PESSOAL NESTE BLOG EU TRATO DE TUDO UM POUCO SOBRE INFORMÁTICA. ESTE BLOG SERVE EM PARTE PARA MIM COMO UM BLOCO DE NOTAS. PUBLICO AQUI MUITO ASSUNTO DE QUE ME PEDEM. ESPERO K APRECIEM ,

16
Jan 10

Gratuito
Tamanho: 114,16 MB
Sistema: Windows XP/Vista/98/2000/2003
Empresa: Kaspersky Lab

"Uma ferramenta inovadora da Kaspersky para detectar e remover vírus quando o Windows não inicia mais."

A Kaspersky Labs, conhecida popularmente apenas como Kaspersky, é um empresa conceituada no ramo de soluções de segurança computacional. É assim caracterizada por desenvolver aplicações efetivas na proteção de informações pessoais contra pragas virtuais, oferecendo programas capazes de combater desde pragas simples até as mais complexas das ameaças. Entre seus produtos, merecem destaque o Kaspersky AntiVirus (KAV) e o Kaspersky Internet Security (KIS).

Não bastando o sucesso de seus produtos, agora ela está disponibilizando mais uma ferramenta para a detecção e remoção de pragas: o Kaspersky Disk Rescue. A principal diferença do novo produto em relação aos seus irmãos mais velhos está no modo de execução. Trata-se de um antivírus que roda diretamente a partir de um CD ou DVD, dispensando a necessidade de carregar o sistema operacional da máquina para funcionar. Sendo assim, ele pode ser utilizado em qualquer computador, independente do sistema operacional instalado.

Como funciona?

O Kaspersky Disk Rescue vem em uma imagem de disco, a qual deverá ser gravada em uma mídia de CD ou DVD com o seu software gravador — Nero, CDBurnerXP, Alcohol 120% etc — predileto. ATENÇÃO: você deve utilizar a opção de gravar a imagem em disco e não a de gravar um disco de dados. Uma vez gravado, basta inserir o CD/DVD no drive de leitura apropriado e reiniciar a máquina. Lembre-se de ter o seu PC configurado para dar o boot por CD/DVD. Consulte o manual da placa-mãe de seu computador para obter informações de como ajustar esse item.

Nesta tela,  basta pressionar Enter para continuar.

Durante o processo de inicialização, uma tela — como esta acima — será exibida. Pressione Enter para iniciar o Kaspersky Rescue Disk.

Interface  semelhante às dos outros produtos Kaspersky.

A ferramenta tem a interface muito semelhante às dos produtos já conhecidos da Kaspersky. Nesta tela seguinte, selecione as unidades de disco que serão analisadas e clique no botão Start scan, na parte inferior direita da tela. Agora é só aguardar que o resto fica por conta do programa.

 

 

baixar Kaspersky Rescue Disk

publicado por jorgepc às 16:45
sinto-me:

Gratuito
Tamanho: 58,20 MB
Sistema:
Windows XP/Vista/7/2000/2003
Empresa: Kaspersky

"Complemente sua proteção antivírus com este detector de malwares com a qualidade Kaspersky."

Esta é uma ferramenta que pode compensar um vírus ou outro tipo de malware que seu software antivírus pode ter deixado escapar. Desenvolvida com a qualidade Kaspersky - eleito pelo Baixaki como a melhor proteção antivírus -, esse é um utilitário que detecta e remove todos os tipos de perigos que possam estar em seu computador.

Importante

Não é um programa antivírus, pois ele não é capaz de proteger seu computador em tempo real. Atente para cada vez que você fechar este programa, pois você será perguntado se deseja desinstalá-lo.

A busca por qualquer perigo é feita através de uma combinação de detecção por base de dados e análise heurística. Ou seja, além de uma lista com várias ameaças já existentes, o Kaspersky Removal Tool é capaz de identificar vírus antes que elas entrem em ação.

Mesmo que seu computador já esteja infectado, você pode usar a ferramenta sem nenhuma limitação, bastando inicializar o Windows no modo de segurança para instalá-la.

O que e como ele é capaz de remover

Várias  opções para você escolher onde vasculhar.O Kaspersky Removal Tool remove trojans, worms, spywares, adwares e todos os tipos de rootkits de dois modos: aumotático e manual. No modo automático, primeiro você escolhe quais áreas do computador deseja vasculhar. É possível fazer scans específicos na memória, nos objetos da inicialização, nos setores de boot, na pasta Meus Documentos e também por todo o computador. Depois de clicar em "Scan", todas as áreas selecionadas serão vasculhadas.

Repare que, nesta janela, várias abas estão disponíveis. Todos os perigos encontrados serão deletados ou colocados em quarentena. Um registro de tudo que foi detectado e removido pode ser acompanhado na aba "Detected". Arquivos suspeitos serão colocados em quarentena, mas não apagados. Arquivos modificados serão movidos para a área de backup.

 

Vasculhe o  seu PC e veja aba por aba.

Já o modo manual deve ser utilizado quando o automático não dá conta do recado. Você simplesmente clica em "Collect system information", envia o arquivo infectado para a Kaspersky e espera a recomendação deles. Ao receber as instruções, copie e cole no campo destinado e clique em "Execute".

 


baixar Kaspersky Virus Removal Tool
publicado por jorgepc às 16:43
sinto-me:

Gratuito
Tamanho: 92,60 MB
Sistema: Windows XP/Vista
Empresa: Avira GmbH

"Programa ideal para se livrar de vírus que impedem que seu computador inicialize o sistema operacional."

Há certos momentos em nossa vida de usuários de computador nos quais podemos nos deparar com certas situações, no mínimo, desagradáveis. Uma delas, certamente, é quando ligamos o computador e ele não inicia o sistema operacional (Windows, Linux, etc.). Tal evento pode estar relacionado à existência de um vírus no computador, ou então, a algum problema de hardware (alguma placa queimada, coisas assim). No caso de vírus, o Avira AntiVir Rescue System é a solução para o problema.

Para usar o Avira AntiVir Rescue System não é necessário inicializar o sistema operacional do seu computador, e é por isso que ele resolve o problema. Mas para poder usá-lo, será necessário gravá-lo em um CD (ou DVD) depois de baixá-lo.

Com o CD em mãos, ligue seu computador e insira-o no drive de CD. Provavelmente será necessário reiniciar o computador se você demorar muito para colocar o CD no drive, pois ele não consegue executá-lo passado determinado ponto da inicialização.

Executando o CD manualmente

Dependendo das configurações do seu computador o Avira AntiVir Rescue System será executado automaticamente, caso contrário, será necessário mandar o CD ser executado manualmente. Para tanto, mantenha pressionada a tecla “Del” durante o início da inicialização do computador (dependendo do computador a tecla pode ser outra, preste atenção no texto na tela, pois nele aparecerá qual tecla deve ser pressionada).

Um menu chamado “Boot Device Menu” aparecerá, no qual a opção “Onboard or USB CD-ROM Drive” deverá ser escolhida. Agora, provavelmente aparecerá outro menu (chamado “Boot Options”) contendo duas opções, escolha a opção “boot into Avira AntiVir Rescue System (default)” (aperte “1” uma vez, e depois “Enter” duas vezes).

Utilizando o Avira AntiVir Rescue System

Uma vez iniciado o Avira AntiVir Rescue System você poderá ver um menu no lado esquerdo da tela com as opções “Anti-Vir”, “Information” e “Miscellaneous” (caso não haja essas opções, clique na bandeira do Reino Unido).

Configurando o scanner de vírus

Na sessão “Anti-Vir” clique em “Configuration” para ver as opções de configuração.

Em “Scan Mode” haverá três opções: “Scan all files” (verificar todos os arquivos), “Smart scan” (verradura inteligente) e “Scan boot records only” (verificar somente os registros de inicialização). Por via das dúvidas, selecione a primeira opção.

Em “Action at malware discovery” (ação ao descobrir uma infecção) serão duas as opções: a primeira somente grava um registro da ocorrência, a segunda, tenta tomar alguma providência quanto à descoberta. Marque a caixa “Rename files if they cannot be removed” se você quiser que os arquivos que não puderem ser removidos sejam renomeados.

Em “Extendet risk categories” (todas as categorias de risco) deixe tudo marcado para uma melhor pesquisa do scanner. Em “Directory”, também, não altere nada.

Configure o  scanner de vírus.

Iniciando o Virus scanner

Na opção “Anti-Vir” selecione “Virus scanner”, em seguida, clique em “Start Scanner”. A varredura demorará de acordo com a quantidade de arquivos a serem verificados, mas em média, pode demorar por volta de meia hora.

Desligando o Avira AntiVir Rescue System

Após a varredura ser terminada, basta clicar em “Shutdown” (dentro de “Miscellaneous”) e esperar que o computador seja desligado.

Commandline

Caso você tenha selecionado “Commandline” por engano ao tentar desligar o programa, basta apertar “Alt”+”F7” no teclado para sair do console do Linux e voltar ao Avira AntiVir Rescue System.

Mais uma arma na luta contra ameaças

O nome Avira já é mais do que consagrado na categoria antivírus, desta maneira a versão de verificação de ameaças no sistema operacional, antes da inicialização do mesmo, é mais uma opção de ferramenta de uma das mais famosas famílias do ramo da segurança virtual.

O fato de o aplicativo realizar a varredura em modo de segurança permite que você tenha mais uma arma na guerra contra as ameaças digitais, pois passar o antivírus antes da inicialização do sistema é uma maneira muito eficaz de remover os vírus que insistem em ficar na sua máquina.


 

baixar Avira AntiVir Rescue System

publicado por jorgepc às 16:38
sinto-me:

Nem todos os arquivos que prejudicam seu PC são vírus.


Quem usa um computador — ainda mais com acesso à internet — ouve diariamente as palavras vírus, trojan, spyware, adware e, de vez em quando, a palavra malware. É comum pensarmos que, de uma maneira geral, todos são vírus e perigosos para o computador.
Em parte, esta afirmação é verdadeira: de fato, todos eles podem nos prejudicar de alguma maneira. No entanto, eles não são todos vírus nem iguais. Eles são todos malwares, isso sim.
Malware
Malware é a combinação das palavras inglesas malicious e software, ou seja, programas maliciosos. São programas e comandos feitos para diferentes propósitos: apenas infiltrar um computador ou sistema, causar danos e apagar dados, roubar informações, divulgar serviços, etc.
Obviamente que quase 100% desses malwares entram em ação sem que o usuário do computador perceba. Em suma, malware é a palavra que engloba programas perigosos, invasivos e mal intencionados que podem atingir um computador. O primeiro erro dos usuários é este: desconhecendo o termo malware, categorizar tudo como vírus.
Os malwares se dividem em outras categorias, e provavelmente vão continuar se dividindo à medida que malfeitores descobrirem e inventarem novas maneiras de ataques a computadores. Essas categorias incluem vírus, worms, trojans, rootkits, spywares, adwares e outros menos conhecidos. Vejamos um por um.
Vírus
O termo vírus foi aplicado por causa da reprodução desses arquivos.Não é à toa que a palavra vírus é a que mais circula quando o assunto é perigos de computador. Afinal, os vírus são os programas mais utilizados para causar danos, roubar informações, etc.
Os vírus se diferenciam dos outros malwares por sua capacidade de infectar um sistema, fazer cópias de si mesmo e tentar se espalhar para outros computadores, da mesma maneira que um vírus biológico faz.
Vírus são típicos de arquivos anexos de emails. Isso acontece porque quase sempre é necessário que um vírus seja acionado através de uma ação do usuário.
Um dos vírus mais perigosos já registrados foi o “ILOVEYOU”, uma carta de amor que se espalhou por email e é considerada responsável pela perda de mais de cinco bilhões de dólares em diversas empresas.
Worms
Esses vermes não são inofensivos.Um worm (verme, em inglês) de computador é um programa malicioso que se utiliza de uma rede para se espalhar por vários computadores sem que nenhum usuário interfira neste processo (aí está a diferença entre vírus e worm).
Os worms são perigosos pois podem ser disparados, aplicados e espalhados em um processo totalmente automático e não precisar se anexar a nenhum arquivo para isso. Enquanto vírus buscam modificar e corromper arquivos, os worms, costumam consumir banda de uma rede.
Trojan
Tome cuidado com este Trojan, forma abreviada de Trojan Horse (cavalo de tróia, em português), é um conjunto de funções desenvolvido para executar ações indesejadas e escondidas. Pode ser, por exemplo, um arquivo que você baixou como um protetor de telas, mas, depois da instalação, diversos outros programas ou comandos também foram executados.
Isso significa que nem todo trojan prejudica um computador, pois, em alguns casos, ele apenas instala componentes dos quais não temos conhecimento, forçadamente.
Daí a relação com o cavalo de tróia, historicamente falando. Você recebe um conteúdo que acha ser uma coisa, mas ele se desenrola em outras coisas que você não esperava ou não foi alertado.
Rootkits
Os rootkits englobam alguns dos mais escabrosos malwares já conhecidos. Isso porque estes programas miram simplesmente o controle de um sistema operacional sem o consentimento do usuário e sem serem detectados.
O grande mérito do rootkit é sua capacidade de se esconder de quase todos os programas antivírus através de um avançado código de programação. Mesmo que um arquivo rootkit seja encontrado, em alguns casos ele consegue impedir que você o delete. Em resumo, os rootkits são a maneira mais eficiente para invadir um sistema sem ser pego.
Spywares
Spy, em inglês, significa espião, e foi com essa característica que os spywares surgiram. No começo, os spywares monitoravam páginas visitadas e outros hábitos de navegação para informar os autores. De posse dessas informações, tais autores podiam atingir os usuários com mais eficiência em propagandas, por exemplo.
Porém, com o tempo, os spywares também foram utilizados para roubo de informações pessoais (como logins e senhas) e também para a modificação de configurações do computador (como página home do seu navegador).
Os spywares viraram alvo de programas específicos.Hoje, os spywares ganharam atenção especial de diversas empresas que desenvolveram programas específicos para acabar com este tipo de malware.
Adware
O último malware dessa lista geralmente não prejudica seu computador, mas te enche o saco, com certeza. Adwares são programas que exibem, executam ou baixam anúncios e propagandas automaticamente e sem que o usuário possa interferir.
Adwares são mais chatos do que perigosos.Geralmente, ícones indesejados são colocados em sua área de trabalho ou no menu Iniciar para que você acesse o serviço desejado.
Hoje, os adwares são considerados como uma categoria de software, diferenciando-se de freewares (programas gratuitos) e demos ou trials (programas para testar), uma vez que eles têm a intenção de divulgação, e não de prejudicar um computador.

Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
14
15

17
20
21
23

24
25
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO