

wix
criação de blog em flash
para entrar no site
blogger
para entrar no site
webnode
para entrar no site
yola
para entrar no site
ComfyPage
para entrar no site
Google Sites
para entrar no site
Weebly
para entrar no site
ucoz
para entrar no site

publicado por jorgepc às 04:13
sinto-me:

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 


 

[Tutorial] Reproduzir videos do youtube automaticamente


O código original do youtube é este:

Citar:
<object width="425" height="355"><param name="movie" value=" name="wmode" value="transparent"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/4F9MPUMdrxg&rel=1" type="application/x-shockwave-flash" wmode="transparent" width="425" height="355"></embed></object>


Para que fique em auto play, nos links em que está em vermelho, tens de que acrescentar isto:

&autoplay=1

O código vai ficar assim:

Citar:
<object width="425" height="355"><param name="movie" value=" name="wmode" value="transparent"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/4F9MPUMdrxg&rel=1&autoplay=1" type="application/x-shockwave-flash" wmode="transparent" width="425" height="355"></embed></object>


Se quiserem o video mais pequeno ou maior basta ajustar o width e height nos 2 sitios à tua maneira.

Exemplo:

Mais pequeno:

Citar:
<object width="225" height="155"><param name="movie" value=" name="wmode" value="transparent"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/4F9MPUMdrxg&rel=1&autoplay=1" type="application/x-shockwave-flash" wmode="transparent" width="225" height="155"></embed></object>

 

 

publicado por jorgepc às 04:11
sinto-me:

Remova vírus e malwares usando o Kaspersky Rescue Disk


Uma ferramenta inovadora da Kaspersky para detectar e remover vírus quando o Windows não inicia mais."

Para fazer o download clique no link abaixo:

[ Download Kaspersky Rescue Disk ]

A Kaspersky Labs, conhecida popularmente apenas como Kaspersky, é um empresa conceituada no ramo de soluções de segurança computacional. É assim caracterizada por desenvolver aplicações efetivas na proteção de informações pessoais contra pragas virtuais, oferecendo programas capazes de combater desde pragas simples até as mais complexas das ameaças. Entre seus produtos, merecem destaque o Kaspersky AntiVirus (KAV) e o Kaspersky Internet Security (KIS).

Não bastando o sucesso de seus produtos, agora ela está disponibilizando mais uma ferramenta para a detecção e remoção de pragas: o Kaspersky Rescue Disk . A principal diferença do novo produto em relação aos seus irmãos mais velhos está no modo de execução. Trata-se de um antivírus que roda diretamente a partir de um CD ou DVD, dispensando a necessidade de carregar o sistema operacional da máquina para funcionar. Sendo assim, ele pode ser utilizado em qualquer computador, independente do sistema operacional instalado.

Como funciona?

O Kaspersky Disk Rescue vem em uma imagem de disco, a qual deverá ser gravada em uma mídia de CD ou DVD com o seu software gravador —
Nero, CDBurnerXP, Alcohol 120% etc — predileto. ATENÇÃO: você deve utilizar a opção de gravar a imagem em disco e não a de gravar um disco de dados. Uma vez gravado, basta inserir o CD/DVD no drive de leitura apropriado e reiniciar a máquina. Lembre-se de ter o seu PC configurado para dar o boot por CD/DVD. Consulte o manual da placa-mãe de seu computador para obter informações de como ajustar esse item.
Durante o processo de inicialização, uma tela — como esta abaixo — será exibida. Pressione
Enter para iniciar o Kaspersky Rescue Disk:
Nesta tela, basta pressionar Enter para continuar.
A ferramenta tem a interface muito semelhante às dos produtos já conhecidos da Kaspersky. Nesta tela seguinte, selecione as unidades de disco que serão analisadas e clique no botão Start scan, na parte inferior direita da tela. Agora é só aguardar que o resto fica por conta do programa.
Interface semelhante às dos outros produtos Kaspersky.
publicado por jorgepc às 04:09
sinto-me:

Malwares

aamal

Conheça as principais pragas virtuais!

Worms
Esta categoria de programas mal-intencionados se dissemina
amplamente através da exploração de vulnerabilidades nos sistemas
operacionais dos computadores. A classe recebeu esse nome em alusão
à forma como os worms (vermes) passam de um computador para outro,
por meio de redes e e-mails. Esse recurso permite que os worms se disseminem muito rapidamente.
Os worms entram no computador, buscam endereços de rede de outros
computadores e enviam um grande volume de cópias automáticas de si
mesmos para esses endereços. Além disso, freqüentemente os worms
utilizam dados contidos nos catálogos de endereços dos programas de email.
Às vezes, alguns desses programas mal-intencionados criam
arquivos de trabalho nos discos do sistema, mas eles podem ser
executados sem nenhum recurso do sistema além da RAM.
Vírus
Os vírus são programas que infectam outros arquivos, agregando seu
próprio código a eles de maneira a controlar os arquivos infectados
quando eles são abertos. Esta definição simples explica a principal ação
de um vírus, a infecção.
Cavalos de Tróia
Os cavalos de Tróia são programas que executam ações nãoautorizadas
em computadores, como excluir informações em unidades,
travar o sistema, roubar informações confidenciais e assim por diante.
Essa classe de programas mal-intencionados não se constitui em vírus,
no sentido tradicional da palavra, pois eles não infectam outros
computadores ou dados. Os cavalos de Tróia não conseguem invadir um
computador e são disseminados por hackers, que os disfarçam como
software comum. Os danos causados por eles podem exceder em muito
os ataques de vírus tradicionais.
Atualmente, os worms são o tipo mais comum de programa mal-intencionado utilizado para danificar dados de computadores, seguidos dos vírus e cavalos de Tróia. Alguns programas mal-intencionados combinam recursos de duas ou até três dessas classes.
Adware
Os adwares consistem em programas incluídos no software sem o
conhecimento do usuário, com o objetivo de exibir anúncios. Geralmente,
o adware vem incorporado a um software distribuído gratuitamente. Os
anúncios são apresentados na interface do programa. Freqüentemente,
esses programas também coletam dados pessoais do usuário e os
enviam para o desenvolvedor, alteram as configurações do navegador (a
página inicial, páginas de busca, níveis de segurança, etc.) e geram um
tráfego que não pode ser controlado pelo usuário. Tudo isso pode levar a
violações de segurança e acarretar prejuízos financeiros diretos.
Spyware
Estes softwares coletam informações sobre um determinado usuário ou
organização, sem o conhecimento dos mesmos. Freqüentemente, os
spywares não são detectados. Em geral, o objetivo do spyware é:
• controlar as ações do usuário em um computador;
• coletar informações sobre o conteúdo do seu disco rígido. Nesses
casos, geralmente isso envolve a verificação de vários diretórios e
do Registro do sistema para compilar uma lista dos softwares
instalados no computador;
• coletar informações sobre a qualidade da conexão, largura de
banda, velocidade do modem, etc.
Riskware
Os aplicativos possivelmente perigosos incluem softwares que não
possuem recursos mal-intencionados, mas que poderiam fazer parte do
ambiente de desenvolvimento de programas mal-intencionados ou ser
usados por hackers como componentes auxiliares desses programas.
Essa categoria de programas inclui programas com backdoors e
vulnerabilidades, além de utilitários de administração remota, programas
que interferem no layout do teclado, clientes IRC, servidores FTP e
utilitários multifuncionais que interrompem processos ou ocultam suas
operações.
Um outro tipo de programa mal-intencionado semelhante aos adwares,
spywares e riskwares são os programas que se conectam ao navegador da
Internet e redirecionam o tráfego. O navegador abrirá sites diferentes dos
pretendidos.
Piadas
São softwares que danificam o host diretamente, mas exibem
mensagens informando que já houve ou haverá danos sob determinadas
condições. Freqüentemente, esses programas advertem o usuário sobre
perigos inexistentes, como mensagens que avisam sobre a formatação
do disco rígido (embora isso não ocorra realmente) ou a detecção de
vírus em arquivos não infectados.
Rootkits
São utilitários usados para disfarçar a atividade mal-intencionada. Eles
encobrem programas mal-intencionados, evitando que sejam detectados
por programas antivírus. Os rootkits modificam funções básicas do
sistema operacional do computador, ocultando sua própria existência e
as ações executadas pelo hacker no computador infectado.
Outros programas perigosos
Estes programas são criados, por exemplo, para configurar ataques DoS
a servidores remotos, invadir outros computadores e programas que
fazem parte do ambiente de desenvolvimento de programas malintencionados.
Esses programas incluem ferramentas de hackers,
construtores de vírus, programas de varredura de vulnerabilidades,
programas para a violação de senhas e outros tipos de programas para
invadir os recursos da rede ou penetrar em um sistema.
Ataques de hackers
Os ataques de hackers podem ser iniciados por hackers ou por
programas mal-intencionados. Eles visam o roubo de informações
residentes de um computador remoto, provocando o mal funcionamento
do sistema ou controlando todos os recursos do mesmo.
Alguns tipos de golpes on-line
O phishing é um golpe on-line que utiliza o envio de e-mails em massa
para roubar informações confidenciais do usuário, geralmente de
natureza financeira. Os e-mails de phishing são criados para reproduzir,
da melhor forma possível, e-mails informativos de instituições bancárias e
de empresas conhecidas. Esses e-mails contêm links para sites falsos
criados por hackers para simular o site legítimo da organização. Nesse
site, é solicitado que o usuário informe, por exemplo, o número do seu
cartão de crédito e outras informações confidenciais.
Discadores para sites “pay-per-use” – tipo de golpe on-line que faz
uso não-autorizado de serviços da Internet do tipo “pay-per-use”, que
geralmente são sites de cunho pornográfico. O discador instalado pelos
hackers inicia uma conexão por modem entre o computador e o número
do serviço pago. Freqüentemente, esses números cobram taxas muito
caras e o usuário é obrigado a pagar enormes contas telefônicas.
Publicidade invasiva
Inclui janelas pop-up e banners de anúncios que são abertos ao usar o
navegador da Internet. Em geral, as informações nessas janelas não
trazem qualquer benefício ao usuário. Elas atraem a atenção do usuário
e consomem largura de banda.
Spam
O spam consiste em e-mails indesejados anônimos, incluindo vários tipos
de conteúdo: anúncios, mensagens políticas, solicitações de ajuda, emails
que solicitam o investimento de uma grande soma em dinheiro ou a
participação em esquemas do tipo pirâmide, e-mails direcionados para o
roubo de senhas e números de cartão de crédito e e-mails que devem
ser enviados para amigos (as chamadas correntes).
Os spams aumentam significativamente a carga nos servidores de e-mail
e o risco de perder dados importantes.

publicado por jorgepc às 04:07
sinto-me:

O Orkut, indiscutivelmente a mais popular rede social utilizada no Brasil, vem passando por sérias transformações nos últimos meses. Foram adicionados aplicativos personalizáveis (os Apps, como o BuddyPoke!), listas, sistemas de organização e de eventos — com datas, imagens, endereços e convidados — e muitas outras funções que expandem a comunicação e a experiência do usuário.
Agora, a Google prepara mais uma surpresa que irá alegrar a todos os adeptos do serviço: a integração completa de umsistema de bate-papo em tempo real, utilizando o Google Talk como base.
Integração em etapas
Já faz algum tempo que os usuários do Orkut podem ligar suas contas com o programa de comunicação instantânea, contudo, esta relação se limitava apenas à exibição do status de cada um dentro do navegador de internet e à visualização de novos recados, de forma dinâmica, dentro do programa.

O Orkut, ainda melhor!

Com a adição deste novo sistema, você poderá conversar com pessoas que fazem parte da sua lista de contatos, direto pela tela do Orkut, sem ter que enviar os recados na sua forma tradicional (e poupando o seu amigo do trabalho de apagá-lo depois), praticamente como se estivesse no MSN, por exemplo.
Falando em novidades, o Google Talk recebeu uma atualização e agora também permite conversas com WebCam e oferece suporte a áudio. Se a disponibilização destes recursos dentro do Gmail servirem como indicadores, não demorará muito para que os usuários do Orkut também possam fazê-lo.
Configurando seu Orkut
Alguns navegadores ainda não estão lidando bem com o código, portanto é recomendável que você utilize a última versão do Mozilla FireFox. Vale lembrar, se você já possui uma conta associada, pule esta etapa.
1. O primeiro passo é integrar a sua conta e criar um nome de usuário Google Talk. Para isso, faça login no Orkut e, na sua página principal, siga até a opção “Configurações”.

Menu esquerdo de opções.

2. Nela, acesse a guia “Google Talk”, escolha se quer que todos os seus amigos sejam incluídos na lista de contatos ou se deseja escolher quais e confirme clicando no botão de download conforme mostrado abaixo:

O seu Orkut pode estar em Português!

3. Caso você ainda não tenha utilizado o Google Talk, e conseqüentemente não possua um nome de usuário, a próxima tela será dedicada à escolha de um apelido. Digite o seu e confira a disponibilidade. Se ele já estiver em uso, o próprio Orkut fornecerá sugestões alternativas. Com tudo em ordem, prossiga clicando em continuar.

Sem apelido? Deixe que ele sugira.

4. Será apresentada uma nova tela parabenizando-o pela associação de contas. Aguarde até que o download do Google Talk se inicie automaticamente.

Parabéns! Agora instale o Google Talk!

5. Para finalizar a preparação, instale o programa no seu computador e faça login nele ao menos uma vez para que as contas se reconheçam.
Por enquanto, apenas para alguns
Ainda não são todas as pessoas que têm acesso às conversas dentro do Orkut e nem mesmo à integração completa. Para muitos, o máximo que aparecerá será o status dos seus colegas, portanto não se assuste se as dicas apresentadas a seguir não funcionarem para você!
Tenha paciência até que a Google consiga programar as funções para todas as contas e, é claro, fique de olho na sua!
Em ação
Lembram-se do artigo a respeito das novidades no Orkut, incluindo a exibição de conversas (função que agrupava recados de uma mesma pessoa para uma fácil visualização)? Agora, com a integração ao Google Talk completamente ativada e com amigos que também tenham realizado o procedimento, você pode selecionar a opção “Responder com bate-papo”.

Boas vindas do Google.

Ao invés de abrir a tela para a digitação da resposta, o Orkut colocará um pequeno pop-up na lateral da sua janela. Por ele é possível o envio de mensagens diretamente pelo Google Talk, assim como se você estivesse no MSN, sem gravar registros na sua tela de recados.

Exemplo de micro janela de conversa.

O mais legal é que ele traz suporte para emoticons, as famosas expressões utilizadas para representar situações de raiva, alegria, tristeza e de outras emoções. Elas estão disponíveis diretamente pelo pop-up de conversa.

Ajuste sua disponibilidade!

Pelo painel de opções, você ainda pode definir o seu status entre disponível, ocupado, invisível (modo no qual você aparece como desligado para seus contatos) e offline, completamente fora do ar.
Não se desesperem!
O serviço ainda não está completo, não foi divulgado oficialmente e nem sequer está disponível para todos, portanto é importante que os usuários tenham muita paciência. Mesmo em seu estado atual, ele já acelera em muito a troca de recados.
A expectativa, com esta adição, é de que o Google Talk (ou ao menos o sistema embutido) se torne mais popular, haja vista que o MSN Messenger domina o cenário nacional em termos de programas para comunicação instantânea (IM). Ao menos agora os usuários têm um ótimo motivo para utilizá-lo. Afinal, era o recurso que faltava para você não desgrudar do Orkut, não é mesmo?

publicado por jorgepc às 04:05
sinto-me:

Saiba como agir caso você venha a esquecer a senha de login na conta de usuário do Windows XP.

Hoje em dia são tantos os serviços que demandam senha, que muitas vezes acabamos por confundir e até mesmo esquecer a combinação que definimos para acessar alguns serviços.
Além das senhas do banco e do cartão, você provavelmente deve ter que se lembrar das senhas do e-mail, MSN, Orkut e tantas outras, inclusive a senha que usa para se conectar ao Chrome dicas para inserir comentários e participar do fórum.
Contudo, uma senha é crucial que você não esqueça: a de login na conta de usuário do Windows. Afinal, sem ela não será possível nem mesmo utilizar o computador, certo? Errado! Pelo menos se você é usuário do Windows XP.
Removendo a senha do XP
Por questão de facilitar a vida do usuário que esqueceu sua senha, a Microsoft, na versão XP do seu sistema operacional, habilitou uma opção que permite a remoção da senha. Para isso, você precisa seguir alguns passos que o Chrome dicas ensinará agora.
Esqueci a senha, e agora?A primeira coisa a ser feita é reiniciar o computador e antes do Windows começar a ser carregado, pressionar a tecla F8. Você será levado até o menu de Opções Avançadas.
Lá, selecione a primeira alternativa, Modo Seguro. Assim, o Windows iniciará normalmente (talvez demore um pouco mais do que de costume) e então a tela de seleção de contas de usuário aparecerá na tela.
Além de todas as suas contas, lá você encontrará também uma nova conta, chamada de Administrador. É através dela que será possível remover a senha de qualquer conta de usuário do Windows. Acesse-a e então siga o caminho Painel de Controle > Contas de Usuário.
Agora, basta escolher a conta que você esqueceu a senha e clicar em Remover senha. A partir de agora, você poderá acessar a conta da senha esquecida normalmente e então, poderá definir uma nova palavra-passe para proteger suas informações.
Segurança
Obviamente, esta opção presente no Windows XP pode gerar alguns problemas quanto à segurança, afinal, nem todos a usariam somente para retirar a senha de sua própria conta. Apesar de ter demorado um pouco, a Microsoft se deu conta disso e esta opção já não está mais presente no Windows Vista.

Image and video hosting by TinyPic paint.net


meu drive de CD/DVD não funciona. E agora, o que posso fazer?

Apesar de o drive de CD / DVD ser algo tão simples, não é tão difícil que ele apresente problemas após algum tempo de uso. Na verdade, às vezes ele já começa a ter incompatibilidades assim que você o coloca no computador.

Os problemas e as soluções podem variar mais do que você imagina. É muito difícil saber especificamente qual é o problema do seu drive e como resolvê-lo, justamente porque tudo isso é muito variável.

Nesse artigo nós vamos apresentar uma série de problemas e as possíveis soluções que você pode seguir, caso tenha algum problema com o seu drive de CD e DVD. E isso envolve tanto leituras quanto gravações dos discos.

Tento acessar a unidade no Meu Computador e nada acontece
Isso é bastante comum: você coloca um disco em seu drive e simplesmente não acontece nada. Por mais que o drive continue lendo e piscando o led, o computador não reage. Então, você vai até o Meu Computador, dá um duplo-clique na unidade e o PC começa a ler sem parar, mas sem abrir nada.

Teste o disco em outro drive.

Quando isso acontece, geralmente o problema é na leitura do disco, e não exatamente em seu drive. Ou seja, é possível que o disco esteja riscado, sujo, ou simplesmente seja incompatível com o seu drive de alguma maneira (sim, isso é possível). Tente testar o disco em algum outro drive e veja se funciona. Se funcionar, o problema é em seu drive.

O meu drive de CD simplesmente não abre mais
Além de o disco não ter dado nenhum sinal de vida, ele emperrou o seu drive? Você tenta apertar o botão para abrir o drive, mas nada acontece, simplesmente como se estivesse, de alguma forma, grudado. Poucos sabem, mas é possível abri-lo manualmente, utilizando para isso um clipe de papel.

Basta abrir o clipe e procurar por um pequeno buraco em seu drive de CD. Coloque o arame nesse buraco e empurre com força até que a gaveta do drive se abra. Normalmente ela só abre um pouco, mas basta puxar o resto da bandeja com a mão. Depois, tire o disco e empurre a bandeja novamente para o lugar. Se você tentar abrir depois do modo convencional e o drive não abrir (mesmo sem nenhum disco dentro), o problema pode ser interno.

Coloque o clipe no buraco.


O drive parece funcionar normalmente, mas nenhum disco é lido
Uma ótima hipótese no caso de nenhum disco estar sendo lido, mas o drive apresentar atividades normais (como abrir a gaveta normalmente), é a lente estar muito suja. Você pode fazer a limpeza com um disco próprio para isso (o que é recomendado). Geralmente esses discos já vêm com todas as instruções que você precisa seguir.

Caso você queira fazer a limpeza manual, remova a unidade de disco e use um cotonete seco. Passe ele com bastante suavidade e delicadeza na lente. Porém, tome cuidado para não encostar absolutamente mais nada na lente (como o seu dedo), pois pode estragá-la.

Limpe a lente com muito cuidado.


O drive não grava mais nenhum disco
Normalmente isso acontece por duas razões (ao mesmo tempo, ou não). A primeira delas acontece quando você instala algum programa para gravar discos e ele, de alguma maneira, altera o seu registro e os drivers do Windows, impossibilitando que o gravador funcione. Alguns programas, como o Nero, podem ocasionar isso. Uma solução é tentar desinstalar o programa, reiniciar o computador e tentar novamente.

A outra solução corresponde justamente aos drivers da sua unidade de disco estarem com algum problema de compatibilidade. Se isso só apareceu quando você instalou uma nova versão do sistema operacional, talvez seja necessário esperar até que saia alguma atualização. Mas você pode tentar remover e/ou atualizar o driver por conta própria.

O Windows XP e o Vista oferecem uma solução automática para esse problema. Você pode baixar o programaclicando aqui.

Atualizando e reinstalando o driver
Como dito anteriormente, o problema pode ocorrer no driver da unidade de disco. A atualização é extremamente simples. Primeiro, dê um clique com o botão direito em Meu Computador e selecione Propriedades. Então, clique em Gerenciador de Dispositivos.

Abra o Gerenciador de Dispositivos.

Você verá que todos os dispositivos conectados em seu computador são listados ali. Clique no “+” ao lado de “Unidades de DVD/CD-ROM” para expandir a lista. Assim, o seu drive aparecerá. Basta agora clicar com o botão direito sobre ele e escolher Atualizar Driver ou Desinstalar. Ao escolher atualizar, ele procurará pelo driver mais recente e o instalará. Já caso você escolha Desinstalar, o Windows vai reinstalar seu drive assim que você reiniciar o sistema.

Atualize ou remova o driver.


A minha unidade de disco simplesmente nem liga
Se o seu drive não apresenta absolutamente nenhum tipo de reação, talvez haja algum problema nas conexões dele. Primeiramente, entre na BIOS do seu computador (pressionando Del antes de iniciar o sistema) e, em uma aba chamada Advanced, veja se o seu drive aparece na lista. Caso não, ele provavelmente está desligado.

Veja em sua BIOS se você encontra algo.

Verifique então todos os cabos que estão conectando o drive ao computador (Flat ou SATA e de força). Se possível, troque-os por outros e tente usar o drive novamente.

Além disso, procure no manual do fabricante se há alguma instrução no caso de o drive não funcionar. Verifique também se tudo nele está de acordo com o que diz no manual (como os jumpers).

Não consegui resultados. Devo trocar de drive?
Se tudo que foi descrito no artigo não resolveu o problema, então você pode tentar trocar o seu drive onde comprou (caso ainda esteja na garantia). Ou, leve em algum técnico que realize consertos. Fora todas essas possibilidades, somente resta comprar um novo.


Aprenda o que é Phishing

Um e-mail que surge repentinamente na caixa de entrada, de um remetente desconhecido, com um endereço eletrônico sem sentido e uma mensagem duvidosa. Esta é a descrição de um phishing.
Golpes que se aproveitam do infinito mar de possibilidades chamado internet, os phishings, literalmente pescam dados de usuários desatentos, que caem no conto do vigário virtual.
A pesca, neste caso, é sinônimo de roubo. Os crackers, através de e-mails, persuadem o internauta a acreditar que ganhou viagens, prêmios ou que precisa recadastrar senhas para não perder contas.

 

 

 

Diferente de outros golpes, os phishings não trazem anexos. Do e-mail, o usuário é levado a clicar em um link. O objetivo do cracker é um só: roubar informações pessoais do usuário e utilizá-las ilegalmente.
História de pescador

Inspirado no inglês “fish”, que significa pescar, a prática ilegal compete aos crackers a mesma função dos pescadores, que jogam a isca para conseguir o máximo de peixes.

A forma original de “hackear” informações, o “phreaking”, foi criada por John Draper em 1970, com o Blue Box, dispositivo que “hackeava” sistemas de telefonia. A prática ficou conhecida como “Phone Phreaking”.
Transferida para a internet, a modalidade de golpe recebeu o batismo “phish” em 1996, por um grupo de hackers, o alt.2600. A inspiração veio do roubo de contas e scams de senhas de usuários da America Online. As contas com informações roubadas foram apelidadas de “phish”. O termo, um ano depois, já constava no dicionário de linguagem cracker.

Mensagens complicadas e longas, jamais. Os criminosos utilizam textos simples para disseminar phishings. “O e-mail é também chamativo para que se clique rapidamente no link”, explica Vendramini.
Avisados que usuários evitam abrir anexos (especialmente de desconhecidos), os crackers driblam este alerta através do envio de um link, geralmente com um endereço que parece confiável, como o de um banco ou de outra organização séria.
Ao clicar no link, o usuário é direcionado para um site falso, muito parecido com o original. O simples fato de acessar o site malicioso já pode torná-lo uma vítima - ali, malwares podem ser instalados.

Screenloggers, alternativa aos keyloggers, detectam os movimentos e cliques do mouse, burlando o método de segurança bancário que pede a digitação de senhas na tela.

Diariamente, são enviadas 904 mensagens diferentes de phishings, segundo o Internet Threat Report (ITR), da Symantec, compilado em março de 2007. A Symantec bloqueou, no segundo semestre de 2006, um total de 1,5 bilhão de mensagens de phishing, aumento de 19% em relação ao primeiro semestre do mesmo ano.

O principal alvo de phishings são instituições financeiras, com 84% dos ataques. No Brasil, a técnica é líder entre os crackers para fazer vítimas.

“Os bancos brasileiros sofrem com phishings mais que os de outros países”, conta Paulo Vendramini, gerente de engenharia de sistemas da Symantec, que explica que as instituições não liberam dados específicos sobre a quantidade de ataques.

As dicas do especialista, para não cair no golpe, são simples: não abrir e-mails de desconhecidos, prestar muita atenção ao texto, que pode conter erros de português e observar a URL para saber se o site indicado é o mesmo de destino.

 

 

Caso se depare com um formulário que pede informações como número do RG, CPF, senhas e outros dados sensíveis para quaisquer fins, opte por não preenchê-lo caso isso nunca tenha sido solicitado por seu banco.
Se tiver dúvidas, sempre faça um contato com o seu gerente ou com a loja física que supostamente tenha enviado a mensagem.

 

publicado por jorgepc às 03:56
sinto-me:

corrigindo o Lag dos vídeos do YouTube

 

 

 

Sabe aqueles pequenos saltos ou lags que você vê quando assiste a um vídeo do YouTube no FireFox? Aprenda aqui como evitá-los.

Todo usuário do
FireFox

já passou por isso, mas poucos sabem o por quê. Ao assistir a um vídeo no YouTube por esse navegador, mesmo que você espere o vídeo carregar por completo antes de assistir, a cada dez segundo mais ou menos, o vídeo dá aquela travadinha, conhecida como lag, atrapalhando sua experiência ao assistir aos vídeos. Muitas pessoas chegaram a abandonar o FireFox e suas vantagens por causa disso e outras até mesmo trocaram de computador por achar que fosse um problema do processador.
Mas por que isso acontece?
O que muitos não sabem é que isso é mais comum do que se imagina. Esse problema acontece devido a uma melhoria do FireFox a partir da versão 2.0: salvar abas. Quando você fecha o programa de forma repentina, ao reabrir, o navegador lhe dá a opção de recuperar as abas fechadas. Isso é possível porque o FireFox salva a cada 10 segundos as opções de abas abertas. A questão é que quanto mais abas abertas, mais tempo de processamento ele vai levar para salvá-las. E é por isso que os vídeos no YouTube travam ou apresentam lag.
Como resolver o problema
Sabendo o motivo de o FireFox travar ao passar os vídeos, agora fica fácil corrigir o problema. Para tanto, é necessário fazer algumas alterações no código do navegador. A partir de aqui, são passados alguns passos a serem seguidos com cuidado, pois qualquer alteração indevida no registro pode impossibilitá-lo de usar o navegador.

  1. Abra o FireFox.
  2. Na barra de endereço, escreva about:config e aparecerá um aviso de segurança. Aperte Ok, sem desmarcar a caixa ao lado.
  3. Escreva about:config na barra de endereços do FireFox
  4. Você verá uma série de endereços de registro do FireFox junto com uma barra de busca. Escreva nesse espaço browser.sessionstore.interval
  5. Escreva browser.sessionstore.interval no espaço apropriado.
  6. Clique com o botão direito sobre o número 10000 que aparece. Selecione a opção Editar.
  7. Selecione a opção Editar.
  8. Esse número conta o tempo em milissegundos entre cada operação para salvar as abas do FireFox, ou seja, o padrão 10000 são 10.000 milissegundos ou 10 segundos. Coloque 300000 para salvar a cada 5 minutos, ou 120000 para salvar a cada 2 minutos.
  9. Altere o valor do tempo em milissegundos.

Seguindo esses passos, você provavelmente não verá mais o lag nos vídeos do YouTube pelo FireFox. Se isso acontecer, será de forma menos constante.
Outra coisa que você pode fazer é baixar e instalar o Bywifi. Ele ajuda a acelerar o streaming dos vídeos do YouTube vistos pelo FireFox, além de  possibilitar baixá-los ao final.

publicado por jorgepc às 03:53
sinto-me:

Por padrão, o navegador Firefox pergunta ao usuário se deseja aplicá-lo como seu navegador padrão toda vez que é iniciado. Contudo, se você desmarcou esta opção, dirija-se às Opções do programa dentro da aba de Ferramentas.

 
Dentro da janela que foi aberta, dirija-se até a última aba (Avançado) e atente-se para os Padrões do sistema. Clique em Verificar Agora para em seguida aceitar o Firefox como seu navegador padrão. Recomenda-se ainda ativar a verificação ao início do navegador, assim você não corre mais o risco de perder sua preferência pelo Firefox.

 
Utilizando o Internet Explorer

O Internet Explorer atualiza o seu navegador padrão durante sua instalação e ainda verifica sempre o que não estiver marcado como padrão. Mas caso o usuário tenha desativado esta verificação, dirija-se às Opções da Internet dentro de Ferramentas.

 
Selecione então a aba de Programas e na Opção da web padrão, clique em Tornar padrão. Se preferir, ative a verificação do navegador e garanta a sua preferência pelo Internet Explorer.

 
Utilizando o Google Chrome

Ao ser iniciado, o Chrome também faz uma verificação automática se o browser não é o seu navegador padrão. Caso você já tenha clicado alguma vez em "Não perguntar novamente", você não poderá mais padronizá-lo desta forma. Clique na aba com o desenho de uma chave e dentro dela em Opções.

 
Logo na aba principal das opções Básicas, dirija sua atenção para a alternativa Navegador Padrão. Finalmente, clique no botão Fazer do Google Chrome meu navegador padrão. O Chrome não possui opções para a verificação ao iniciar, marcar a opção acima equivale a aceitar a verificação automática.

 
Utilizando o Opera

Assim como nos demais browsers o Opera também questiona o usuário se deseja transformá-lo em seu navegador padrão quando o programa é iniciado. Mais uma vez é possível que o usuário tenha desmarcado esta verificação, sendo este o seu caso, abra a opção Preferências dentro de Ferramentas.

 
Dirija-se à aba de Avançado e selecione a opção Programas para então marcar a opção Verificar se o Opera é o navegador padrão ao iniciar.

 
Reinicie o seu navegador para receber a notificação de que o Opera não é o seu browser padrão e clique em Sim para torná-lo seu browser padrão.

 

Mozilla Firefox:Como instalar o Mozilla Firefox


 

1 Dê dois cliques no arquivo Firefox Setup 2.0.exe para executá-lo. Em seguida o instalador descompacta os arquivos necessários para a instalação do navegador.
2 Você recebe as telas de boas-vindas do instalador, leia as informações ali contida e clique em Next.
3 A seguir, o acordo de licença é exibido (em inglês), se você estiver de acordo com os termos de uso, selecione Eu aceito os termos da licença e em seguida em clique em Next.
4 Ao chegar neste passo, o usuário pode optar por 2 modos de instalação: padrão e personalizado. Optamos pelo modo personalizado, pois dessa forma é possível escolher suas configurações. Após selecionar a opção Personalizada, clique novamente em Next
5 É possível escolher o destino de instalação do navegador Firefox, para mudá-lo basta clicar em Procurar e em seguida selecionar a pasta de destino em que você quer instalá-lo. Depois de escolher um diretório, clique em Next
6 Aqui você pode escolher se deseja instalar ferramentas de desenvolvimento para o Firefox (como o Inspetor de Documentos) e a opção Quality Feedback (que envia relatórios de erros para os desenvolvedores caso o navegador surja algum). Selecione suas preferências e clique em Next.
7 Habilite/desabilite atalhos para a área de trabalho, menu iniciar e inicialização rápida — ao lado do botão iniciar — de acordo com a sua vontade. Novamente clique em Next.
8 O assistente de instalação finaliza sua configuração. Nesta tela são exibidas as configurações que você escolheu, para iniciar a instalação clique em Next.
9 O Firefox é instalado, apenas aguarde.
10 O navegador da raposa está instalado, deixe marcado a opção Iniciar o Mozilla Firefox agora e clique em Finish para concluir o processo de instalação.
11 É perguntado se você quer tornar o navegador como aplicação preferencial para navegar na web. Escolha sua preferência.
12 Em seguida é possível configurar a barra de ferramentas do Google. Leia atentamente as instruções e selecione o que achar necessário. Clique em Encerrar.
13 O Mozilla Firefox está pronto para utilização. Experimente e confira o porquê deste navegador ser conhecido pela sua agilidade e segurança!

Mozilla Firefox dicas:complementos para você ficar antenado 


 

Vários sites e blogs possuem serviços de atualizações, seja via RSS ou Twitter, para manter seus leitores informados de novos conteúdos. Conheça agora alguns complementos que poderão ser úteis para você, usuário de Firefox, se manter atualizado!


A internet é vasta, imensa e praticamente infinita. Uma avalanche de novos conteúdos surge todos os dias em milhões de sites e mesmo para os mais entusiastas não é produtivo vasculhar em todas as suas páginas favoritas todos os dias, o dia todo, atrás de novidades e atualizações.
Soluções, obviamente, só aparecem depois dos problemas e neste caso não foi diferente. Para tornar mais fácil a vida dos usuários na hora de conferir o que há de novo em suas páginas favoritas em toda a web foram criados sistemas inteligentes para levar as informações até o usuário e podemos apontar pelo menos duas: RSS e Twitter.
RSS
 
Para suprir esta necessidade foi desenvolvida a ferramenta chamada de RSS (Really Simple Syndication), na qual a relação da internet se inverte: ao invés de você ir até os sites, são eles que vão até você. Através de um endereço disponibilizado pelo desenvolvedor, também conhecido como Feed, você recebe todas as atualizações de determinado site.
RSS
 
Existem inúmeros programas independentes para a utilização deste tipo de serviço. Você instala-o em sua máquina, cadastra os endereços de RSS que deseja e então fica antenado em todas as atualizações. Você pode encontrar também serviços online para o cadastramento e leitura de RSS, como o Google Reader.

Twitter
 
Uma febre recente da internet, o Twitter também pode ter uma função semelhante a dos RSS Feeds, pois através deles você pode ter acesso a atualizações de diversos sites e blogs. Isto porque estes sites e blogs passam a publicar, também via Twitter, links para suas últimas atualizações ou novidades mais quentes.
Twitter
 
Então o processo é muito simples: faça o login em sua conta, acesse o Twitter de outro usuário (no caso o blog ou o site que deseja acompanhar), comece a segui-lo e pronto. Como acontece no caso do Baixaki, em seu Twitter oficial (@baixakioficial), através deste serviço são publicadas as principais atualizações dos sites, um modo prático e interessante de se manter informado.


E o Firefox?
 
O Firefox se tornou bastante conhecido por ser um navegador mais prático – com a navegação em abas herdada do Netscape – e também por permitir a instalação de complementos que dão novas funcionalidades a ele. Como não poderia deixar de ser, existem uma série de complementos para a visualização de atualizações do Twitter e também de RSS diretamente do navegador. Conheça agora alguns destes aplicativos:
RSS
 
Google Reader Watcher
Um aplicativo discreto e simples para notificar as atualizações que aparecem em sua conta do Google Reader, este é o Google Reader Watcher. O ícone do programa fica no canto inferior direito do navegador e mostrará um número, indicando a quantidade de atualizações ainda não lidas em sua conta. Um único clique levará você à sua página do leitor de RSS da Google e, além disso, é possível marcar todas as atualizações como lidas diretamente do complemento.
Feedly
RSSFuncionando de maneira bem diferente do complemento anterior, Feedly é um aplicativo que incrementa sua página inicial, transformando-a em um painel com diversos itens de RSS de sua preferência. Uma das opções é agregar este complemento a sua conta do Google Readers (isso é feito automaticamente caso você esteja logado em sua conta ao instalar o complemento), exibindo as atualizações de maneira dinâmica e organizada.
Wizz RSS
De um modo um pouco mais simples e não tão atrativo (pelo menos no quesito visual) quanto ao anterior, o Wizz RSS é outra opção para visualizar e acessar seus Feeds RSS através do Firefox, sem precisar acessar nada além do próprio navegador. Aqui, diferentemente dos serviços citados acima, você não conectará o aplicativo a alguma conta já existente, mas precisará inserir os endereços todos. É possível importar conteúdo, o que torna o serviço de cadastramento algo extremamente simples.
Twitter
 
Echofon
O TwitterFox mudou de nome e se tornou o Echofon. Este é, sem dúvida, o mais popular complemento que mistura microblogagem e Firefox, com mais de 23.500 downloads no Baixaki. Através de um pequeno ícone no canto inferior direito do navegador você terá acesso imediato a todas as atualizações dos usuários seguidos por você. Além disso, será possível postar mensagens, respondê-las e retuitar qualquer um sem a menor dificuldade.
TwitKit
TwitterO TwitKit funciona de modo diferente do Echofon, pois exibe suas atualizações em uma aba lateral exclusiva, além de prestar várias informações diferentes: tweets públicos, atualizações de quem você segue, de amigos, de seguidores, citações e mensagens diretas. Bem utilizada, esta é uma ótima ferramenta para acompanhar as atualizações de seus sites e blogs favoritos.
Yoono for Firefox
Apesar de não ser um aplicativo exclusivo do Twitter, o Yoono for Firefox é também outro excelente complemento para aliar o mais famoso microblog da internet ao navegador da raposa. Este aplicativo congrega mensageiros instantâneos, como o Windows Live Messenger e o Google Talk, e redes sociais, como o Facebook, o Flickr e o Twitter. Através dele será possível, dentre outras coisas, visualizar os tweets de quem você segue para se manter bem informado.

 
Esta foi nossa seleção de complementos para Firefox que podem auxiliar os usuários a se manterem bem informados. Agora basta você cadastrar bons serviços de RSS em seus leitores, seguir sites e blogs interessantes em seu Twitter e receber todas as atualizações diretamente no Mozilla Firefox, o seu navegador favorito. Um abraço e até a próxima!

 


 

publicado por jorgepc às 03:50

Atualize o Firefox sem perder as extensões

 

 

O nosso querido Firefox chegou à versão 3.5 - a mais rápida, segura e inteligente de todas.

Para atualizá-lo clique em ajuda e depois em verificar atualizações. Provavelmente você será avisado de que alguns complementos serão desativados, mas não se preocupe pois com extensão  Nightly Tester Tools é possível forçar a compatibilidade com novas versões do navegador.

Instale a extensão, reinicie o Firefox e clique em complementos; clique com o botão direito do mouse sobre a extensão que não está funcionando e escolha a opção override compatibilily

Nunca mais você vai deixar de atualizar seu Firefox por falta de suas extensões favoritas ;)


 


 

Mozilla Firefox dicas:Extensões para trabalhar melhor com abas no Firefox


 

Complementos que podem deixar a função das abas do Firefox ainda mais interessante

Pare por um instante e pense: Você consegue lembrar do tempo em que os navegadores não tinham abas? Certamente que sim, porém deve ser uma lembrança daquelas ocorridas há muito tempo atrás.
Nessa época, ou você acumulava diversas janelinhas de navegador abertas em sua barra de tarefas na área de trabalho ou tinha acesso a um conteúdo por vez na janela ativa. As abas dos navegadores entraram de forma bem sutil em nosso cotidiano de internet, mas a praticidade trazida com elas as tornou quase indispensáveis.
Atualmente, conhecidas como abas ou guias, todos os navegadores possuem essas "divisórias internas" para as janelas, de forma que os navegadores mais novos foram criados já possuindo este sistema.
Da mesma forma, se você é um usuário convicto das abas, também já deve ter pensado que elas deveriam ter algumas funções diferentes ou até mesmo um organizador para quando estamos com muitas delas abertas. Abaixo, o Chrome dicas preparou uma seleção com alguns complementos que trazem funções alternativas para você adicionar às abas do navegador Mozilla Firefox.
Fox Tab
O FoxTab é um complemento que veio para ajudá-lo na tarefa de organizar uma imensa quantidade de abas abertas em seu navegador. A partir de uma combinação de teclas, esta extensão exibe miniaturas de todas as abas que estão abertas, permitindo que você alterne para a aba desejada com muito mais facilidade.
Abas exibidas como miniaturas
Um atalho já vem configurado por padrão, tanto para apenas alternar entre as miniaturas quanto para “fixar” a janela que as exibe para sua escolha. Caso deseje alterá-lo, basta acessar as opções do programa. E se não bastasse toda a elegância da alternância padrão que o FoxTab traz, você ainda pode escolher outros estilos de apresentação de abas, no canto inferior direito da tela. Compatível com as versões mais recentes do Firefox.
Double-Click to Reload Tabs
O Double-Click to Reload Tabs é um complemento que facilitará as funções de atualizar uma página da internet ou carregá-la novamente, ignorando o conteúdo previamente armazenado em cache. Este não é um complemento que traz funções inovadoras, inexistentes ou vitais para o navegador, entretanto, pode antecipar processos que custariam o tempo de um acesso ao menu do navegador ou teclas de atalho. Compatível com as versões mais recentes do Firefox.
Atualizando as abas com um clique duplo
Tab Preview
Este complemento tem uma função bem interessante! Assim como o sistema de miniaturas do Windows Vista, esta extensão permite que você veja o conteúdo de qualquer aba sem ter que clicar na mesma. Basta passar o mouse por cima de qualquer uma das abas que estiverem abertas na janela do navegador para que uma miniatura do conteúdo dela seja exibida.
Você pode escolher o tamanho da miniatura por meio do menu “Ferramentas”, “Complementos”, “Extensões” e selecionando o “Tab Preview”. Então clique no botão “Opções” para selecionar uma das alternativas para ser aplicada as dimensões que a imagem deverá apresentar. Compatível com às versões mais recentes do Firefox.
Exibindo a miniatura das abas antes de abri-las
Duplicate Tab
O 
Duplicate Tab permite que você faça um clone de uma aba que esteja aberta juntamente com o histórico de navegação dela. Desta forma, é possível acessar todo o conteúdo previamente utilizado por esta aba em uma nova. A extensão também permite que você abra links em abas duplicadas.
Assim você pode navegar para frente ou para trás no histórico da tab clonada, enquanto lê a página atual na tab original. Você pode duplicar uma tab numa nova janela ou na mesma janela. Outro recurso interessante é a habilidade de unificar janelas: quando várias janelas do Firefox estiverem abertas, você pode juntar todas elas em apenas uma separada por abas.

SplitBrowser
O 
Split Browser é um complemento leve que permite dividir a janela do navegador, de forma que  duas ou mais páginas sejam exibidas em uma mesma janela. Ou seja, com este programinha, múltiplas páginas podem ser exibidas em uma mesma tela simultaneamente. E, caso deseje, cada uma destas “telas” ainda pode estar dividida em abas.
É um complemento muito útil para pessoas que eventualmente precisam estar com mais do que uma página da internet aberta simultaneamente. Esta funcionalidade pode ser ainda mais interessante para pessoas que utilizam monitores widescreen, aproveitando todo o espaço disponível na tela.
Dividindo as abas
Para particionar a tela, acesse o novo botão que será disposto na barra de ferramentas do Firefox, o “Split”. As páginas podem ser dispostas na tela da maneira como quiser: lado a lado verticalmente e horizontalmente, em uma das laterais da tela, entre outras. Para retornar a exibição normal, basta acessar o botão específico nas divisórias abertas. Compatível com as versões mais recentes do Firefox.
Tree Style Tab
Este complemento pode ser muito interessante para quem precisa abrir muitas abas ao mesmo tempo no Firefox e não gosta de bagunça! Ele organiza suas abas como se fosse uma árvore de arquivos (no mesmo estilo de como o Windows Explorer organiza as pastas, por exemplo).
A partir da instalação desta extensão todas as suas abas de navegação aparecerão na lateral da página, uma embaixo da outra, como uma árvore. Adicionalmente, acessando o menu de opções do complemento, esta posição pode ser alterada para direita, esquerda, embaixo ou acima (posição normal das abas), pode ser adicionada uma nova skin, as abas podem ser ocultadas, entre muitas outras opções de funcionamento. Compatível com as versões mais recentes do Firefox.
Exibindo as abas como árvores de arquivo
New Tab King
O 
New Tab King é um complemento que se preocupa com você desde o momento da abertura de uma aba diferente!  Ao invés de a aba ser deixada em branco, aguardando a digitação de um novo endereço, esta extensão trará até você a lista dos sites mais visitados em seu computador, uma barra de busca e a lista das abas que foram fechadas recentemente.
Desta forma, se você acidentalmente acabar fechando uma aba, poderá reabri-la com apenas um clique. A lista com os endereços de páginas da internet mais utilizados está separada em categorias, e pode ser acessada em um momento específico do dia (manhã, tarde, final de tarde ou noite) ou em todas as ocasiões.  para esta verificação.
Personalizando a abertura de novas abas
Caso queira alterar a lista de programas exibidos por uma com um tom mais sério, é possível ativar a função “boss mode”, que se encarregará desta tarefa para você. Entre as opções de personalização deste complemento, ele também permite que você troque a imagem padrão exibida no fundo das opções acessando a opção “Customize background”. Compatível com as versões mais recentes do Firefox.
Last Tab
O 
LastTab tem como função especializar o sistema de abas. Ele permite uma maior agilidade na mudança delas em um sistema inteligente, ideal para uma navegação abrangente ou para quem gosta ou precisa estar sempre com várias abas abertas.
Por meio deste complemento, as abas podem ser alteradas com um clique em cima da aba correspondente ou mesmo através do comando “Ctrl + TAB”. Com isto, uma janela auxiliar é aberta mostrando todas as abas. Segurando Ctrl, cada vez que se pressionar TAB, altera-se a aba a ser acessada. A listagem é feita com cada endereço, um ícone da página e seu título.
Organizando uma lista com suas abas
A aba atual sempre aparece no topo e abaixo ficam as demais, na ordem da esquerda para a direita. Compatível com as versões mais recentes do Firefox.
PageStyle2Tab
O 
PageStyle2Tab traz uma opção para adicionar cores e temas diferentes para suas abas. Para você que gosta de adicionar temas ao navegador, este complemento faz com que toda vez que você abrir uma nova aba, ela copie o estilo e cor da página para sua si mesma, alterando a aparência de cada uma delas conforme a página em exibição.
Cada vez que uma aba for aberta, ela será exibida com a cor e o estilo utilizado pelo conteúdo da página que ela estiver exibindo.  Ainda é possível configurar se todas as abas receberão a função do programa ou apenas a que estiver ativa. Se será alterada apenas a cor ou se ela também receberá a imagem de fundo. E, se quando não houver um estilo, a aba será preta ou branca (adicionalmente há opção para não utilizar este recurso).
Abas conforme a cor e conteúdo da página aberta
Tab Effect
Com o espaço nos sistemas operacionais que os efeitos 3D vêm conquistando, após dominar o mundo dos jogos, esta pequena extensão para o Firefox veio para modernizar a sua forma de alternar entre abas. Com o 
Tab Effect, todas páginas que estão em abas tornam-se faces de poliedro, o qual é rotacionado ao se clicar em outra, criando assim, um efeito em terceira dimensão.

Ele utiliza drivers do Microsoft Directx para a sua renderização, o que gera uma sensação de suavidade no efeito. Este complemento só é compatível com versões mais antigas do Firefox (até a 2.0.0).
Abas exibidas em três dimensões
Esperamos que tenham gostado da dica e possam encontrar dentre estes complementos, um com a “funcionalidade que estava faltando”.

Mozilla Firefox dicas:Bloqueando janelas Pop-up


Como bloquear as janelas de pop-up nos principais navegadores

As janelas pop-up, embora caracterizem uma das formas de se fazer propaganda por meio da internet, muitas vezes acabam incomodando os usuários. Sim, aquelas janelinhas teimosas que aparecem bem encima do texto que você estava lendo ou ficam perseguindo você por toda a tela e tirando o sossego de sua navegação.
Há sempre quem não se perturbe com elas ou até mesmo quem goste. Se este não é seu caso, a maioria dos navegadores atualmente já possuem mecanismos próprios para bloquear estas janelas e estas configurações costumam ser simples e podem ser feitas em poucos passos.
Ainda assim, algumas páginas da internet utilizam as janelas pop-up para exibir mais informações sobre um item selecionado ou como forma de navegação em outras áreas do site. Por este motivo, é sempre bom incluir exceções de bloqueio e autorizar aquelas páginas que você acessa. De qualquer forma, sempre é possível, também, receber notificações de quando as pop-ups são bloqueadas.
Abaixo, segue o procedimento para bloquear pop-ups, exibir notificações de bloqueios e (quando disponível) adicionar exceções nos navegadores mais utilizados.
Mozilla Firefox
No Firefox você pode controlar janelas pop-up por meio do painel “Conteúdo”. Clique no menu “Ferramentas”, “Opções”, acesse a aba “Conteúdo” e marque a caixa de seleção “Bloquear janelas pop-up”. Da mesma forma, você pode permitir pop-ups de algumas páginas de internet que sejam confiáveis ou conforme desejar, basta clicar no botão “Exceções”.
Bloqueando janelas pop-up no Firefox
Será aberta uma nova janela de opções e para liberar as pop-ups basta cadastrar o site na lista digitando o endereço dele no campo acima e clicando no botão “Permitir”.  Quando concluir, basta fechar a janela.
Adicionando exceções
Quando o Firefox bloqueia uma pop-up, ele exibe no topo da página uma informação notificando o bloqueio e perguntando se você deseja adicionar uma exceção ou permitir naquele caso em específico.
Internet Explorer
No Internet Explorer essa opção por padrão costuma já vir habilitada, mas você pode alterar por meio do menu “Ferramentas”. Clique em “Ferramentas”, “Bloqueador de Pop-ups” e “Habilitar Bloqueador de Pop-ups”.
Bloquear pop-ups no Internet Explorer
Para adicionar exceções, clique em “Ferramentas”, “Configurações do Bloqueador de Pop-ups”. Uma nova janela será aberta e basta cadastrar o site na lista digitando o endereço dele no campo acima e clicando no botão “Adicionar.”
Adicionando exceções
Quando uma pop-up for bloqueada, uma informação é exibida notificado este bloqueio. Para permitir temporariamente que uma determinada página exiba pop-ups, clique na Barra de Informações e em seguida, clique em “Autorizar Pop-ups temporariamente”.
Google Chrome
No Google Chrome as janelas pop-ups são bloqueadas por padrão, mas você pode escolher ser notificado (ou não) deste bloqueio. Para isto, clique no menu  “Ferramentas” (aquele com um ícone no formato de chave inglesa) e “Opções”. Então clique na aba de “Configurações Avançadas”.
Desça a barra de rolagem até chegar na parte de “Conteúdo web” e selecione a caixa de seleção "Notificar quando um pop-up for bloqueado" e feche a janela para concluir a operação. Com este procedimento você poderá ver o número de pop-ups abertas em uma página da internet, no canto inferior direito da janela do navegador.
Notificações no Google Chrome
Então, você pode clicar no alerta de pop-up para expandi-lo ou simplesmente descartá-lo clicando no "X".
Opera
No Opera, a coisa é um pouco mais “radical”. Pelo menu “Ferramentas” na opção “Preferências rápidas” você encontra duas possibilidades de configuração para bloquear janelas pop-up: “Bloquear pop-ups indesejadas” (abre apenas as pop-ups de páginas cadastradas como exceção) e “Bloquear todas as janelas pop-up (bloqueia tudo).
Opções de bloqueio no Opera
Para adicionar exceções você precisa acessar o menu “Ferramentas” e “Preferências”, entre na guia “Avançado” e na opção “Conteúdo”. Então selecione o botão “Gerenciar preferências do site”. Uma nova janela será aberta e dentro dela, clique no botão “Incluir”. Em seguida, digite o endereço da página e na parte relacionada à pop-ups, selecione uma das alternativas “Abrir todas” ou “Abrir em segundo plano”.  Então basta confirmar a operação.
Exceções no Opera
Caso você deseje receber uma notificação sempre que as janelas pop-up forem bloqueadas, é necessário habilitar esta opção. Para isto, acesse o menu “Ferramentas”, “Preferências”, entre na guia “Avançado” e na opção “Notificações”. Então, basta selecionar a opção “Exibir notificações para janelas pop-up bloqueadas”.
Exibir notificações no Opera
Safari
No Safari, esta opção por padrão costuma já vir habilitada, mas você pode alterar por meio do menu “Ferramentas” (aquele com o desenho de uma “engrenagem”) e “Preferences”. Clique na aba “Security” e habilite a opção “Block pop-up windows”.
Configurações no Safari

Mozilla Firefox dicas:


Aprenda a padronizar seu navegador favorito

Mozilla Firefox, Internet Explorer, Google Chrome e Opera, utilize sempre o browser que mais gosta.

Dizer que a internet está cada dia mais popular chega a ser retórico e um dos reflexos disto é a quantidade de navegadores que invade o mercado atualmente. Nada mais comum que, em meio a tantas opções, o usuário acabe experimentando mais de um browser em seu computador, fazendo o usuário se enganar na hora de padronizar o programa. Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome e Opera, aprenda a tornar seu navegador favorito como padrão.

O Problema

Todo browser é um software, ou seja, um produto que também se preocupa com sua utilidade e publicidade. Logo, a imensa maioria dos navegadores configura seu software como padrão da máquina, na pior faz hipóteses, ele questiona o usuário quanto a esta aplicação. Entre tantas opções, é comum o usuário se confundir e desmarcar as verificações automáticas. Feito isto, como retornar seu navegador favorito ao padrão do seu sistema operacional?

Além de abrir qualquer link de seu computador automaticamente, o navegador padrão ganha um destaque na Barra de inicialização. Portanto, não se sinta obrigado a utilizar um browser só porque o possui instalado em sua máquina. Com estas dicas do Chrome dicas, você sempre navega da maneira que mais lhe agrada.
publicado por jorgepc às 03:44

 

 

 

 


sempre k arrankas o windwos consulta a sua base de dados de configuração.
como se sabe, estas vão acumulando chaves vazias"engordando"o
tamanho dos fixeiros fundamentais do windwos.torna os teus fixeiros mais leves
com o seguinte programa

 

http://www.registray-clean.net/free-registry-defrag.htm

publicado por jorgepc às 03:16

executa qualquer browser sem o instalar
http://spoon.net/video/

serial adobe cs4 -
1330-1302-4838-3819-1811-3226
entrada adobe cs4-
1330-1811-8459-8582-7342-7197
1330-1224-7577-3101-7413-4903
1330-1379-3182-6441-5953-0205
******************
1330-1544-1854-4158-0586-3577
1330-1556-5554-0341-1344-0924
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
1330-1048-9432-4424-8727-5174
1330-1125-5735-5168-3235-7736
1330-1794-8157-3929-3984-9909
1330-1266-1509-5935-1038-5586
1330-1077-7054-0480-6038-5520
1330-1304-9994-7775-9182-2507
1330-1814-2943-9379-5038-5580
1330-1930-5835-4173-3812-3898
1330-1987-4460-7388-4052-0426
1330-1614-1539-9776-1395-1403
1330-1328-1764-6053-8857-8577
1330-1203-6782-6523-4973-9808
1330-1493-2235-3564-7767-0807
1330-1569-7569-7720-3586-3984
1330-1356-3584-3623-8193-2328
1330-1810-5403-0270-1261-5893
1330-1137-7739-2453-7760-7750
1330-1653-5555-7574-3334-7314
1330-1975-0868-1744-6159-2300
1330-1088-0999-3543-4145-0606
1330-1392-8199-3236-7661-4517
1330-1784-4313-8578-9712-4637
1330-1661-8712-2197-4348-3752
1330-1246-3516-7814-5091-8048
1330-1997-7278-9733-9071-0359
1330-1188-4056-2221-4948-3966
1330-1031-0624-2842-5707-4388
1330-1745-3292-1311-6686-8750
1330-1632-2061-2945-5412-6491
1330-1528-9531-0796-0870-3512
estes sâo ao serial numbers para o adove photoshop
COMO REINICIAR OUTRO PC::.
BLOCO DE NOTAS
SHUTDOWN -R -C "TEXTO" -T 30
GUARDAR COMO
ESCREVE UM TEXTO E .BAT É IMPORTANTE
PARA DESBLOKIAR
VAI INICIAR E SHUTDOWN -A OK
colocar senha em win rar
1º vai ha pasta k ker colocar seha e adicianar a fixeiro
coloca a pasta em zip e em avançados incere a senha

ATALHO PA ICON DESLIGAR PC::.
NOVO
ATALHO
SHUTDOWN -S -T O -F
ESCRAVER DESLIGAR  E OK
DIREITO RATO PROPRIEDADES
ALTERA ICON
ESCOLHER
OK
REINICIAR: SHUTDOWN -R -T O
DESLIGAR:SHUTDOWN -S -T O

SUSPENDER:SHUTDOWN -L -T O
TROCAR DE USUARIO:::
ABRE PRONTO COMANDO E DIGITA. net user E ENTER
VAI APARECER O NOME DO USUARIO NA FRENTE
PARA TROCAR O USUARIO DIGITA:: net users AI VAI APERECER
OUTROS USUARIOS.
AI DIGITA net user "nome usuario"*enter
vai pedir a nova senha de usuario
digita e confirma
elimina ficheiros bloqueados
certeza k ja t aconteceu, keres eliminar um fixeiro e ñ consegues
pk esse mesmo esta ligado a algo k ñ sabes o k!!!!!!!!!!!!!
http://lockhunter.com/intex.htm
este pkno progra , deleta kalker fixeiro
e ainda t indica kal o motivo k o tá a
blokear
"testado e confirmado"

undefined

O que é um URL

Um URL é a localização de arquivo na Web. Alguns exemplos de URLs incluem http://www.blogger.com/ ou http://myblog.blogspot.com/. O URL que você selecionar será usado pelos visitantes, ou por você mesmo, para acessar o seu blog.


Durante o processo de criação do blog, será pedido que você selecione um URL para o seu blog, se você desejar que ele seja hospedado no Blog*Spot. Como há um grande número de blogs do Blog*Spot, você precisará ser criativo e possivelmente tentar blogs diferentes antes de encontrar um que esteja disponível. Uma coisa a ser observada ao selecionar o URL do seu blog é que os hifens ( - ) são os únicos caracteres não-alfanumérico permitidos. Não são permitidos espaços, nem os caracteres de sublinhado (_) ou qualquer outro caractere especial.

publicado por jorgepc às 03:14

Desvende todos os comandos e funções básicas do incrível Google Earth.

Com as freqüentes atualizações do Google Earth, o número de funções aumenta cada vez mais, deixando alguns usuários confusos na hora de usar o programa. Para isso o Chrome dicas elaborou um guia explicando as principais funções para usar o aplicativo sem problemas.
Aprendendo os comandos
Primeiramente, é necessário aprender os comandos básicos do Google Earth. Para movimentar o globo, basta segurar o botão esquerdo do mouse e deslizá-lo para a direção desejada (não esquecendo que as direções são invertidas, por exemplo: se quiser movimentar o globo para baixo, segure o botão esquerdo do mouse e deslize ele para cima).
Para aumentar ou diminuir a altura, role o scroll (rodinha do mouse) para baixo ou cima. Já para rotacionar o globo, segure o scroll e deslize o mouse para a esquerda ou direita. E por último, para aumentar ou diminuir o grau de visão, segure o scroll e deslize o mouse para cima ou baixo.
Ainda há um método alternativo para fazer todos estes movimentos, que é o menu auxiliar de navegação ou controles de navegação (encontrado na parte superior direita da tela).
1 – Círculo de rotação: rotaciona o globo segurando o botão esquerdo do mouse e deslizando em torno dele.
2 – Setas direcionais: movimenta para as direções escolhidas.
3 – Barra do ângulo de visão (regulador de inclinação): segure e aperte o botão e deslize (esquerda ou direita) o mouse pela barra para aumentar ou diminuir o ângulo de visão.
4 – Barra de altura: segure o botão e aperte o botão e deslize (para cima ou para baixo) o mouse pela barra para aumentar ou diminuir a altura.
Barra de Pesquisa
Pesquisa de endereços


Uma função muito interessante, mas que poucas pessoas sabem utilizar corretamente é a barra de pesquisa. Nela podemos fazer a pesquisa completa de qualquer endereço. Por exemplo, digite Curitiba, Avenida Sete de Setembro, 3000. Feita a pesquisa, o Google Earth indicará o local pesquisado com precisão.
Fazendo um trajeto

Esta pode ser uma das melhores funções para quem deseja fazer uma rota para determinado lugar. Para isso é necessário colocar o endereço inicial e o endereço final. Por exemplo, do Paraná - Curitiba até Santa Catarina - São Francisco do Sul. O navegador oferece todas as informações necessárias para chegar até o local determinado, desde informações de quais estradas e ruas deve percorrer.
Outras funções interessantes
Adicionando Marcadores

No Google Earth, existe a possibilidade de adicionar marcadores no mapa, indicando seus lugares favoritos. Para isso existem duas maneiras: clique no ícone do marcador (encontra-se na barra de ferramentas na parte superior da tela) ou aperte Ctrl + Shift + P. Em seguida, nomeie o marcador e se for oportuno para a situação, acrescente dados adicionais.
Utilizando a régua de distância

Para medir uma distância em linha reta, clique em um ponto e depois outro. A distância pode ser dada em vários tipos de medidas.
Entendendo as camadas

As camadas são informações adicionais que aparecem no globo, existem camadas para todos os tipos de funções. Entre as mais interessantes estão:
Camada de relevo

Esta camada transforma o relevo da foto em uma imagem 3D, dando muito mais veracidade ao mapa.
Web Geográfica

Camada que abrange 4 tipos de serviços, entre eles o Panoramio e a Wikipedia. As informações aparecem como pontos coloridos no mapa. No Panoramio, aparecem fotos do lugar em questão e na Wikipédia, informações e história sobre o ponto definido.
Rodovias

A camada Rodovias é uma das mais importantes, pois mostra o sistema viário de várias cidades no Brasil. Além das ruas de cada cidade, são mostradas também, as rodovias inter-regionais do país em questão.
Construções em 3D

Outra camada de certa relevância no Google Earth. Esta em particular, mostra construções em 3 dimensões, mas são poucas cidades que contam com este recurso. A maioria das cidades que tem esta função encontram-se nos Estados Unidos da América (a metrópole com mais prédios 3D é Nova Iorque), mas isso não impede que sejam encontradas esparsas construções em algumas cidades do Brasil.
Galeria

Esta é uma das camadas que mais tem opções, nela podemos encontrar vídeos do YouTube, matérias e vídeos da National Geographic, fotos da NASA e muito mais.
Modo Céu

Uma das adições mais interessantes dos últimos tempos é o Modo Céu, o qual possibilita a visualização do espaço sideral. As funções funcionam igual ao modo normal, a única diferença é a ausência do ajuste de ângulo de visão.
publicado por jorgepc às 03:11

 

 

 

Desvendando o bicho de sete cabeças da formataç

Ao utilizar o computador durante alguns meses, sem tomar as devidas precauções em relação à manutenção do sistema operacional, além dos cuidados necessários com vírus e programas semelhantes, podem acontecer erros muitas vezes irreversíveis ao Windows.
Em muitos desses casos, a única saída é formatar o computador. No entanto, muitos usuários acham que realizar essa tarefa é um verdadeiro bicho de sete cabeças, envolvendo um processo complexo e difícil de ser efetuado.
Este tutorial vai ensiná-lo a formatar o seu computador com segurança, dispensando serviços de terceiros, poupando um bom dinheiro com isso. No entanto, algumas tentativas podem ser feitas antes de partir para a formatação.
Restauração do sistema
Se recentemente seu computador passou a apresentar falhas, em especial ao inserir ou remover algum programa, os problemas podem ser corrigidos através de uma restauração do seu sistema operacional, o que não apagará seus dados nem nada de importância para você.
Como fazer
1.    Primeiro, clique no botão “Iniciar” e siga o caminho: Todos os programas > Acessórios > Ferramentas do sistema > Restauração do sistema.
2.    Na nova janela, marque a opção “Restaurar o computador mais cedo”. Clique para avançar.
3.    Escolha a data e o ponto de restauração. (É recomendado selecionar uma data em que seu computador estivesse funcionando sem problemas)
4.    Feche todos os aplicativos abertos e avance até que a restauração comece. (Seu computador será desligado e reiniciado automaticamente, o que pode levar alguns minutos extras)
Escolha uma data segura para restaurar.
Não resolveu o problema?
Se, mesmo com a indicação acima os problemas continuarem, parece mesmo que a saída é formatar o computador. Antes de entrarmos no guia é interessante explicar um pouco mais sobre o que consiste o processo de formatação.
Conceito
Ao formatar o seu computador, você estará na realidade apagando todos os arquivos contidos no seu disco rígido, deixando-o “zerado”. Por esse motivo, vamos ensiná-lo a guardar seus arquivos importantes antes de limpar o HD.
Assim que o disco rígido estiver sem nenhum arquivo, será realizada uma nova instalação do Windows em seu computador. Depois que ela for realizada com êxito, os drivers (aplicativos que fazem as principais funções do PC funcionarem) deverão ser instalados.
COMEÇANDO
Antes de mais nada, é necessário realizar os procedimentos para salvar seus arquivos, instaladores e demais executáveis de sua preferência, como músicas, aplicativos, vídeos, entre outros. O processo mais fácil, nesse caso, é gravá-los em CDs ou DVDs, sem realizar modificações no seu HD.
No entanto, para evitar que esse processo se repita sempre que você quiser formatar o computador, é interessante dividir o seu disco rígido em duas ou mais partes. Com essa ferramenta, você pode manter seus arquivos de mídia e documentos na partição secundária, deixando apenas o Windows e seus programas instalados na principal.
Para aprender a particionar o seu disco rígido, acesse o nosso tutorial referente ao tema. Há um guia completo de aplicativos simples que realizam a tarefa, além de um tutorial para dividir o HD no Windows Vista.
Programas essenciais
Vale lembrar que alguns instaladores devem ser guardados, como antivírus e programas do gênero de sua preferência. Além de tudo, é fundamental ter o instalador do Service Pack 2 no seu backup, o que deixará o Windows compatível com diversos softwares atualizados, evitando problemas.
Não esqueça dos drivers!

Sem entrar em termos técnicos, drivers são pequenos aplicativos que fazem a ligação entre as partes física e virtual do seu computador. Ao instalar um driver de som, por exemplo, sua placa de som reconhecerá os dados executados no Windows, fazendo com que as caixinhas emitam o áudio corretamente.
Em alguns casos, ao comprar um computador, você poderá receber um CD com os drivers referentes à sua placa-mãe. Caso isso não aconteça, é necessário fazer uma cópia deles, o que fica mais fácil com alguns aplicativos interessantes.
DriverMax
Este pequeno aplicativo é muito importante na hora de realizar cópias dos seus drivers. Ao clicar no link de download do programa, leia sua descrição e instale-o, aguardando a listagem dos seus drivers, que pode demorar alguns minutos.
Faça um rápido backup dos seus drivers.
Assim que ele terminar, você estará apto a utilizá-lo. Clique na opção indicada na figura para começar o Backup. Depois, selecione todos os drivers e, logo em seguida, comece o processo. Na próxima janela, estipule a pasta em que os drivers serão salvos. (Lembre-se de salvar a pasta com os drivers em um DVD ou na partição criada no seu disco rígido, além, é claro, do instalador do DriverMax)
COMECE A FORMATAR
Antes de mais nada, é necessário mexer em algumas configurações da sua placa-mãe para carregar o CD do Windows. Na maioria dos casos, basta teclar Delete ou F2 na primeira tela exibida para acessar as opções. Como existem vários modelos e marcas diferentes de hardware, siga os passos de forma semelhante aos exibidos no trecho abaixo:
1.    Acesse a opção “Advanced BIOS Features”.
2.    Na opção “First Boot Device”, deixe a opção indicada como CDROM.
3.    Salve as mudanças antes de sair, através de algum atalho ou como na opção indicada.
As opções são semelhantes em muitas placas.
Com as mudanças realizadas, ligue o computador e insira o CD do seu Windows XP nele. Antes do sistema operacional começar, você verá a opção “Pressione qualquer tecla para iniciar do CD”. Clique em qualquer botão do teclado para que o disco de instalação seja carregado.
Aguarde alguns momentos até que a tela azul apareça, contendo os próximos passos da instalação. Siga as intruções abaixo para formatar o seu Windows XP:
1.    Em “Bem vindo ao programa de instalação” (Welcome to Setup), clique Enter para proseguir.
2.    Na tela sobre o contrato de licença do Windows, tecle F8 para concordar com os termos descritos.
3.    Duas opções aparecerão na tela. Tecle “Esc” para reinstalar o Windows XP.
4.    Este é o menu com as partições. Caso você tenha criado uma nova partição para backup, lembre-se de não mexer nela neste momento.
5.    Selecione a partição que contém o seu Windows e a exclua, através da tecla D. Confirme a exclusão com os comandos requeridos nas etapas que seguem.
6.    Clique em “Espaço não particionado” e tecle Enter, para instalar o Windows neste local.
7.    Escolha a opção “Formatar a partição utilizando o sistema de arquivos NTFS”, o que pode levar um bom tempo, dependendo da capacidade do seu disco rígido.
8.    Aguarde a cópia dos arquivos e a reinstalação automática do sistema.
INSTALAÇÃO DO WINDOWS
Deixe que seu computador inicie normalmente (Não clique para iniciar o sistema do CD como anteriormente) e siga os passos indicados nas primeiras janelas. Agora seu Windows estará acessível através do mouse e do teclado, o que torna as coisas mais intuitivas.
A partir desse ponto, o próprio Windows XP lhe indicará os passos a serem seguidos, de um modo muito explicativo. Basta seguir todas as etapas corretamente e o programa terminará sua instalação em alguns minutos.  Aguarde o término do processo e a última reinicialização, terminando de configurar o seu sistema operacional.
PRIMEIROS PASSOS COM O SISTEMA NOVO
Ao iniciar o Windows pela primeira vez, você deverá instalar, primeiramente, os drivers do seu computador. Para isso, vá até a partição de backup ou insira o DVD com os arquivos importantes salvos, executando o instalador do DriverMax.
Agora, clique na opção “Importar Drivers”, selecionando a pasta salva com os aplicativos. Aguarde a instalação dos drivers e reinicie o seu computador para evitar eventuais problemas. Assim que ele iniciar novamente, instale o Service Pack 2, reiniciando-o novamente em seguida.
Desta forma, seu computador estará novo em folha, com seu registro intacto e operando de maneira funcional, sem os problemas encontrados anteriormente. Tudo que resta a você é instalar os programas e aplicativos de sua preferência.
Considerações finais
Vale ressaltar que formatar um computador requer prática e é um processo um tanto quanto complicado para usuários iniciantes. Caso você esteja enfrentando dificuldades em realizar a tarefa, é interessante pedir ajuda para um amigo que entenda melhor do assunto, ou, em último caso, de um técnico especializado.
Resumindo um pouco as coisas, é fundamental lembrar de salvar os arquivos importantes do seu computador antes de começar a formatação, pois, depois que ela começar, os dados do seu HD principal serão perdidos. Com calma e atenção, o bicho de sete cabeças da formatação será eliminado e você poderá economizar um bom dinheiro com isso.

 

esta foi a melhor video aula k eu encontrei para explicar melhor o processo

algums truques/dicas:Como formatar o Windows

publicado por jorgepc às 03:01

O que é um firewall?

Firewall pode ser definidido como uma barreira de proteção, que controla o tráfego de dados entre seu computador e a Internet (ou entre a rede onde seu computador está instalado e a Internet). Seu objetivo é permitir somente a transmissão e a recepção de dados autorizados. Existem firewalls baseados na combinação de hardware e software e firewalls baseados somente em software. Este último é o tipo recomendado ao uso doméstico e também é o mais comum.

 

Explicando de maneira mais precisa, o firewall é um mecanismo que atua como "defesa" de um computador ou de uma rede, controlando o acesso ao sistema por meio de regras e a filtragem de dados. A vantagem do uso de firewalls em redes, é que somente um computador pode atuar como firewall, não sendo necessário instalá-lo em cada máquina conectada.

Um firewal é simplesmente um filtro que controla todas as comunicações que passam de uma rede a outra e em função do que sejam permite ou denega seu passo. Para permitir ou denegar uma comunicação o firewal examina o tipo de serviço ao que corresponde, como podem ser o web, o correio ou o IRC. Dependendo do serviço o firewall decide se o permite ou não. Ademais, o firewall examina se a comunicação está entrando ou saindo e dependendo da sua direção pode permití-la ou não.

Deste modo, um firewall pode permitir de uma rede local para a Internet serviços de web, correio e ftp, mas não a IRC que pode ser desnecessário para nosso trabalho. Também podemos configurar os acessos que se fazem desde a Internet para a rede local e podemos denega-los todos ou permitir alguns serviços como o da web, (se é que possuímos um servidor web e queremos que seja acessível pela Internet). Dependendo do firewall que tenhamos também poderemos permitir alguns acessos à rede local desde a Internet se o usuário tiver se autenticado como usuário da rede local.

Um firewall pode ser um dispositivo software ou hardware, ou seja, um aparelhinho que se conecta entre a rede e o cabo da conexão à Internet, ou então um programa que se instala na máquina que tem o modem que conecta com Internet. Inclusive podemos encontrar computadores muito potentes e com softwares específicos que o único que fazem é monitorizar as comunicações entre redes.

Razões para utilizar um firewall

A seguir são citadas as 3 principais razões (segundo o InfoWester) para se usar um firewall:

1 - o firewall pode ser usado para ajudar a impedir que sua rede ou seu computador seja acessado sem autorização. Assim, é possível evitar que informações sejam capturadas ou que sistemas tenham seu funcionamento prejudicado pela ação de hackers;

2 - o firewall é um grande aliado no combate a vírus e cavalos-de-tróia, uma vez que é capaz de bloquear portas que eventualmente sejam usadas pelas "pragas digitais" ou então bloquear acesso a programas não autorizados;

3 - em redes corporativas, é possível evitar que os usuários acessem serviços ou sistemas indevidos, além de ter o controle sobre as ações realizadas na rede, sendo possível até mesmo descobrir quais usuários as efetuaram.

SUGESTÃO DE FIREWALL

Comodo Firewall Pro

TESTE SEU FIREWALL

Após instalar seu firewall, faça testes on line para verificar se as portas do seu pc estão realmente ocultas aos invasores.

 

 

ShieldsUp!

 

Symantec Security Check

Pc Flank


 

Boa Sorte!

 

publicado por jorgepc às 02:49
tags:

Principais funcionalidades do navegador que veio para desbancar o Internet Explorer.

A frase acima pode parecer presunçosa, mas o navegador da Mozilla tem tudo para se tornar o futuro padrão da categoria. Se isso vai acontecer realmente não há como saber. O que podemos dizer é que o Firefox é inovador desde o seu lançamento e, em alguns aspectos, sempre saiu na frente do Internet Explorer. Prova disso é o recurso de abas, que sempre esteve presente no Firefox e foi recentemente incorporado no Internet Explorer, bem como a barra de busca embutida.
Abas
Um dos recursos mais bacanas do Firefox é o seu suporte nativo a abas desde sua primeira versão. Isso é ótimo para os usuários mais aficionados, que costumam abrir inúmeras páginas ao mesmo tempo, pois ao invés de abarrotar a barra de tarefas do Windows, você pode entupir a janela do Firefox à vontade, sem atrapalhar a visualização dos outros programas abertos. Além disso, você pode mudar a ordem das abas simplesmente arrastando-as para a posição desejada. Isso é impossível quando se usa a navegação com janelas, pois o Windows as deixa na ordem em que elas são abertas, sem a possibilidade de mudança.
Há diversas maneiras de abrir novas abas no Firefox. Uma delas é clicar com o botão direito do mouse em um link e depois em “Abrir em nova aba”, no menu que aparece. Para abrir uma aba em branco, você pode clicar no menu “Arquivo” e depois em “Nova aba”, mas a maneira mais rápida e fácil é utilizar o atalho do teclado. Pressionando a tecla CTRL + T, você dá ao Firefox o comando para que abra uma aba em branco.
Colorful Tabs é o nome do complemento que deixa suas abas coloridas.
Para fechar as abas também existem várias formas diferentes. Você pode clicar no X que fica do lado de cada uma, ou simplesmente utilizar o atalho CTRL + F4. A maioria dos mouses atuais vêm com a roda, que também é um botão. Outra forma de fechar uma aba é clicar em seu título com a roda do mouse.
Existem vários tipos de extensões disponíveis para melhorar o gerenciamento de suas abas. Perceba que na imagem acima as abas estão coloridas. Isso facilita a visualização. Se você fechar alguma aba por acidente, também pode fazer o download de uma extensão que desfaz esse fechamento errôneo. Veja o item “Extensões” deste artigo para maiores informações sobre elas.
Busca embutida
Outro recurso que o Firefox sempre teve e que facilita muito a vida dos internautas é a barra de busca embutida. Assim como as abas, a barra de busca embutida foi copiada pela Microsoft na versão 7 do Internet Explorer. Hoje, a maioria dos navegadores suporta as abas e tem sua própria barra de busca.
Alterando o mecanismo de busca de sua barra integrada.
Você pode adicionar novos mecanismos de busca à sua barra, clicando no botão que contém a imagem do mecanismo atual e uma pequena seta para baixo. Depois clique em “organizar pesquisas” para ver quais os sites de busca estão disponíveis. Caso o que você deseja não esteja na lista, clique no link “adicionar pesquisas” para que o Firefox mostre uma página com os sistemas disponíveis.
Gerenciamento de favoritos
Barra de favoritos destacada.
Ninguém gosta de perder tempo, e para economizar o seu, o Firefox dispõe da barra de favoritos, que agiliza o processo de acessar os sites que você mais visita. Sempre que você adicionar uma página aos seus favoritos, será exibida a tela abaixo. Clique na seta para baixo do campo “pasta” e depois na opção “barra dos favoritos”. Em seguida, clique em "Concluir" para que seja adicionado um botão abaixo da barra de endereços, com o nome definido por você e o link para o site adicionado.
Adicionando links à barra de favoritos.
Você pode mudar a ordem dos botões da barra de favoritos. Basta clicar no botão desejado e arrastá-lo para a posição que você quiser. Se você arrastar um botão para uma aba ou para a barra de endereços, também será aberta a página do favorito associado ao botão.
O menu “Favoritos” também tem algumas opções “escondidas” que, inclusive, em versões anteriores eram melhores. Um exemplo é a ordem dos links. Antes você podia clicar em qualquer um dos links com o botão direito e depois em “ordenar pelo nome” para organizar o menu conforme o nome do favorito, definido por você.
Ordenando seus favoritos por nome.
Na versão 3, só é possível ordenar a lista alfabeticamente abrindo o menu “Favoritos”, clicando com o botão direito do mouse sobre um dos primeiros quatro itens e depois em “Ordenar pelo nome”. O porquê da posição desse comando ser essa é algo misterioso, pois se você clicar com o botão direito do mouse sobre algum dos links que adicionou no menu de favoritos, a opção de ordenar pelo nome não aparecerá.
Extensões
A melhor maneira de incrementar seu Firefox é utilizando as extensões. Existem milhares delas disponíveis para download gratuitamente. Você só precisa clicar no menu “Ferramentas” depois em “Complementos”. Será aberta uma janela mostrando algumas das melhores extensões do momento. Basta selecionar a desejada e clicar no botão “Adicionar ao Firefox” para que seja feito o download e a instalação. Pode ser necessário o reinício do navegador para que o complemento seja instalado corretamente.
Janela de complementos exibindo as sugestões.
Há um link na área superior direita da janela de complementos, com o texto “Exibir todos os complementos”. Clique nele para ir para a página oficial de complementos do Firefox. Há tantas extensões disponíveis que é praticamente impossível não encontrar algo que você queira ou precise. Para cada coisa que você quiser fazer, alguém já deve ter criado uma extensão que realiza.
*O Baixaki possui uma categoria só de extensões para o Firefox. Clique aqui para ver as extensões que selecionamos e publicamos para você fazer download a vontade.
*Cuidado quando você instala complementos no seu Firefox. Como as extensões são carregadas quando o navegador é aberto, o excesso delas instaladas ao mesmo tempo pode deixar o programa instável, lento e até imprestável.
Atalhos do teclado
A melhor maneira de deixar mais rápida a operação de qualquer programa é memorizar suas teclas de atalho. Isso também vale para o Firefox, que oferece vários atalhos ótimos para facilitar sua vida. Veja abaixo alguns dos mais úteis.
CTRL + ENTER: utilize essas teclas para preencher endereços automaticamente. Por exemplo: digite a palavra “baixaki” na barra de endereço do seu Firefox, aperte o CTRL + ENTER e veja o que acontece. Aparecerá automaticamente o “www.” antes e “.com.br” depois. Isso vale para o Firefox em português. A versão em inglês preenche o endereço com “.com”.
CTRL + T: abre uma nova aba vazia.
CTRL + TAB: alterna entre as abas abertas. Use CTRL + SHIFT + TAB para alternar na direção contrária.
CTRL + W ou CTRL + F4: fecha a aba ativa.
CTRL + D: adiciona a página atual aos favoritos.
CTRL + B: abre os favoritos como um painel acoplado à área esquerda do navegador.
CTRL + J: abre a janela do gerenciador de downloads.
CTRL + K: posiciona o cursor do teclado na barra de busca embutida.
CTRL + SHIFT + DEL: abre a janela de opções para remover histórico, senhas, dados pessoais, cookies e arquivos temporários armazenados.
CTRL + F: abre a barra de pesquisa, para que você possa buscar o texto digitado, dentro da página atual.
F3: caso você já tenha digitado algo na barra de pesquisa, o F3 destacará a próxima ocorrência do texto procurado.
F11: alterna entre tela normal e tela cheia.
BACKSPACE ou ALT + SETA PARA ESQUERDA: têm a mesma função do botão “voltar”.
ALT + SETA PARA DIREITA: tem a mesma função do botão “avançar”.
ALT + HOME: vai para a página definida como página padrão (ou página inicial) do navegador.
*Caso você conheça algum atalho que não mostramos aqui, fique à vontade para compartilhá-lo conosco através dos comentários do artigo.
Personalização
Exemplo de tema para o Firefox.
É óbvio que o Firefox não poderia ficar de fora no quesito personalização. Instalar temas nos programas para mudar o visual é algo obrigatório para vários tipos de software, incluindo navegadores. Nesse sentido o Firefox também sai na frente em relação ao Internet Explorer, pois o navegador da Microsoft não oferece suporte à mudança do visual, a não ser através dos temas do próprio Windows.
Para alterar a aparência do seu Firefox, clique no menu “Ferramentas”, depois em “Complementos”. Na janela de complementos, clique no item “temas”. Você verá a lista de temas instalados. Selecione o que mais agrada e clique no botão “usar tema”. Você terá que reiniciar o Firefox para que o tema escolhido seja ativado.
Janela de complementos exibindo a área de temas.
Caso você não tenha nenhum estilo visual instalado, clique aqui para ir para a categoria certa no site do Firefox e procure dentro dos milhares disponíveis para download.
O Firefox tem tudo para se tornar um gigante em número de usuários. Se depender da facilidade de uso, recursos disponíveis e versatilidade, ele já ganhou.


Essa é outra dica prática.

Tenho observado usuários solicitarem ajuda para eliminar a opção de que programas indesejados iniciem juntamente com seu sistema.

Isto porque vários programas se auto-configuram para iniciar no momento em que você liga seu computador. Alguns desses programas, muitas das vezes, no momento do boot, são desnecessários. Isto causa lentidão no sistema.

Normalmente, as dicas para eliminar a inicialização desses programas indicam executar o "msconfig". Mas o msconfig não deve ser manipulado aleatóriamente porque pode causar instabilidade no seu sistema.

Para realizar esta tarefa de uma forma prática e segura, recomendo o uso do programa
Ccleaner (Clique aqui para baixá-lo)

 

Instalando o Ccleaner:

Depois de fazer o download deste programa, dê um duplo clique no instalador do Ccleaner, que é indicado em destaque na figura abaixo:
OBSERVAÇÃO: É SÓ CLICAR SOBRE AS IMAGENS QUE ELAS SERÃO MOSTRADAS EM TAMANHO MAIOR.


Surgirá então outra tela, certifique-se de que a linguagem Português Brasileiro esteja selecionada, como mostra a imagem abaixo, e clique no botão OK.


Surgirá mais esta tela abaixo, clique então em Próximo >


Mais esta tela abaixo aparecerá, clique na opção Eu Concordo:


Surgirá mais esta outra tela abaixo onde você pode escolher em qual pasta de seu computador o Ccleaner será instalado (a pasta padrão é C:\Arquivos de programas\CCleaner). Caso queira instalá-lo em uma pasta diferente, clique no botão Procurar... e escolha a pasta de sua preferência onde o Ccleaner deverá ser instalado. Depois disso clique no botão Próximo >


Aparecerá então esta tela abaixo onde você tem várias opções para configurar o Ccleaner de acordo com suas preferências. Pessoalmente, sugiro que você deixe marcadas somente seguintes opções:
  • Adicionar atalho na área de trabalho
  • Adicionar atalhos no menu Iniciar
  • Verificar por atualizações automaticamente
Após deixar marcadas as opções acima clique no botão Instalar, como mostra esta imagem:


Surgirá então a tela abaixo onde você deverá clicar no botão Terminar:


Pronto! O Ccleaner acaba de ser instalado em seu computador.

Escolhendo os programas que iniciam com o seu PC:

 


 

Agora vamos à dica de escolher os programas que iniciam juntamente com o seu PC. Execute o Ccleaner dando um duplo clique sobre o seu ícone que estará na área de trabalho (você também poderá acessar o Ccleaner indo no menu: Iniciar > Todos os programas > Ccleaner). Ao executá-lo surgirá uma tela semelhante a esta abaixo na qual você clicará no botão Ferramentas:


Surgirá então a tela abaixo:


Clique então na opção Programas iniciados com o
Surgirá então uma tela como esta abaixo:


Veja que na tela acima são mostrados todos os programas que estão configurados para iniciarem juntamente com o seu computador todas as vezes em que ele é ligado. Para impedir que um determinado programa inicie automaticamente com o Windows basta clicar com o botão esquerdo do mouse sobre ele para selecioná-lo e depois disso clique no botão Desabilitar. Isto é demonstrado na imagem abaixo:


A opção Desabilitar é a mais indicada porque caso você queira mudar a sua opção e quizer que este programa inicie novamente junto com o Windows basta voltar neste mesmo local, selecionar o programa e clicar no botão Habilitar.

De preferência deixe apenas os programas de segurança (anti-vírus/anti-spywares/firewall) iniciarem junto com o Windows.

Usando o Ccleaner para deixar o seu PC mais rápido e eficiente:

Também é muito importante usar o Ccleaner para fazer uma limpeza e otimização semanal de seu PC. Para isto basta abrir o Ccleaner > clique no botão Limpeza > clique na opção Executar Limpeza. Isto é demonstrado na imagem abaixo:


Confirme a operação acima clicando no botão OK. Aguarde a conclusão do procedimento.

Depois disto, clique no botão botão Registro > Procurar Erros > Corrigir erro(s) selecionado(s) > neste momento você poderá optar por fazer uma cópia das alterações que serão feitas no registro (por motivos de segurança), escolha a opção que desejar (sim ou não) > e confirme a limpeza clicando no botão Corrigir todos os erros selecionados > clique no botão OK.

 

 


 

 

 

 

Image and video hosting by TinyPic

 

downloads uteis

Downloads uteis *ATUALIZADO*


publicado por jorgepc às 02:24

Como retirar virus do computador

security
Basta seguir rigorosamente estes passos para ficar livre de qualquer malware, sem necessidade de formatar o pc.

Para aumentar a chance de resolução do problema, use os programas indicados no Blog

Sugestão de Programas

Passo 01:
Limpe arquivos temporários,sujeiras, itens usados por espiões,rastros e diversas outras informações inúteis do sistema:
Anti Spy:
http://superdownloads.uol.com.br/download/i17740.html
o objetivo, além da limpeza é evitar falsos positivos

Passo 02:
•Atualize o antivírus e o anti-spyware
•Reinicie o pc e pressione a tecla F8 ou F5 após a contagem de memória.
•Escolha Modo Seguro .
•Passe o antivirus e depois o anti-spyware
Se eles encontrarem algo, mande pra quarentena.
•Desabilite a restauração de sistema (para WinMe , WinXP e Vista)
•Reinicie o pc, reabilite a restauração de sistema.

Verifique se realmente seu pc está limpo fazendo uma varredura on line:

http://www.bitdefender.com/scan8/index.html#
ou
http://support.f-secure.com/enu/home/ols.shtml

ATENÇÃO
Caso seu pc não esteja conectando com a internet( e tem virus que impede a conexão), baixe em outro pc e grave em cd estes programas de remoção de pragas virtuais:

stinger
http://superdownloads.uol.com.br/download/i16401.html

Dr.Web Curelt
http://www.freedrweb.com/cureit/

 

PARA REMOVER VIRUS DE MSN/ORKUT

BANKER FIX

 

......................

RESTAURAÇÃO DE SISTEMA:

ativar/desativar
meu computador>botão direito>propriedades>restauração de sistema> desativar ou ativar

Restaurar
iniciar>programas>acessório>restauração de sistema>restaurar o computador mais cedo
(escolha uma data anterior ao problema)

......................

Boa sorte!

publicado por jorgepc às 02:21
sinto-me:

O Google é, sem a menor sombra de dúvidas, um dos serviços mais utilizados em toda a internet. Por trás da simples e simpática aparência, se esconde uma poderosa ferramenta para buscas de informações de todos os tipos. O objetivo deste artigo é oferecer dicas para que você possa aproveitar melhor todo o poder que o Google te oferece. Vamos a elas, mas antes um detalhe importante: algumas das dicas aqui fornecidas podem não funcionar no Google em português do Brasil. Se isso acontecer com você, acesse o Google em inglês. Para isso, clique no link "Google.com in English" presenta na primeira página do serviço.
1 - Faça cálculos no Google
Fazer cálculos no Google é simples. Digite, por exemplo, 42 + 20(adição), 18 * 3 (multiplicação), 14 / 8 (divisão) ou 4 - 3 (subtração) e veja o que acontece. O Google consegue realizar desde operações básicas até as mais complexas. Basta digitar o tipo de cálculo desejado. Veja a lista:

Digite e o Google fará
5 ^ 3 5 elevado a 3
sin(45 degrees) o seno de 45 *
tan(45 degrees) a tangente de 45 *
cos(45 degress) o cosseno de 45 *
sqrt (90) a raiz quadrada de 90
ln (13) o logaritmo base e de 13
log (1,000) o logaritmo base 10
50! o fatorial de 50
4th root of 64 o cálculo da quarta raiz de 64**


* O degrees não é obrigatório. Digite-o somente quando desejar o valor em graus. Sem o degrees, o valor é fornecido em radianos.
** Para 1, deve-se usar st em vez de th. O mesmo vale para 2, onde deve-se nd e 3, onde deve-se usar rd. Para 4 e os demais números, deve-se usar th.
Obs.: os valores usados na lista servem de exemplo. Obviamente você pode utilizar os valores que quiser.
Você não precisa usar cada operação por vez. É possível fazer combinações. Por exemplo, digite
(14+554)*ln(13)/tan(90)+ 1. O Google dará como resultado -729.197942. Saiba mais sobre cálculos no Google na página de ajuda do Google Calculator.
2 - Faça conversões
É possível fazer conversões de medidas no Google. Veja a lista de conversões:

No Google em português, digite No Google em inglês, digite e o Google converterá
30 cm em pés 30 cm in ft 30 centímetros em pés
50 km em milhas 50 km in miles 50 quilômetros em milhas
10 quilos em libras 10 kg in lb 10 quilogramas em libras
3 reais em dólar 3 reais in dollar 3 reais em dólar
2007 em romanos 2007 in roman numerals 2007 em números romanos

Em todos os casos, é possível que você faça as operações de modo contrário. E há outras conversões. Basta saber os nomes das medidas (algumas somente em inglês) e experimentar no Google. No lugar dos valores, você pode usar equações. Por exemplo, 10/5+459 em romanos (10/5+459 in roman numerals): o Google mostrará CDLXI.

3 - Faça busca por sistema operacional
Pouca gente sabe, mas o Google tem páginas para sistemas operacionais. Assim, se você é
usuário de Linux ou Mac, por exemplo, poderá buscar assuntos específicos para esses sistemas. Veja lista de páginas:
Google para dispositivos móveis (PDAs):
http://www.google.com/pda
Google para Linux:
http://www.google.com/linux
Google para Mac (além da busca, o link também oferece ferramentas):
http://www.google.com/mac
Google para Windows:
http://www.google.com/microsoft
Google para BSD:
http://www.google.com/bsd
4 - Aprimore suas pesquisas
Você pode aprimorar suas pesquisas usando operadores (+ e -):
palavra + palavra2: procurará páginas que contenham palavra e palavra2;
palavra -palavra2 (o sinal - tem que ficar junto à palavra): mostrará páginas que tenhama palavra, mas que não tenhapalavra2;
É possível combinar as operações. Por exemplo,
palavra + palavra2 -palavra3.
5 - Pesquise pela frase exata
Se você digitar a frase
determinação de um trem, o Google mostrará páginas que tenham as palavras determinação, de,um, trem, mesmo que não esteja nesta ordem. Para procurar a frase exata, digite-a entre aspas: "determinação de um trem".
6 - Obtenha definições de termos
É possível usar o Google para obter definições e significados, com em um dicionário. Para isso, digite
define: mais o termo. Por exemplo, suponha que você queira saber o que é IEEE. Então, no Google, digite: define: ieee. Agora, é só ver o significado. Note que, no final da página de resultado, o Google pode oferecer links para buscar pelo definição do mesmo termo em outros idiomas.
7 - Especifique o tipo de arquivo a ser pesquisado
Você pode instruir o Google a fazer pesquisas apenas em um determinado tipo de arquivo. Para isso, digite
filetype:seguido da extensão do arquivo mais o assunto a ser procurado. Por exemplo, suponha que você queira buscar pela palavra Chrome dicas, mas somente em arquivos no formato PDF. No Google, digite então filetype:pdf chrome dicas. Note que você pode usar uma infinidade de extensões, como doc (Word), XML, TXT, etc.
8 - Faça pesquisas dentro de um site em específico
Você quer saber se um determinado site contém o assunto que está pesquisando, mas percebe que o sistema de busca dele é ruim ou não funciona corretamente. O que fazer? Instrua o Google a executar buscas apenas naquele site. Para isso, basta digitar no Google o termo de busca mais a palavra
site: seguido do endereço do site. Por exemplo, suponha que você queira saber se o Chrome dicas contém alguma página que fale de ODF. No Google, basta digitar: odf site:http://chromedicas.blogspot.com/. O resultado vai ser todas as páginas do Chrome dicas que contém a palavra ODF.
Note que esse recurso não funciona em sites não indexados pelo Google, tanpouco em páginas de acesso restrito (acessíveis por senha, por exemplo).
9 - Use o Google Acadêmico


Sobre o ombro de gigantes. É essa frase que aparece na página principal do Google Acadêmico. Como o próprio Google explica, trata-se de uma citação de Isaac Newton: "Se vi mais longe foi por estar sobre os ombros de gigantes". O Google utiliza essa frase porque sabe da importância que a pesquisa acadêmica tem, afinal, a própria empresa surgiu em uma universidade. O Google Acadêmico (em inglês, Google Scholar) serve justamente para auxiliá-lo a fazer pesquisas em materiais acadêmicos. Assim, ao precisar buscar teses, artigos, citações, resumos, etc, experimente essa opção. Se fizer bom uso, você pode se surpreender com o resultado.
10 - Faça pesquisas em blogs
Você certamente já sabe que os blogs ganham cada vez mais importância. É por essa razão que o Google criou um serviço de busca específico para blogs: o
Google Blog Search (em português, Google Pesquisa de Blogs). A vantagem de usá-lo é que, além de mostrar nos resultados somente páginas de blogs, também é possível escolher termos que foram inseridos na última semana, no último mês, na última hora, em datas específicas, etc.
Dependendo do caso, o Google Blog Search pode até te ajudar a encontrar um blog cujo endereço você não lembra. Por exemplo, suponha que, certa vez, você acessou o blog pessoal do iago maycon (este que vos escreve), mas não se recorda do endereço. Digite então
iago maycon no Google Pesquisa de Blogs. No primeiro item da página de resultados, o Google mostrará o endereço como sugestão.
Logo do Google

publicado por jorgepc às 02:17

 

 

 

Em tempos de democratização da informação, nada mais interessante do que ter e alimentar seu próprio canal de vídeos. Descubra como!


Você já deve ter encontrado algumas páginas de cantores, bandas, canais de televisão e até mesmo blogs no YouTube. Isso tudo é possível graças ao sistema de criação de canais que o site disponibiliza para os seus usuários. Até poucos anos antes da chegada estrondosa do maior compartilhador de vídeos do momento, ninguém distribuía vídeos com tanta facilidade. Grande prova disso são as seleções de vídeos engraçados que o Chrome dicas tem feito com uma certa frequência.




Graças ao poder de difusão livre de informações que a internet colocou nas mãos dos seus usuários, hoje qualquer pessoa pode administrar um canal. É isso mesmo! Vamos supor que você seja um estudante de jornalismo que adora fazer suas reportagens em vídeo, mas não tinha como divulgá-las com eficácia. Com um canal no YouTube, tudo o que você precisa fazer é enviar o vídeo e espalhar endereço de acesso a eles pela sua universidade! O mesmo também vale para humoristas, jogadores de vídeo-game, enfim, qualquer pessoa!


Acesse o editor de canais para personalizar o seu!




Para começar, você deve possuir um cadastro no site. Caso ainda não tenha, clique em “Inscrever-se” e preencha os campos corretamente. Logo em seguida, você já pode começar a moldar o que vai ser o seu canal de vídeos. Passe o mouse sobre a seta ao lado do seu nome de usuário e clique na opção “Mais...” no último retângulo. Em alguns minutos você verá uma página para a configuração da sua conta. Clique no link “Editar canal” localizado na caixa azul, logo abaixo do título “Mais”, na terceira coluna.




Escolha qual será o tipo do seu canal! Informações valiosas sobre você podem ser divulgadas!



Você verá uma página com os seguintes dados; URL do canal; tipo de canal e a checkbox que pode ativar a busca através do seu endereço de email aos usuários que o tenham. Note o link “alterar tipo de canal” ao lado da opção – clique para que o menu dropdown apareça. Ali, você deve selecionar qual é o tipo de canal que mais combina com o estilo dos vídeos que você já posta ou pretende postar. Os tipos disponíveis são:
Divulgue a sua sétima arte para o mundo!
Diretor - “Informações do artista" personalizadas são exibidas no seu perfil. É uma ótima oportunidade para descrever o que você faz, quais são suas influências e outros pontos.  Ideal para cineastas independentes e até mesmo grandes estúdios.

Tire a sua banda da garagem!

Músico - Permite inserir seu logotipo na página, assim como as informações de gênero musical, datas de shows e outros recursos muito interessantes! Tire a sua banda da garagem!



Comediante - Também permite inserir o seu logotipo, suas informações de estilo, datas das apresentações e outros recursos. Chega de contar piadas na vizinhança!
Mostre seus stand ups e piadas para o mundo!
Guru - Coloque o seu logotipo, estilo e faça com que os seus conselhos sejam ouvidos pelo mundo inteiro!
Dê conselhos ao mundo!
Repórter - Faça com que o mundo conheça suas reportagens, especifique seu campo de atuação (esportes, política, economia, cultura etc), quais são suas fontes de notícias e muito mais!
Faça reportagens sobre aquilo que acontece na sua rua!

Depois de definir estes pontos, é hora de personalizar a página do seu canal. No menu ao lado esquerdo, clique em “Projeto do Canal”. Na página seguinte, clique em “Temas e cores” para ter acesso ao editor de visual do seu canal. Você verá alguns modelos já prontos, porém pode criar o seu próprio esquema de cores. Para isso, clique em “Novo tema” e personalize as opções de acordo com o que você achar mais conveniente. Quando terminar, clique em “Salvar alterações”.
Personalize seu canal!
Selecione o que você quer mostrar no seu canal!
Também é possível editar quais informações serão exibidas na sua página de canal. Clique em “Módulos” e marque as checkboxes de acordo com o que você pretende mostrar aos seus visitantes. Quando terminar, anote o endereço que aparece na barra do seu navegador assim que a página do seu canal aparecer. A linha deve ser semelhante a esta:

http://www.youtube.com/user/nomedeusuario
Muito bem, agora que você já sabe como criar seu canal e personalizá-lo, basta colocar as mãos à obra! Acesse o YouTube agora mesmo e não deixe de difundir suas informações se for um “repórter”, seus filmes, músicas, shows, conselhos e qualquer outro conteúdo que você deseje espalhar pelo mundo! Quais temas são mais interessantes na sua opinião? Sobre o que seria o seu canal de vídeos?
publicado por jorgepc às 02:15
sinto-me:

Ainda em beta, o Chrome aguarda por ajustes do Google. Mas você não precisa esperar: aperfeiçoe o navegador por conta própria.









dicas_chrome_150Pelo andar da carruagem, muitas das pessoas que baixaram o novo navegador Chrome do Google ainda não o adotaram  como browser padrão. O gigante de buscas ainda tem uma longa tarefa pela frente com seu navegador, desde adicionar recursos até resolver alguns problemas.
Seja como for,Chrome dicas coletou o que imaginamos ser algumas das dicas mais úteis e interessantes para o Chrome.
Atalhos surpreendentemente práticos no teclado
O Google Chrome oferece alguns atalhos singulares que vão além do típico Ctrl + T para abrir novas abas. Clique para ver uma tabela com todos os atalhos do navegador.
CTRL + SHIFT + N abre automaticamente uma janela ‘anônima’ do Chrome, com a qual é possível navegar sem deixar nenhum rastro de suas ações.
SHIFT + Esc é um atalho rápido para o gerenciador de tarefas do Chrome, que permite que você finalize processos do navegador que estiverem com problemas.
CTRL + SHIFT + T irá abrir as abas recém-fechadas.
Buscas customizadas
Quando você quer realizar uma pesquisa diretamente a partir da barra de endereços do Chrome (conhecida como Omnibox) é só digitar uma pergunta seguida da palavra-chave que vai dizer qual site de pesquisa utilizar.
O mecanismo de busca padrão é o Google. Para mudar a sua preferência clique com o botão direito na barra e selecione Editar mecanismos de pesquisa. Você pode escolher numa lista pré-definida ou indicar algum outro.
Eis como criar seu próprio atalho para buscar o site de sua preferência diretamente a partir da Omnibox do Google Chrome:
1) Clique com o botão direito dentro da barra de endereços e selecione Editar mecanismo de buscas.
2) Mantendo essa caixa de diálogo aberta, acesse o website que você gostaria que fosse o padrão para pesquisas. Para exemplificar, experimente Dictionary.com.
3) Depois que o site carregar, repare que nas configurações da janela Mecanismos de Pesquisa, no campo Outros mecanismos de pesquisa, foi adicionado Dictionary.com.
4) Depois, você pode alterar o palavra-chave por algo que mais curto e fácil de lembrar, como DIC, por exemplo.
chrome_1
Assim, quando você quiser buscar por uma palavra especificamente no Dictionary.com, é só digitar no Omnibox “DIC” precedido pela palavra a ser buscada.
Todo mundo gosta de um Easter Egg
Um segredo: digite about:internets na barra de endereços e você verá uma homenagem à analogia que o senador note-americano Ted Stevens fez sobre a Internet, comparando-a a uma “séries de tubos” (só funciona no XP).
chrome_3
Caixas de comentários maiores
As caixas para comentários em texto em websites que solicitam ou permitem resposta e colaboração às vezes são muito pequenas. Com o Chrome, dá para simplesmente clicar no canto de qualquer campo de comentário baseado em web e esticá-lo até o tamanho que você quiser.
chrome_4
Ajude-me a voltar pra casa, por favor
É bem interessante a preocupação detalhista no design do Chrome, que deixou sua interface limpa e sem bagunça. Mas sem um botão que direcione para a página inicial, tudo fica como uma casa sem porta da frente.
Para ter um botão ‘Home’ no browser, clique no ícone Ferramenta (representado por uma chave de boca), selecione Opções, vá na aba Básicas e marque Mostrar o botão de Página Inicial na barra de ferramentas.
chrome_5
Divirta-se com as abas
As abas de navegação são um recurso incrivelmente útil nos navegadores hoje em dia. O Google gastou um tempinho e as tornou ainda mais útil ao dar mais flexibilidade a elas do que existe no IE ou Firefox.
O Chrome permite que você transforme guias do navegador em janelas isoladas. O inverso também é possível: dá para pegar duas janelas separadas do Chrome e uni-las, criando assim uma janela com duas abas.
chrome_6
Mais privacidade, por favor
Como a questão da privacidade continua importante, as preocupações do Google aumentaram em relação ao Chrome. Algumas informações dão conta de que as sugestões automáticas de texto (presentes na Omnibar) permitem que o Google saiba tudo o que você digita nela – até mesmo se não apertar Enter. A CNET recomenda que se desative esse recurso.
chrome_7
Para isso, clique com o botão direito na Omnibar, vá em Editar mecanismos de pesquisa e desmarque a opção Use um serviço de sugestão para ajudar a preencher as pesquisas e os URLs digitados na barra de endereço.



Se desconfiar, fique anônimo
Não tem certeza do que espera por você quando for clicar naquele link? Se quiser garantir a privacidade nesses casos, clique com o botão direito no link e selecione Abrir link em janela anônima.
chrome_8
Barra de ferramanta do Google não roda no Chrome? Não tem problema.
O ex-editor-chefe da PC World/EUA, Harry McCracken ficou lamentando o irônico fato de o Google Chrome não suportar a prática Toolbar do Google no seu website. Esta barra de ferramentas, disponível para IE e Firefox, dá muito versatilidade para o navegador, inclusive um atalho para o Gmail, acesso online para o Google Favoritos, um corretor ortográfico e a funcionalidade de mandar links de URLs por e-mail com alguns cliques.
McCracken explica que ele achou uma forma de criar uma aproximação da Toolbar do Google, usando uma técnica que ele chama de ‘Projeto da barra falsa’. Para quem tiver tempo disponível, acesse o siteTecnologizer (em inglês) para saber como colocar uma ‘Fakebar’ no seu Chrome.
Faça com que o Firefox funcione como o Chrome
Nossa última dica não é focada no Chrome, apenas relacionada a ele. Para aqueles que gostam dos recursos inovadores que o Chrome oferece, mas não estão satisfeitos com alguns bugs, e com questões de segurança e privacidade, existe um truque que pode agradar.

publicado por jorgepc às 02:14
sinto-me:

Um guia para a instalação do novo MSN

1 Conforme as configurações de segurança aplicadas ao computador, é possível que após o download e ao abrir o arquivo ele solicite uma autorização para sua execução. Caso isso aconteça, selecione o botão “Executar”.
2 Neste passo, o programa exibirá a tela de “Boas Vindas” enquanto reúne as informações necessárias para o início da instalação.
3 Nesta etapa serão exibidos todos os programas disponíveis no pacote de instalação. Com um clique sobre cada um deles são exibidas informações sobre o conteúdo e funcionalidade e para instalar, basta selecionar os itens desejados. Se você já tiver uma versão do Windows Live Messenger instalado em seu computador, ele já aparecerá selecionado para a atualização. Caso contrário, basta apenas selecionar a caixa de diálogo ao lado do programa e, feito isto, clique em instalar para continuar ou cancelar para adiar a instalação para outro momento.
4 Feito isto, o programa inicia o processo automaticamente e o andamento da operação é exibida por meio de barras de progresso. Nesta fase, o processo está quase concluído e você pode utilizar o botão "Cancelar" se desejar deixar a instalação para outro momento.
5 Então, o programa exibe uma tela para que você possa escolher algumas configurações adicionais. É possível definir o Live Search como seu provedor oficial de pesquisa, escolher a página do MSN.com como a página inicial de seu navegador de internet e permitir que a Microsoft colete informações sobre como você usa os recursos instalados para fins de estudos para aprimoramento deles e estatísticas. Para ativar qualquer uma das opções, basta selecionar a caixa ao lado dela.
6 Agora será exibida a tela confirmando o final do processo, se você não possui uma ID no sistema do Windows Live Messenger, selecione a opção “Inscrever-se” e uma janela será aberta a partir de seu navegador para que você possa efetuar seu cadastro. Caso já possua, basta clicar no botão “fechar” e pronto. A instalação está concluída e a tela de login do MSN será aberta.


 


publicado por jorgepc às 02:12
sinto-me:

Bom pessoal resebi ums pedidos de como copiar dvd original para otro dvd,resolvi fazer este tutorial espero que entendão


Obs: fiz o tutorial no print entao para ver melhor clique emsima da imagem para ver melhor




Parte 01

Parte 02
Parte 03

 

 

 

 

 

 



Instalar o Skype é simples, aprenda como.

1 Execute o arquivo “SkypeSetup” após baixá-lo. Abrirá uma janela intitulada Hello (Olá). Nela, você escolherá o idioma desejado, caso queira alterá-lo, clique na seta ao lado de Idioma.
2 Clicando em opções, será aberta uma “aba” na qual você pode indicar a pasta que deseja instalar o Skype, também é possível alterar as opções referentes a inicialização do programa, como: instalações de Plugins para o Internet Explorer e Mozilla Firefox. Feito isso, clique em Concordo – Instalar.
3 Aguarde a instalação.
4 Pronto, agora você já pode realizar suas conversas e ligações pelo Skype. Caso queira alterar o idioma, basta clicar em ferramentas, ir em Alterar Idioma e selecionar a língua desejada.
publicado por jorgepc às 02:09
sinto-me:

 

 


Image and video hosting by TinyPic

 

É verdade que deixar o computador ligado aumenta sua vida útil?

Você já deve ter se perguntado se o ato de desligar o computador realmente contribui para aumentar a vida útil da máquina. Se pesquisou pela Internet ou perguntou para algum técnico deve ter encontrado diversas respostas contraditórias. Afinal, o que é melhor: desligar o PC ou deixá-lo ligado o tempo todo? Veja abaixo alguns motivos que podem responder à esta pergunta.
Por que desligar?
Existem alguns motivos para que você desligue seu computador de noite e só ligue novamente no dia seguinte:
Delisgar o pc.1) Salvo os HD feitos especificamente para servidores, o mecanismo dos discos rígidos não foi desenvolvido para trabalhar continuamente.

2) Os sistemas operacionais, principalmente o Windows, realizam procedimentos importantes durante os atos de ligar e desligar o computador.

3) Computadores consomem energia, assim, desligar a máquina é uma maneira de economizar com a conta de luz.

4) O superaquecimento de um PC pode fazer com que os componentes queimem ou ocorra um curto-circuito. Se o ambiente em que o computador se encontra for quente ou mal ventilado é provável que a máquina esquente se ficar muito tempo ligada.
Por que deixar ligado?
Não há necessidade de desligar o pc.Há também vários argumentos para que você deixe seu computador ligado o tempo todo:
1) O ato de ligar e desligar os PCs pode causar o desgaste acelerado de alguns componentes, principalmente coolers e HDs.

2) Muitos erros causados pelos sistemas operacionais podem ser evitados se o computador ficasse sempre ligado, pois muitas vezes é no ato de desligar a máquina que alguns arquivos são corrompidos, causando erros antes inexistentes.


Quem está certo?

Especialistas de grandes empresas como HP e Seagate dizem que não há grandes problemas em deixar o computador sempre ligado. “Se você não se importa com o consumo de energia ou com o carbono liberado, não há grande problema em deixar seu PC ligado”, diz Ken Bosley, veterano no Grupo de Sistemas Pessoais daHP.
É fato que deixar o computador ligado diminui um pouco a vida útil do aparelho, mas é mais provável que você aposente seu PC por ele estar ultrapassado do que por estar “gasto” de ter ficado ligado por muito tempo.
publicado por jorgepc às 02:04
sinto-me:


cria o teu blog: sem tangas

O site gerador widget de imagens miniatura das postagens em destaque é o Linkwithin
Para colocar este elemento de página acesse e siga:
http://www.linkwithin.com/learn?ref=widget
1 - Ao abrir o site, de cara você vai ver campos
coloque nestes campos: Email, Link para o seu blog, a platforma do blog, e a Color.
2 - Agora clique no botão "Get Widget"

Irá abrir uma página com o tutorial de como inserir o widget, muito fácil por sinal...
segue abaixo a tradução para colocar no blogger mais tambem da para colocar em outras plataformas:

Instale o Widget no Blogger

1. Clique [no botao] para abrir Blogger em uma nova janela, e siga os passos abaixo nessa janela. Faça login, se necessário.
2. Escolha um blog, se tiver mais de um e, em seguida, clique em Adicionar Widget.




3. (Opcional) Para um melhor desempenho, arraste e solte a caixa do LinkWithin da caixa para baixo das "Postagens do Blog".




4. clique em Salvar.




E pronto! O item deverá aparecer no seu blog.

NOTA: A qualidade das histórias recomendado vai melhorar assim que concluir o nosso processo de verificação do seu blog. Isso pode levar até várias horas, dependendo do número de notícias no seu blog.
Instalar o widget em outro blog?


Sabi aqueles programas jogos etc.. que vem no formato rar e voçÊ nao sabe extrailo, criei um tutorial de como extrailo com o programa Winrar muinto fasil foi um pedido de um brother meu ai.


  • Abra o arquivo, dando um duplo clique.

    user posted image
  • O Winrar será aberto com os arquivos que contém dentro do arquivo compactado.

    user posted image
  • Clique em "Extrair Para" na barra de ações.

    user posted image
  • Escolha o loca da extração, no diretório, em "Caminhos e opções de extração".

    user posted image
  • No lado esquerdo, há uma série de opções: "Método de Atualização", "Método de Substituição" e "Miscelí¢neas". Elas ficam a seu critério.

    user posted image
  • Se o arquivo for muito grande, uma pequena janela se abrirá mostrando o progresso da extração.

    user posted image
  • Agora, é só ir ao local que você escolheu e usar o arquivo que você queria.

Bom, o Winrar vem programado geralmente para abrir os arquivos com extensão .rar, mas você pode mudar isso, programando-o para descompactar arquivos de qualquer extensão. Na tela inicial do programa:

- Vá em Opções>Configurações;

- Abra a aba Integração e em "Associar o Winrar com" selecione as extensíµes que você quer que o arquivo abra:

user posted image

Isso faz com que ele possa substituir o Winzip, que é quase a mesma coisa.

publicado por jorgepc às 02:01

"

Aprovado pelo Chrome dicas! Baixe tudo o que desejar com esse pequeno software que acelera, e muito, os downloads."
aixar arquivos na internet através dos navegadores sempre foi uma tarefa enfadonha e difícil. Por mais que tenhamos uma boa conexão e os servidores do arquivo desejado também sejam ótimos, na grande maioria das vezes não conseguimos baixá-los com força total.
Além, é claro, dos possíveis inconvenientes que insistem em atrasar nossas vidas, como quedas de conexão, cliques por engano — que acabam fechando a janela de download —, e até mesmo erros no navegador, que às vezes fecham tudo quando menos se espera.
Para piorar ainda mais, os gerenciadores de downloads — muitas vezes pagos — até hoje não são bem vistos pelos usuários de banda larga. Mas isso está prestes a mudar... Orbit Downloader é um ótimo gerenciador de downloads gratuito, extremamente funcional (principalmente para banda larga) e muito leve.
O programa é leve, com uma interface simples, amigável e fácil de usar que qualquer pessoa se adapta rapidamente. Aumente seus downloads de uma forma impressionante e, o melhor de tudo, você pode desligar o computador no meio de um download que, quando tornar a ligá-lo, o download continuará de onde parou.

RECURSOS DE ALTA QUALIDADE
Orbit Downloader é baseado na tecnologia P2P (Peer To Peer) que conta com um avançado sistema multitarefa contendo um algoritmo de alta qualidade. Ele integra-se facilmente no navegador Internet Explorere agora também no Mozilla Firefox (através da extensão FlashGot), permitindo que você baixe downloads automaticamente de diferentes protocolos, tais como: BT, FTP, HTTP, MMS e RTSP.
Como ele funciona?
A fórmula mágica para baixar arquivos rapidamente é a quebra de um único dado em várias partes menores, baixando-as conseqüentemente. A grande diferença dele para com os outros gerenciadores é seu algoritmo que é muito mais eficaz.
Características avançadas:
Com Orbit Donwloader seu conceito de download vai ser outro: continue downloads de onde eles pararam, baixe rapidamente qualquer arquivo na web, busque arquivos flash e dados de mídia transmitidos por grandes portais — como o YouTube —e muito mais.
Para quem gosta de guardar seus vídeos prediletos — em formato flash – essa última ferramenta é essencial.
Configure a proteção antivirus do programa.Ele suporta servidores de proxy, downloads por categorias, processamento por citações e proteção por antivírus. Basta acessar a opção "Configurar a proteção antivírus" presente no menu "Ferramentas" do programa para acoplar seu antivírus favorito a fim de fazer o escaneamento automático após baixar um arquivo, uma praticidade imensa, sem falar na segurança que proporciona.
Orbit Downloader pode ser minimizado para a barra de sistema — ao lado do relógio do Windows — fornecendo rápido acesso às suas funções.
Além disso, você também pode programar para que seu computador seja desligado após concluir o download dos arquivos. Muitos recursos para ajudar nos seus downloads.
Fazendo Downloads
Existem duas maneiras de iniciar um download usando o Orbit Downloader. A primeira é copiando o endereço do arquivo a ser baixado e, na janela principal do programa, clicar no botão “New”. Em seguida, colar o endereço no campo URL, escolher a pasta na qual o arquivo será salvo e pronto.
A segunda maneira de baixar os arquivos, bem mais simples que a anterior, é clicando com o botão direito do mouse sobre o link do arquivo a ser baixado e escolher uma das opções mostradas: “Baixar pelo Orbit”, “Baixar tudo pelo Orbit” ou “Capturar Vídeo pelo Orbit”. Agora é só esperar e os arquivos estarão disponíveis em seu computador.

Muito rápido e simples, este é um dos melhores aceleradores de dowloads.
O Orbit é um dos mais eficientes e simples aceleradores de download. Veja através deste guia como é simples usar este ótimo acelerador.
Instalação
Lembre-se de fechar qualquer navegador que você esteja utilizando durante todo o processo de instalação.
Primeiro, você pode definir algumas configurações. Você pode criar um atalho para o programa em sua área de trabalho, além de adicionar um link na barra de inicialização rápida. Também é possível definir que o programa seja inicializado automaticamente com o Windows, adicionar o software como exceção no firewall do sistema operacional e alterar a página home de seu navegador.
O Orbit pode ser integrado a vários navegadores. Porém durante a instalação, é necessário especificar o navegador que você usa, caso ele não seja o Internet Explorer. Então aproveite a instalação para integrar o Orbit ao Firefox, Opera, Maxthon e Netscape.
Escolha algumas opções para a instalação do Orbit.
Em seguida, você tem a opção de ativar a ferramenta Grab Pro, uma tecnologia especializada no Internet Explorer, utilizada para download em sites de redes sociais e conteúdos de mídia.
Para facilitar downloads de mídia, use o Grab Pro.
A instalação será executada e, para concluir, você pode, além de executar o programa, visualizar o arquivo que lhe informa sobre as últimas modificações dele e saber mais sobre a tecnologia Grab Pro.
Começando a usar
Se você deseja utilizar o Orbit em português, basta acessar o menu "View"-"Language" clicar sobre a opção "Português (Brazil)".
Ao executar o Orbit, você verá uma tela com disposição semelhante à do Windows Explorer. À esquerda, em menus com estrutura em árvore, você navega pelas duas janelas principais do programa: “Baixando” (que exibe os arquivos baixados no momento) e “Completo” (uma espécie de arquivo com todos os arquivos baixados). Esta última área é dividida em categorias: filmes, softwares, músicas e outros.
Depois de instalado, o Orbit já entra em ação. Quando ele fica reduzido à barra de sistema (a barra do relógio), ele monitora seus navegadores e, quando identifica um download, prontifica-se a executá-lo.
No Internet Explorer, é exibida uma tela do Orbit, onde você visualiza o link do arquivo e escolhe uma pasta de destino. Clique em “Ok” para começar o download pelo Orbit ou então clique em “Cancel” para fazer o download normalmente pelo navegador.
A caixa de diálogo do Orbit que aparece com o IE.
No Firefox, este diálogo é um pouco diferente. Você terá as opções de baixar o arquivo pelo Orbit ou pelo Firefox, bastando escolher uma delas. Escolhendo o Orbit, aí sim você verá a caixa de diálogo do programa.
A tela de diálogo de downloads do Firefox.
O arquivo baixado é exibido pelo Orbit na área “Downloading”. Na parte de cima, você vê nome, tamanho, concluído (em tamanho e porcentagem), tempo decorrente, tempo restante, velocidade e status (se o arquivo está sendo baixado no momento ou se há algum problema).
Informações sobre o download.
Na parte de baixo, você tem uma série de informações sobre o download em execução. Em “Log”, você obtém informações de links criados, conexões feitas e outras. Em “Progresso”, você visualiza graficamente o progresso do download. Em “Properties”, você vê uma série de informações complementares.
Controlando downloads e executando-os manualmente
É possível pausar e cancelar um download em execução de diferentes maneiras. Clique em “Pause” ou “Delete”, na barra de botões, ou então clique com o botão direito sobre o arquivo e clique nas opções “Pause” ou “Delete download”. Para reiniciar um download pausado, basta clicar em “Start” ou então clicar com o botão direito do mouse sobre o arquivo e clicar em “Start”.
As maneiras diferentes para controlar os downloads.
Quando um download termina, você é notificado através de um aviso que aparece acima da barra de sistema. Neste aviso, você pode abrir o arquivo ou abrir o diretório onde ele se encontra.
Assim que o download termina, você tem essas opções.
Este é o princípio básico para baixar arquivos no Orbit. Porém, o programa oferece outras possibilidades. Um exemplo é a inserção de links manualmente. Para iniciar um download sem sequer passar pelo navegador, clique no botão “New” ou então acesse o menu “File”-“Enter New URL to Download”.
As duas maneiras para inserir links manualmente.
A tela exibida é a mesma de quando o Orbit identifica um arquivo via navegador. Porém, agora, você deve digitar ou colar o endereço do arquivo que você deseja baixar.
Agendando tudo
Um recurso ótimo para controle de banda é o agendador de downloads. Clicando em “Agendador”, você determina um horário de funcionamento do Orbit. Determine a hora em que o programa pode começar a fazer os downloads e a freqüência deles, além de determinar a hora de parar também.
Determine horários de funcionamento para o Orbit.
As preferências e configurações do Orbit são muitas. Clicando em “Preferences”, você tem uma típica tela de configuração, com as categorias separadas à esquerda e as opções à direita. Determine notificações, localização de downloads, detalhes de conexão e muitos outros.
As preferências do Orbit são muitas.
Ainda na tela principal do Orbit, você pode dar o pontapé inicial em uma pesquisa pela internet. No canto superior direito, você digita o termo desejado e escolhe a fonte de pesquisa, que pode ser o Ask.com ou o Softonic por padrão. A pesquisa pelo primeiro deles pode ser direcionada a vídeos, imagens e blogs.
Pesquise pela internet com o Orbit.
Downloads em lote
Quem faz downloads com freqüência já se deparou com uma seqüência de arquivos a serem baixados. Por exemplo “download_part1.zip”. Com o Orbit, você pode baixar até cinco arquivos deste tipo de uma só vez. Para isso, acesse o menu “File”-“Create Batch Download”. No campo URL, digite o link do arquivo, substituindo o número de sua parte por “(*)”. Por exemplo: “download_part(*).zip”.
Logo abaixo, especifique se a ordem dos arquivos é por números ou por letras e indique a quantidade total de arquivos (lembre-se que o máximo são cinco por vez). Depois que você fizer isso, perceberá mais abaixo a seqüência de arquivos a serem baixados. Indique a pasta para salvá-los e clique em “Ok” para começar o download.
Baixando até cinco arquivos simultaneamente.
Uma outra maneira de baixar arquivos por lote são os metalinks. Estes são arquivos que contém todas as informações necessárias. Ou seja, ao invés de você inserir os links e indicar os números da ordem, basta indicar o arquivo metalink para o Orbit. Para isso, acesse o menu “File”-“Add Metalink”. Basta indicar o arquivo e começar o download.
Baixando mídias
Com o recurso Grab++ ativo, é muito fácil baixar arquivos de vídeos e música que você vê e ouve na internet. Para ativar este recurso, acesse o menu “Ferramentas”-“Grab++”. A partir daí, todo conteúdo de mídia será monitorado. Enquanto a janela do Grab++ estiver aberta, o programa irá detectar os links de qualquer conteúdo de mídia.
Baixar mídias é fácil com o Grab++.
Passe o mouse sobre um vídeo, por exemplo, e veja a janela do Grab++. Você verá informações sobre o arquivo que você pode achar. É normal de aparecer mais de um link na janela, uma vez que qualquer movimento pode detectar um conteúdo deste tipo.
Identifique o arquivo do conteúdo que você quer e clique em “Download”.
Neste caso, o vídeo do YouTube é identificado pela extensão SWF.
Assim que você fechar a janela do Grab++, o recurso será desativado. Também no menu “Ferramentas”, você pode ativar as opções de desligar o computador, desconectar ou fechar o Orbit quando terminar um download.


publicado por jorgepc às 01:52
sinto-me:


O poderoso

Agora vamos aprender a utilizar o Nero. Primeiramente, faça o download dele clicando aqui, depois clique para instalar.

Obtendo sua senha
Apesar desta versão do Nero ser somente para testes, é necessário obter uma senha para instalação. Para isso, clique aqui e informe seu e-mail.

Faça seu registro antes de mais nada.

Depois abra sua caixa de entrada de e-mails novamente e retire sua "Nero Trial Serial Number". Volte para a instalação do programa e cole o número serial.

Aqui você cola seu número serial obtido via e-mail

Selecione Avançar e prossiga até o fim.

Agora sim, mãos à obra!
Depois que a longa jornada de instalação finalmente for conluída,  a recompensa: um programa facílimo de usar, pronto para resolver sua vida. Conheça a interface do Nero StartSmart:

Interface do grandioso porém simples

Nessa janela se concentram praticamente todas as principais funções oferecidas pelo pacote Nero.  No canto esquerdo você acessa ações como Gravação de dados, Gravação de Áudio, Cópia de Áudio, Copiar Disco, Cópia Automática e Reproduzir arquivo.
Repare abaixo, no canto esquerdo, um ícone com a logo do programa. Ali estão os 9 aplicativos que o pacote contém.  Através deles você pode curtir músicas, fotos, vídeos, programas de TV e muito mais. Confira abaixo:

Todos os aplicativos do Nero em um só lugar

Legal. Após essa breve apresentação do programa, vamos mantér o foco no objetivo inicial: como fazer para gravar um CD de música ou até mesmo um DVD?

Gravar CD de Áudio
Clique no item Gravação de Áudio, à esquerda do StartSmart. Certifique-se de ter inserido um CD virgem em seu computador.

Ache a opção Gravação de Áudio, dentro do StartSmart

Dê o título que preferir ao seu CD. Também é possível  nomear o Artista.
Clique em Adicionar e localize as músicas desejadas. Você pode adicionar a pasta inteira de uma vez, desde que haja somente arquivos em formato de áudio compactíveis com o Nero.

Adicione pastas inteiras de uma só vez!

Abaixo da lista de canções, há uma régua de tempo que lhe indica quantos minutos de som foram colocados:

Linha do tempo

Enquanto ela estiver verde é que há um espaço folgado para mais arquivos. Quando ficar amarela, a capacidade está quase esgotada. Se for vermelha, é porque extrapolou o limite permitido, e então você deve remover alguns itens. Se isso for preciso, clique sobre o arquivo e selecione Excluir.
Configurações básicas acessadas através deste íconeVocê pode alterar algumas configurações como a velocidade de gravação clicando sobre o martelinho no canto superior direito. O padrão está definido como Automático, e o mais recomendável é mantê-lo.
Burn!Agora é só clicar em Gravar, esperar a operação concluir e retirar seu CD. E assim está pronto!


Nero Express: a maneira mais FÁCIL para iniciantes
O Nero Express, um dos aplicativos contidos na barra do StartSmart, é a maneira simplificada de você realizar qualquer uma das principais funções do Nero. Escolha se você pretende fazer uma gravação de dados, música, vídeos/imagens ou copiar CDs e DVDs inteiros.  Vamos pegar o exemplo de DVD de vídeo:

Grave um DVD em instantes.
  • Clique em Vídeos/Imagens, à esquerda do Nero Express.
  • Selecione Arquivos de DVD de Vídeo.
  • Clique em Adicionar e localize os itens desejados para gravação (formatos permitidos são .bup, .vop e .ifo).

Abaixo da lista de vídeos, há uma régua de tempo que lhe indica quantos minutos de imagem foram colocados. Ela funciona exatamente da mesma maneira citada no exemplo de gravação de Áudio acima.

Linha do tempo para DVD
  • Clique em Gravar, aguarde a operação concluir e pronto!

O pacotão Nero possui muitos outros aplicativos. Você pode ler a função de todos eles aqui.
Espero que tenha sido fácil acompanhar esse tutorial. Continuo acreditando que se a minha amiga tivesse tido um pouco de paciência ela não precisaria ter viajado no silêncio. Você não acha?


O Interessante do torrent é que ele não é um software p2p comum, cliente servidor. Ele se conecta diretamente nos Seeders e Leechers que existir no momento. Não irei me aprofundar muito na parte técnica pois não é o intuito, mas se preferir, acesse este link da wikipédia.

Adquirindo os programas

Para iniciar você precisa baixar (gratuitamente) o utorrent no site oficial, e siga a instalação normal (usuários leigos, baixem a versãobinaries, pois ela é a “instalavel”).
Acesse o link a seguir, para baixar a ultima versão do uTorrent, no momento que estava editando este tutorial, a ultima versão é a µTorrent 1.8.2 Stable (214 kB)
Download
Com o utorrent instalado podemos começar a diversão:

Aonde fazer as buscas ?

Os torrents, são pequenos arquivos de texto com a extensão .torrente você precisa baixa-lo de um site expecializado neste tipo de arquivo.
Existem vários sites, mas eu, particularmente, prefiro o mininova.org.

Como fazer as buscas ?

Para fazer uma pesquisa, você deve usar algumas TAGS que ajudam a filtrar a busca. Estas “tags” não são normalizados oficialmente, mas é praticamente uma norma mesmo, pois elas definem quem rippou o episódio, qual a fonte e etc…
Vou citar um exemplo que fica bem simples:
lost s05 e10 hdtv eztv
Explicando as “tags” acima:
Lost É o nome da série que eu quero fazer a busca, pode ser o que você quiser, Heroes, 24 Hours, House…
S05 É a Temporada que você quer baixar, no exemplo acima eu coloquei a quinta temporada (o S é de Season)
E20 É o episódio que eu quero baixar. Neste exemplo estou querendo o decimo episódio.
HDTV É a forma que foi capturado o video, porem eu baixo a versão compactada (o tamanho sempre gira em torno de 350M, para um episódio de uns 45 minutos.)
Capth É o grupo que ripou o episódio e disponibilizou na web. Eu costumo baixar sempre dos mesmos grupos pois na maioria das vezes segue o mesmo padrão (as legendas tambêm são feitas em cima de um determinado grupo.
Bom, seguindo a busca acima, você consegue encontrar uma lista bem resumida de episódios, como mostrado no screenshot abaixo:
mininova 01
conseguimos limitar em uma pequena lista de 9 resultados. Mas espere, não é apenas clicar no primeiro link e se divertir. Você ainda precisa escolher a melhor opção de download.
Neste caso a melhor opção de download é o 6º link, pois ele tem a maior quantidade de Seedes e Leechers.
Com o tempo você vai descobrir as melhores conbinações de tags. O exemplo acima é a combinação que eu uso, agora umas dicas avulsas:
    1. Procure baixar o episódio na madrugada após lançarem o episódio, ou no dia seguinte. É ai que tem a maior parte de seeders e leechers estarão online (baixando o arquivo).
      Geralmente varia o grupo que “ganha” a vantagem na disponibilização do episódio, por isso acho interessante omitir o grupo que rippou, durante as buscas.
      Acessar os sites que forneçam legendas e procure ver as tags que são mais populares na sua série. As mais populares saem sempre primeiro.
      Não desperdice banda. Se algum amigo tiver, copie dele. Apenas não pague, pois ai tornaria seu amigo num criminoso :

Image and video hosting by TinyPic

publicado por jorgepc às 01:43

 

 

 

O eMule Plus foi uma das primeiras versões modificas do programa da mulinha. Uma alternativa mais leve e simples, com o objetivo principal de acelerar os downloads. Apesar da simplificação em seu uso, notamos que vários usuários andam se debatendo com relação a ele.

Sabendo disso, desenvolvemos um pequeno guia de uso para que você extraia o máximo da capacidade que essa versão do eMule oferece. Com algumas pequenas modificações em suas configurações, você verá que esse compartilhador de arquivos P2P pode ser um excelente companheiro.

Nesse tutorial para usuários iniciantes, iremos explorar detalhadamente as principais funções do eMule Plus. Lá vai:
BOTANDO A MULA PRA CORRER!
Meu nome é Plus... eMule Plus.
1. Configurações básicas
Barra de tarefas
Essa é a barra de tarefas do programa, situada no topo da interface, na qual os principais menus apontados são Servidores, Transfer., Procurar, Arq. Comp. e Preferências.

Clique em Preferência e siga os passos abaixo para deixar seu eMule tinindo:
Preferências -> Geral -> Geral
Em Preferências: Geral, preencha seu apelido e selecione as opções como mostradas no exemplo acima. Depois clique sobre o botão LINKS ED2K e confirme a requisição.
Preferências -> Geral -> Diretórios
Em Preferências: Diretórios, você define o local de saída para onde seus arquivos recebidos deverão ser encaminhados. Por padrão, a pasta encarregada disto é chamada Incoming e fica localizada dentro do diretório de instalação do eMule. Já os Arquivos Temporários correspondem aos itens ainda em andamento. Em Tocador de Vídeos para pré-visualizar você deve selecionar seu player (ex: Windows Media Player, RealOne etc.).
Preferências -> Geral -> Janela
Em Preferências: Janela, ative a opção Minimizar para a bandeja do sistema ao fechar, o que fará com que o programa minimize em sua systray quando você clicar no "X".
A área mais importante de todas
Abaixo, em Conexão, você deve dar total importância. Na imagem de exemplo a seguir, a configuração foi toda feita baseada na conexão 256kb. No entanto, se você utiliza 512K altere apenas a Capacidade e Limites de Download e Upload: aumente a Capacidade para download 96 upload 16 e Limites para download 96 e upload 16.
Preferências -> Conexão -> Conexão
Em Preferências -> Conexão -> Servidor, marque as opções conforme o quadro ilustrativo:
Preferências -> Conexão -> Servidor
As configurações acabam por aqui. Se você seguiu os passos corretamente, clique em Aplicar, em OK e reinicie o eMule.

2. Servidores
Atenção para servidores falsos!
Para escolher um bom servidor, com muitas pessoas e por conseqüência maior número de fontes e arquivos disponíveis, clique na guia Usuários. Assim a lista ficará ordenada de acordo com a quantidade de usuários conectados em cada servidor. O ideal é selecionar o mais "cheio" e Conectar.

IMPORTANTE: SOBRE SERVIDORES

Um dos cuidados mais importantes é escolher um servidor confiável, uma preocupação constante nos tempos de hoje, então todo cuidado é pouco. Uma das fontes mais confiáveis de servidores é server-met.de, que pode ser baixado aqui ou colocado direto no eMule Plus por aqui.

Para informações mais avançadas sobre esse recurso do eMule, você pode acessar o tutorial Aprenda a configurar o seu roteador e como otimizar os downloads do eMule.

3. Procurando arquivos
Procure por programas free
Em Procurar, você deve digitar o nome do arquivo desejado para download. No exemplo abaixo, utilizamos o próprio eMule. Se você procura algo mais específico, é possível alterar o Tipo da busca, filtrando por formatos como .mp3, .jpg, .exe, .zip e muito mais.
Quanto mais fontes, mais rápido o download
Aqui está o resultado. O mais indicado é você clicar sobre a guia Fontes, conferir o nome do arquivo e pronto. Duplo clique em cima do desejado e o download começará.
4. Área de transferência
Área de transferência e taxa de downloads
Esse é o seu espaço de downloads. Os arquivos que você procurou e mandou baixar devem estar todos listados aqui, onde você pode acompanhar seu progresso.

As Fontes são muito importantes nesse momento. Elas estão diretamente relacionadas à taxa de download, portanto é importante que elas estejam — de preferência — completas. Quanto mais forte o tom do azul, mais fontes completas tem o arquivo.
Quem faz mais uploads "fura" a fila
Quando você clica no sinal de + ao lado do arquivo em transferência, aparece uma lista da galera que está na fila do mesmo download. Para conferir a sua posição, clique na guia Prioridade e confira a QR e o número do lugar da fila que você está com determinado usuário.

Quando o arquivo é muito procurado, as filas são mais demoradas. No entanto, quanto mais uploads você fizer, mais preferência peranto os outros você passa a ter.

Depois que o Progresso for completado, cheque sua pasta Incoming para ter acesso ao arquivo!
publicado por jorgepc às 01:40

Como fazer um currículo

O Currículum VItae (CV) é visto como um cartão de visita por muitas empresas e pode fazer diferença entre um convite de uma entrevista ou uma futura oportunidade de trabalho. Por isso é preciso que ele esteja bem elaborado.

Modelo de Currículo

Um bom currículo deve conter todas as informações necessárias e essenciais para o entrevistador ou selecionador, contudo essas informações devem estar organizadas de uma maneira clara e objetiva.
Veja agora como elaborar um currículo com qualidade.
1. Passos para elaboração de um currículo
Dados pessoais:
nome, idade, estado civil, endereço, telefone, telefone para recados, e-mail (não há necessidade de incluir números de documentos oficiais, nem referências bancárias, nem foto pessoal).


Organização: O CV deve ser bem organizado para tal divida o seu CV em seções claras (por ex. dados pessoais, formação, experiência profissional, observações etc.) As seções podem ser alteradas livremente é imprescindível que esteja mais legível possível se necessário coloque espaços em branco para separar as seções.

Um currículo bem preparado, estruturado com informações precisas não é garantia de emprego para ninguem, mas, já é meio caminho andado.
Um bom currículo deve chamar a atenção do contratante e isso precisa ser feito com muita cautela. Um entrevistador perde aproximadamente 40 segundos analizando um curriculo, tecnicamente, você tem esse tempo para causar uma boa impressão. Seu currículo não pode de maneira nenhuma estar ‘vazio’ demais isso dará uma impressão de pouco conteúdo, nem estar com uma visibilidade excessiva de palavras, pois ele, também, logo irá parar na gaveta do entrevistador.

Hoje há vários modelos de curriculos ‘perfeitos’ pela internet. Não há uma formula mágica de se fazer um currículo perfeito, mas algumas técnicas ajudam bastante a dar uma boa impressão ao seu currículo. Seguem algumas dicas de como ele deve ser feito:

1º Mantenha a calma
Seu currículo é a primeira ‘impressão’ que o entrevistador terá de você. É preciso que ele esteja bem elaborado e isso pode levar algum tempo. Não tenha pressa em terminá-lo, faça-o com calma.

2º Vá Direto ao Assunto
A pior coisa que pode acontecer é alguem ficar passando páginas e páginas de seu currículo procurando informações. Fazer com que isso aconteça, acredite, nem para gaveta seu currículo volta, é lata de lixo na certa! Então seja objetivo, sem deixar, claro, de destacar pontos importantes.

3º Informe Apenas Coisas Importantes
Se a vaga é voltada para gerente de marketing, não é necessário citar sua experiência com microcomputadores.
Ah, ninguem está muito interessado também em saber os numeros de CPF, RG ou qualquer outra coisa parecida. Isso é importante sim, mas apenas depois que você começar a trabalhar, então, não coloque.

4º Facilite o Contato
Coloque maneiras de contatos que sejam fácil de te encontrar, como telefone e celular (os mais comuns) e e-mails, MSN, GoogleTalk, enfim, meios que facilitem o contato.

5º Mantenha uma Estrutura
Coloque em ordem o que será comentado, seu nome, meios de contato, escolaridade, experiência…

Nas suas experiências profissionais, coloque-as em ordem cronológica, o primeiro citado deve ser o último trabalhado. Caso você tenha ficado pouquissimo tempo em alguns empregos (com algumas excessões de quando o trabalho é temporário) ou tenha passado em muitas áreas diferentes, não é muito interessante colocar todos, isso pode piorar a situação, dê preferência as experiências que sejam pertinente a vaga desejada.

6º Facilite a Leitura

Monte seu currículo com uma boa formatação. Coloque fontes de no mínimo 10 pontos, deixe uma margem nas folhas e uma margem entre o cabeçalho, esses detalhes facilitam a leitura e deixa uma impressão de organização. Tenha cuidado, não deixe as informações muito juntas e nem deixe muitos espaços em branco - ache um meio termo.

7º Cuidado com o Tal do Portuga
Você não precisa fazê-lo de uma forma extremamente certa com normas ‘inlembráveis’ da lingua portuguesa, mas fazer uma revisão atenciosa pode pegar erros grosseiros.

 

 

 

Objetivos pretendidos: posição desejada e cargo pretendido ou ainda pode relacionar a área de seu interesse.

Formação escolar: envolvendo toda a escolaridade, cursos de graduação, pós-graduação, cursos de especialização ou qualificações além de cursos sobre idiomas, bem como o nível de domínio deste idioma. O diploma mais alto é o mais importante (deve indicar a instituição e a data de conclusão do curso). Eventualmente pode fazer referência ao seu percurso no ensino secundário, embora não seja muito relevante, para a maioria das empresas, dependendo do curso secundário este pode vir a ser um diferencial a mais em seu CV. Cursos adicionais são mencionados na medida em que dizem respeito ao posto para o qual se candidata.

Experiência profissional: incluir empresas onde trabalhou, com um breve perfil sobre o porte da organização, ramo de atividade e principais resultados obtidos. Citar períodos envolvidos, cargos ocupados e principais atividades ou projetos desenvolvidos.

Habilidades e qualificações profissionais: desenvolver um breve perfil que caracterize os principais pontos fortes do candidato as suas principais realizações profissionais e interesses.

 

2 Cuidados na Elaboração e Observações Importantes sobre um Currículo

 

Ordem: É interessante manter uma ordem cronológica, capaz de demonstrar a evolução do candidato ao longo de sua carreira acadêmica e profissional.
Objetividade: A característica fundamental do CV é que o deve ser redigido de forma simples e objetiva, concisa e sintética utilize uma linguagem breve e direta. Utilize um tamanho reduzido, no máximo o seu CV deve ocupar duas folhas. Para executivos jovens, uma página é suficiente. Executivos com mais tempo de carreira podem se estender mais e nestes casos, se o currículo for muito breve, parece que ele realizou pouca coisa. Use frases curtas e evite adjetivos. Deixe margens largas e não use letras muito pequenas, lembre-se de que a maioria dos recrutadores tem mais de 40 anos e já não enxerga tão bem.


Impressão: Deve ser bem impresso em folha A4 ou em papel carta comum, porém deve ter uma excelente impressão visual, não utilize letras pequenas e tome o máximo cuidado com erros de impressão ou de linguagem. Cada CV a ser enviado deve ser uma impressão original evite cópias, tenha cuidado com a estética de seu CV. Recorra a softwares de editoração eletrônica e impressoras a laser para produzir um currículo bonito. Inicie as frases com verbos de ação, como construí, reduzi, administrei, organizei etc.
Qualificação: O CV deve permitir dar uma idéia geral a respeito do candidato, de maneira clara e honesta, evite ostentação exagerada, não omita dados de suas qualificações que podem ser importantes ao processo seletivo. Realce os aspectos positivos e as informações relevantes, ou seja aquelas informações que aumentem as possibilidades de obter uma entrevista. Molde o seu CV ao emprego para o qual se candidata, pesquise a empresa, conheça bem o perfil da vaga antes de elaborar seu CV.


Português: Erros de ortografia, gramática e digitação causam péssima impressão. Peça ajuda a quem conhece bem as regras do português para revisar o texto.

Vários exemplos de CV podem servir de modelos alternativos para ajudar o candidato a elaborar o seu, na verdade a escolha deve se ajustar aos seus objetivos e deve estar dentro do perfil de candidato que as empresas buscam. Muitas empresas mantêm sites de captura de CV e adotam  modelos padrão de CV, para facilitar os processos seletivos.

 

publicado por jorgepc às 01:36

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26



subscrever feeds
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO