PESSOAL NESTE BLOG EU TRATO DE TUDO UM POUCO SOBRE INFORMÁTICA. ESTE BLOG SERVE EM PARTE PARA MIM COMO UM BLOCO DE NOTAS. PUBLICO AQUI MUITO ASSUNTO DE QUE ME PEDEM. ESPERO K APRECIEM ,

25
Mar 10

Provavelmente você já deve ter ouvido respostas diferentes para essa pergunta. Uma das mais comuns é aquela em que associam o nome CPU ao conjunto de peças que fazem o computador funcionar, aquele “caixote” onde se tem o disco rígido, placa-mãe e assim por diante. Pois bem, este “caixote” não é a CPU e sim o gabinete do computador. Mas há quem insista em utilizar essa nomenclatura errônea.

A CPU — Central Processing Unit ou Unidade Central de Processamento (UCP) em português — é um circuito integrado que controla todas as operações e o funcionamento do computador, responsável pela execução de cálculos, decisões lógicas e instruções que resultam em todas as tarefas que um computador pode fazer. Ela age interpretando e executando as instruções fornecidas por softwares — programas, jogos etc. — e retornando resultados. Para efetuar um cálculo matemático, por exemplo, nós seres humanos utilizamos o cérebro. Já o computador, usa a CPU. Daí vem o termo “cérebro do computador”. Algumas pessoas podem estar se perguntando — Mas o “cérebro do computador” não é o processador?

Parte  inferior de dois microprocessadores.CPU, processador ou microprocessador?

Atualmente, todos os componentes que compunham a CPU estão integrados em um único chip denominado microprocessador. Este é empregado nos computadores atuais, como nesse que você está utilizando neste exato momento. Intel e AMD são empresas desenvolvedoras de microprocessadores. Um processador, por sua vez, já uma denominação um pouco mais abstrata. Todo microprocessador é um processador, mas nem todo processador é um microprocessador. Um microcontrolador, por exemplo, também é um processador.

Apesar dessa diferença, na prática os três nomes podem ser usados para se referir ao mesmo elemento — a não ser que você trabalhe ou pesquise sobre arquitetura de computadores, circuitos digitais etc.

Clock

Entre outros fatores, o que determina a "velocidade" de uma CPU é quantidade de instruções que ela é capaz de executar por segundo. A essa "velocidade" se dá o nome de clock e utiliza-se a medida Hertz (Hz) para calculá-la, sendo um 1Hz equivalente a 1 instrução por segundo. Uma CPU com clock de 500 Mhz, por exemplo, é capaz de executar 500 milhões de instruções por segundo. Já um mais atual, com 2,4 GHz, é capaz de realizar 2 bilhões e 400 milhões de instruções por segundo. Mas de onde vêm os símbolos MHz e GHz? Veja a tabela abaixo.

Tabela de  unidades.

Mas o clock não é tudo em uma CPU. O desempenho dela depende também do conjunto de instruções capaz de processar, quantidade de memória cachê, entre outros. Mas isso já é assunto para um próximo artigo!

 

publicado por jorgepc às 16:27
sinto-me:

Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

19
20

27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO